sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Momentos para partilhar - semana 33

Semana 33 - Tenho medo de...



... morrer de forma abrupta, trágica e dolorosa

É a nossa única certeza, que vamos morrer. Mas não é uma ideia tão confortável assim, precisamos admitir.

... perder as pessoas importantes

Igualmente ao falar de minha própria morte, perder as pessoas importantes faz com que você sinta que aos poucos suas estruturas, seus pilares, também vão junto. 

... fracassar na vida

Sabe aquela pessoa que na família todo olham com desdém, pois ela simplesmente virou um "nada"? Pois é, constantemente penso nisso, não encontro ninguém na família que está assim, pode estar infeliz, mas tem filhos, empregos, planos de independência... Então a chance é grande para meu lado... ¬¬'

... palhaços

Ok, podem rir. Tenho medo de palhaços. Na minha cidade as vezes tem uns doidões vestidos de palhaços em portas das lojas infantis. É eles em uma calçada e eu na outra. Atravesso na frente dos carros quando avisto um. É incontrolável e necessário. Minha aparência e estatura chama atenção de palhaços de rua e de papais noéis sempre. Por isso, é uma necessidade mudar de calçada. Não faço escândalo, mas certamente a pessoa não será bem tratada.
Já passei aniversário de um de meus primos, escondida atrás do tanque de lavar roupas da minha tia só para evitar os caras/palhaços que foram contratados para a festa.
Não gosto e certamente eles são o  motivo de eu não sou fã de circo.

... Extraterrestres

Não diria que é meeeeeedo, mas é um desconforto. Pode ser Alien de todo tipo, até mesmo aquele do filme, todo baboso de ácido (além de feio, é perigoso e letal). Predador? Nenhum problema, só é feio também. Aqueles do M.I.B.? Tranquilo... Meu problema é com aqueles compridos, magrinhos de olhos grandes.
O maior medo da minha vida? Pesadelos atras de pesadelos? Todos proporcionados pelo filme "Sinais". Pois todas as situações que mais pensei em criaturinhas olhudas e verdinhas invadindo a minha casa, ficou retratado naquele filme. Que agonia! 
Sim, bobagem, pois nem existem. Ou talvez até existam mas não jeito que está no imaginário popular. No caso, não importa muito. Se não existem: ok, bom! Se existem, fiquem onde estão, certo?

E vocês, medo de algo?

Abraços afáveis!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Versões boas, ruins ou melhores? - "Over The Hills and Far Away"

Desde dezembro que não faço a postagem dos covers. 
Hoje decidi fazê-lo e montar uma aba dedicada aos outros covers que já postei, como um guia para ser revisitado sempre. Toda a lista está completa: estão lá os links desde as versões das músicas da Britney Spears que fiz em 20 de janeiro de 2012, até o último post de covers feito em 23 de dezembro do ano passado. 
Sempre que eu fizer um novo, atualizarei a lista. 
Está na aba "Especial 1: Versões/Covers" (aqui)

Hoje, peguei uma música do Gary Moore chamada Over The Hills and Far Away. Não sei quanto a vocês, mas não é a primeira música que vem a minha cabeça quando alguém fala em Gary Moore. A que penso instantaneamente ao falar dele, é "Still Got The Blues" (aqui). Comum, mas é verdade.
A ouvir "Over The Hills and Far Away" eu penso é na versão que apresento a vocês hoje. E pelo que pude constar não é só eu que penso nela antes da versão original...

Original: Gary Moore - Over The Hills and Far Away
Composição: Gary Moore
Álbum: Wild Frontier
Lançamento: 1987




E a versão, da qual falo é do Nightwish. Quem sabe, vai rir. Lembro porque sou fã da banda. Mas ela não é só lembrada por mim. Já devo ter ido ao aeroporto da minha cidade umas cinco vezes na minha vida, para ver a Esquadrilha da Fumaça. Em três dessas ocasiões, essa música, versão do Nightwish é usada nas apresentações dos caras. Da próxima vez que alguém for ver uma apresentação deles, podem conferir e confirmar.
Eis:

Versão: Nightwish
Álbum: EP "Over The Hills and Far Away"
Lançamento: 2001


São bem semelhantes, com a vantagem do Nightwish, que por ser uma banda sinfônica, abusa um pouco mais dos recursos sonoros. Fora que com uma soprano, e como é típico da banda, a música tomou caráter mais emotivo.

Escolham a favorita de vocês e comentem. Eu não posso e nem devo escolher, por razões óbvias. :D

Abraços afáveis e confiram as postagens antigas se perderam alguma certo? 

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Harry Potter Meme

Achei super legal esse meme e decidi respondê-lo. Serve como um momento de empolgação para quem curte muito Harry Potter, como tem sido meu caso desde meus 11 anos. Créditos à minha amiga Ichigo Hime do Reino de Morango, que encontrou o meme no Tumblr e traduziu as perguntas. \o/
Devidamente creditado, vamos à pausa para comerciais, depois de tantos carros de F1 por aqui, hehehe...




Harry Potter: Conte-nos sobre uma cicatriz no seu corpo.
Bem que eu procurei, mas realmente não tenho nenhuma. 

Hermione Granger: Qual é o seu livro favorito, quantas vezes você o leu, e por que você o ama?
Não consigo escolher um só. Todos os Harry Potter tem impacto sobre mim, afinal foram os que me fizeram sair da coleção vagalume e evoluir hehehehe... E acho que li pelo menos umas 3 vezes cada livro... 
Os livros de Tolkien são aqueles que vieram a partir de Harry Potter. Tolkien virou meu autor amado e é então a figura e literatura das quais levei até para minha formação acadêmica. "O Senhor dos Anéis" foi lido umas duas vezes e "O Hobbit", três, que eu me lembre.

Ron Weasley: Algo de que você tem medo?
Tenho medo de ser uma completa inútil na vida. Ou pelo menos, aquele tipo de pessoa que ninguém tem nada de bom a dizer sobre ela...

Luna Lovegood: Uma coisa que faz com que você seja diferente do resto do mundo.
Ter mania de usar meias mesmo quando o calor está insuportável?! Talvez. :D

Fred Weasley: Você sabe fazer algum truque de mágica? Qual é o melhor que você pode fazer? Se você não conseguir fazer nenhum, qual é o melhor que você já viu?
Não, não sei nenhum truque. Na realidade não gosto de truques de mágica. Não me distrai, não acho interessante e na real, mágicos nesse sentido são meio desprezados por mim. Ganhar dinheiro a custa da falta de atenção e/ou ignorância dos outros parece trapaça. Talvez, ilusionistas, que usam um pouco de física, truques de espelhos e tal. Mas nem assim, não é grande coisa. 

George Weasley: Qual foi a melhor pegadinha que você já pregou em alguém?
Pegadinha? Bom, sempre digo algo improvável só para a pessoa se assustar e perguntar: "sério?" e na realidade estou brincando. Raramente me escondo atrás de porta, mas as vezes passar um sustinho nas pessoas dá boas risadas.

Neville Longbottom: Conte-nos uma história constrangedora.
Hum, quase não tenho histórias muito constrangedoras, mas na maioria das vezes é porque as pessoas não entendem sarcasmo ou ironias e aí eu fico com cara de paisagem ou envergonhada. Mulher fala muito, então vou em uma que foi uma frase que escapuliu.  Ia contar uma semelhante, mas é tão ridícula que é melhor abster. Vou contar uma recente, que na verdade não foi tão constrangedora assim: Em meio a uma reunião com uma pessoa que eu não conhecia bem assim como as outras pessoas da reunião, lá pelas tantas essa pessoa  disse "pois vou falar de um livro que inclusive, trouxe para a Emanuelle dar uma olhada" e ela tirou da pasta um livro extremamente grosso, com pelo menos umas 1500 páginas. Os presentes arregalaram os olhos e eu acabei disparando: "nossa, que lindo!" e a pessoa coitada ficou tão vermelha, mas tão vermelha, que era possível que ela entrasse em combustão instantânea. E foi rápido e todos começaram a rir do meu comentário. Ela melhorou assim que disse "é mesmo um belo livro, vc não está errada..."
Não irá se repetir. :D

Narcissa Malfoy: Você tem um bom relacionamento com a sua família? De quem você é mais próxima?
É razoável. Não é uma família cheia de problemas, mas tem umas coisas meio infantis que rolam e me deixam meio para baixo. Mas qual família é perfeita? Sou próxima a minha irmã do meio, a Michelle. Se temos problemas, falamos uma na cara da outra, resolvemos e pronto. Não ficamos cheia de dedos ou de beicinho pelos cantos. Estamos sempre exercendo nosso lado adulto de ser.

Voldemort: Se você fosse criar uma horcrux, o que ela seria e por que?
Talvez um quadro ou um livro. 

Bellatrix Lestrange: Você já amou alguém que jamais te amaria de volta?
Amar não, mas gostar sim. Por sorte eu sei colocar pontos finais naquilo que não faz bem.

Ginny Weasley: Você já se apaixonou por alguém inesperado?
Acho que todas paixões são. Ninguém planeja essas coisas, ou pelo menos, não nesse século. Quando as pessoas eram prometidas à casamentos, talvez sim, houvesse hesitação e depois a paixão, mas hoje, você de fato não planeja um alguém. Caberia aqui aquela frase: Quem nunca? rsrsrsrs...

Hedwig: Se você fosse para Hogwarts, que tipo de animal de estimação você levaria? (ex: gato, coruja, rato, sapo)
Coruja, definitivamente. Sempre fui louca para ter uma, mesmo antes de Harry Potter.

Draco Malfoy: É melhor ser temido ou amado?
Amado é melhor. Se for temido pode ser que você garanta inimigos. (Embora amado, pode garantir invejosos).

Rubeus Hagrid: Qual é a sua criatura mágica favorita?
Dragões, certamente.

Dolores Umbridge: Faça uma lista de regras que sua família (ou quem você escolher) deveria ter que seguir se você fizesse as regras.
Não esgote a minha paciência. Tenha respeito e tenha bom senso e bom humor. Isso vale para qualquer um.

Lucius Malfoy: Qual é a sua posse mais querida?
Meus CDs e DVDs (que não são muitos) e meus livros (que são até consideráveis se for comparar com um tempo atrás). 

Molly Weasley: Qual é momento de mais orgulho da sua vida?
Até agora, minha monografia para conclusão de curso. Com as mais bizarras dificuldades externas possíveis, saiu tudo praticamente de minha própria vontade.
Mas algo melhor e maior deve ainda estar por vir.

Dobby: A quem você é mais leal?
A mim, pois sendo leal a mim, sou com todo o resto que mereça.

Sirius Black: Você já foi acusada de fazer algo que você não fez?
Várias vezes. E não há nada que me tire mais do sério.

Argus Filch: Qual foi o pior trabalho que você já teve?
Nenhum, até o momento. As vezes não é o trabalho que é ruim, mas as relações nele.

Dudley Dursley: Quantos presentes você costuma receber no seu aniversário?
Entre três e cinco. Depois de uma certa idade, você não recebe tanta coisa assim...

Peter Pettigrew: Você é um líder ou um seguidor?
Bom, nunca fui líder de grupo, a não ser quando ninguém mais quer fazer ou quando eu tenho vontade de fazer a coisa funcionar. 

Cedric Diggory: Você já teve uma experiência de quase morte?
Não.

Albus Dumbledore: Qual é o maior obstáculo que você teve que vencer na sua vida?
Minha timidez, que eu tento vencer com humor. Fazer cara de séria foi o meio que usari para fazer barreira, mas não funciona mais, só piorou. Com essa tática as pessoas faziam mal juízo da minha personalidade. 

Minerva McGonagall: Qual é o seu feitiço favorito?
Expecto Patronum! :D

Severus Snape: Você é uma pessoa confiável?
Sim, principalmente se houver reciprocidade.

Remus Lupin: Se você se transformasse em um animal ou criatura, qual seria?
Uma coruja...

Tio Vernon: Qual é o seu dia favorito da semana?
Sábado e as vezes domingo. Não trabalho nem estou estudando, então domingo é bom, até que a segunda seja dia de batente. Caso seja, volto ao sábado :D

Mad Eye Moody: Quem é a pessoa mais corajosa que você conhece?
Ih, só tenho conhecido bundões. Comigo inclusa hehehehe...
Falando sério, talvez Adriana, minha amiga de faculdade, é  a mais corajosa que conheço.

Arthur Weasley: O que você acha que é a melhor invenção trouxa?
A internet. Usada com sabedoria, ela é um deleite!

Professor Sprout: Qual é sua aula favorita oferecida em Hogwarts?
Feitiços ou Astronomia. 

Nymphadora Tonks: Se você pudesse mudar algo na sua aparência, o que seria?
Gostaria de ser mais alta, só um pouco, afinal não gosto de apelar para salto, o que detesto e não sei caminhar com esse treco (quisera eu ser um drag queen na próxima encarnação). Queria ser mais gordinha, porque vareta assim não chego a lugar nenhum a não ser que bata vento e a tentativa de engordar por si só ainda não está fazendo efeito... Combinamos: mudaria muita coisa, isso se tivesse coragem. Mas não tenho e devemos ser felizes com o que temos, entonces...

Murta-que-geme: O que sempre te faz chorar?
Não sou chorona, nem em tempo de TPM por incrível que pareça. Mas certamente fico chateada com algumas coisas: injustiças animais e pessoas maltratadas, gente que fica dias e dias me enchendo e aí quando apelo certamente algumas lágrimas vão rolar rsrsrs... Dores físicas contaria?

James Potter: Você arriscaria a sua vida para salvar alguém que você realmente ama?
Sim, mas do jeito que sou, ajudaria e ainda não receberia sequer um "obrigado".

Lily Potter: Qual é a cor dos seus olhos?
Castanho escuro.

Professora Trelawney: Você já sonhou que algo iria acontecer e então aconteceu?
Acontece quando lembro deles, dos sonhos. Alguns são didáticos - as situações acontecem, as vezes são muito estranhas, eu as interpreto como respostas à coisas que incomodavam. Já sonhei que tomei bronca de professor e aconteceu, até hoje não entendi qual era a do cara - um idiota advogado que dava aula de biologia; já sonhei com cenas e frases ditas pelos outros em conversas que eu não lembrava de estar... Nada alarmante.

Ollivander: Como seria a sua varinha?
De acordo com o Pottermore: Freixo com núcleo de pelo de unicórnio, 28 cm, flexível.

Lavender Brown: Quem é a última pessoa para quem você mandou uma mensagem? Você já teve uma queda por ela?
Pra minha professora de costura. Óbvio que não. Mesmo que fosse um cara, não tenho quedas assim a cada cinco minutos pelas pessoas, ora. Além disso, já tenho certeza que meu cupido tem aquela doença do sono. Então, fatalmente, em 26 anos ele vive mais dormindo que acordado.

Cho Chang: Se você estivesse no time de quadribol, em que posição você jogaria?
Batedora. Porque eu seria uma negação como artilheira ou como goleira (na verdade seria ruim em todo caso). E apanhadora, deixa a gente muito tempo só observando e eu ia acabar me distraindo com os acontecimentos do jogo. xD

Tia Petunia: Qual é a sua flor favorita?
Não tenho uma favorita, a maioria são flores, meio sinônimos de beleza. Mas para o momento escolho tulipas. 

Este é o meme. Peço que se alguém for fazê-lo, please, dê os créditos à Ichigo, como mencionei no topo da postagem, ok? E claro, divirtam-se se forem fazer ;)

Abraços afáveis!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Novidades dos carros da F1 - parte 3

E dá-lhe estréia de carro. Vamos primeiro, à um que já publiquei, mas com uma foto mais aproveitando os detalhes do carro. Na postagem que fiz, não dei muita importância à isso, e agora podemos enxergar o bico - A Force India:


Certo. Bem mais longo e estreito que estávamos começando (ou não) a acostumar. Agora dá para ver melhor.
Temos já visto a nova Lotus, a nova McLaren e a nova Ferrari, caminhamos para as que foram pipocando de domingo para cá. Até agora, o da Lotus é o mais estrambótico, sendo bifurcado e assimétrico. Os estreitos, e/ou pontudos já tem apelidos bem eróticos. E o da Ferrari,  bem, "bagre" não é o mais bonito dos peixes, é isso?
Enfim, aos novos: a começar pelo discreto da Sauber, o C33:


Seguindo a tendência do bico estreito, já entendi - ou pelo menos, acho que sim - que esses bicos são para "cortar" o vento. E para alguns, eles até fazem sentido, se começarmos a queimar os neurônios para pensar na trajetória do vento, como deixar o carro, já que é pesado, mais leve e consequentemente mais rápido.  ¬¬' Olha a F1 aí me fazendo queimar o Uguinho, o Zezinho e o Luizinho (para quem não sabe, são meus neurônios) para entender de física e mecânica?! Tudo bem eu não ligo, desde que eu entenda.

Próximooo, STR9 da Toro Rosso:


Apesar do bico bem estreito, esse tem a parte dianteira mais baixa, não há degrau e é mais reto, como uma seta.
Next: W05, da Mercedes:


Eis o bico menos feio, talvez. 
A birra do pessoal com os bicos é e não é justificável. São sim feios, mas se forem úteis o que podemos fazer? Enfim, a Mercedes está quase no tom da Ferrari, só que com um caimento menos agressivo para o bico. A Mercedes é meio pomposa né, vamos combinar. Tanto é que ficou dando pedacinhos do carro divulgando partes até chegar na hora de divulgar W05 por completo. 

Quem mais falta? A RBR, com seu RB10:


Pois bem, esse infeliz é o que mais faz sentido em termos físicos. Se... SE eu fosse projetista e me falassem que eu precisava inventar um bico aerodinâmico que fizesse efeito na velocidade... Eu faria assim. 

A Williams então apareceu, nos boxes mesmo e com o Bottas (graças!). Eis o tal:


Gostei da pintura. E o narizinho lá, feio, não tão estreito desde o começo como alguns e meio quadradinho... Enfim... É isso aí. E tem logo do Senna no bico. Legal.

Se é para radicalizar geral, esse foi o jeito da Caterham, com o CT05:


Meu. Deus. 
Não sei quanto a vocês, mas esse parece ser o vencedor e sim, não é de beleza. É de rasgar a boca de rir (ou não) se esse bico aí for o mais eficiente. 
Ok, só uma piada mesmo. Não é bico que determinará as coisas. Graças a Deus - e aí está a luz no fim do túnel para vc que está deprimido com esses carros de 2014 - há outros fatores que determinam eficiência nas corridas. Assim, sejamos pragmáticos: beleza não ganha corrida. Se assim fosse, só venceria os pilotos bonitinhos, se é que me entendem. ;)

O pessoal tem brincado com a aparência dos bicos. A "F1 Cine Privê" foi a mais engraçada até agora. Só que aí que está. Cine Privê era coisa da Band e não da Globo, não era?... rsrsrsrs...

É o que tem né, criançada? Queiramos ou não começaram aqueles testes em Jerez, que além de serem poucos, servem menos ainda para os ajustes. Saber no que isso tudo vai dar, gentem: só 16 de março.

Deixem seus comentários, impressões, piadas e afins, certim? 
Abraços afáveis!

sábado, 25 de janeiro de 2014

F14T é lançado (Novidades dos carros de F1 parte 2)

À algumas horas atrás tomamos conhecimento do visu do tal F14T, o carro da Ferrari 2014.


Segue o padrão da moda: o lance é "inovar" (ou seria "chocar"?) no bico. Estreito, em formato M ou com duas pontas assimétricas já vieram. A Ferrari vem com um degrau chegando à um bico que mais parece uma boca vertical, larga. Deram o apelido de "bagre"...
Não há ainda lógica para esses bicos, e o resto dos carros segue um certo padrão. A bizarrice está em apresentar bicos diferentes e deixar criaturas como eu meio perdidas nessa.
Uma coisa parece certa, pelo número de bicos diferentes nem eles sabem o que estão fazendo...


A melhor dupla de pilotos. A dupla mais empolgante dos últimos cinco anos (talvez mais). 
Com a foto eu me senti bem. Se esse F14T prestar, poderemos presenciar algum bom espetáculo do esporte. O complicado não é confiar na capacidade profissional (ou psicológica, que seja) desses dois. O tenso é dada a administração da equipe. Hoje, eles são salvadores, amanhã, quando tudo começar a dar errado, são chiliquentos, apáticos, descompromissados, chorões... 
Já há esses comentários. Mesmo não sabendo de nada, já tem os fomentadores da discórdia.

Eu prefiro esperar. Mas duvido que minha opinião mude com o passar das etapas. Acho que estamos num bom começo de relações, a começar pelos sorrisos. ;)

Desejo a todos um excelente fim de semana. Estou meio enferma, a base de remédios por isso não sei quando retorno ao blog, mas espero que segunda esteja novamente bem para postagens mais consistentes e menos descartáveis.

Abraços afáveis!

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

"O que é isso?" (Novidades dos carros da F1 - parte 1)

É isso, as equipes já vararam a mostrar suas crias para o campeonato da F1 2014.
Carros feios já avisaram alguns... Bicos estreitos como sugere as imagens do carro da Williams (mas que ainda não apresentou uma imagem do próprio) ou... bem, não imaginava que podia piorar, mas a Lotus fez o serviço pior que nossa imaginação alcançaria.

Primeiro MP4-29, o carro da McLaren:


A cor é boa e as propagandas mais discretas ficaram joinha! Gosto das coisas serenas e discretas. Mas sim, esse bico vai ser um sistema que vai demorar para acostumar.

E, o da Lotus, E22:


Apelidaram esse bico aí de tomada. E o "trem" como diriam aqui em Minas, é assimétrico. o.O

Os bicos já rendem diversos apelidos. Resta alguém que entenda, explicar o que eles tem de proveitoso. Enquanto isso, a gente ri das comparações do pessoal criativo, até porque tem muito por aí. xD

Esse "era" o carro mais bonito do grid. Mas enfim, sejamos pragmáticos: ser feio, bonito ou indiferente, pouco importa no fim das contas. O que é preciso é saber como se comportam. 

E a Ferrari, que se não estou enganada, revela o "carrim" amanhã, buenas, já batizou o tal. Ganhou o nome F14 T... Enfim, era para ser super emocionante? 


Sei não.

Comentários dos carros apresentados, fica com vcs. Eu ainda estou procurando lógica nos tais e claro, não vou encontrar tão cedo, rsrsrsrs...

Abraços afáveis!

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Momentos para partilhar - semana 32

Semana 32 - Ainda quero aprender



Tocar guitarra (de verdade)

Comecei aulas à muito tempo. Parei na época da minha fase de pesquisa para monografia. Desde então, apenas sento para fazer umas escalas, quando muito.
Nivelando, só para determinar o quanto eu sei - e definir meu grau de frustração - eu me coloco certamente como "pior que o Chimbinha".
Faltou disciplina quando fazia aulas, E ainda falta, já que eu poderia usar minhas anotações de curso, agora que tenho mais tempo.  Mas certamente tive um bom professor (o segundo, porque o primeiro... Santo Deus!).
Instrumento é coisa séria, não há como negar.

Costurar

Estou nessa de fazer o curso para evitar de depender dos outros para vestir algo legal e que seja a minha cara. Independer de loja e o que está nas ruas, também, afinal, não dá para usar roupa de adolescente eternamente.  Fora que é mais barato fazer a própria roupa e se torna um ofício.

Aprender alemão

Estou me aventurando no curso de italiano, mas nem de longe tenho a facilidade (embora não seja supra sumo na língua) que tive no inglês. O tal do estudar idiomas sozinho requer muita vontade. Até fiz isso com finlandês, com aquelas noçõezinhas básicas de como se apresentar, se localizar, dizer as horas... Já esqueci boa parte e não terminei o livro.
Alemão realmente deverá ser feito com mais alguém, um tutor. Esse negócio de cursos online ficarão no básico. Porém, já me matriculei 3 vezes em um curso, e nas três vezes impasses diferentes não abriram turma. E o que é pior: pela minhas ideias de pós graduação, precisaria da língua... o.O

Arco e Flecha

Fiquei pensando em esporte, mas não me lembro de nada que gostaria de fazer. Sou daquelas que prefiro assistir do que praticar. Mas não lembro de nada que tenha me agradado mais, do que a ideia de ter um arco e flecha e praticar...

Cozinhar 

Bem, não é uma coisa que quero aprender, mas é algo que vez ou outra é necessária. Ninguém vive só de omeletes e panquecas. 

Está com vcs agora.
Abraços afáveis!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Já que...

... faz alguns dias que não comento sobre F1, faço meus adendos casuais hoje. Pegarei algumas coisas que passaram, e que comentarei, rapidamente, as sensações. 

Filme sobre duelo entre Lauda e Hunt, Rush é esquecido e não ganha indicação a Oscar (ver matéria aqui)

Na verdade não tem muito o que dizer aqui sobre isso, mas confesso que ao ver esse manchete eu ri "pacas".
Não questiono a matéria, ou o assunto, mas sim ri da ingenuidade a respeito. Eu ainda não vi Rush (e pretendo, fazê-lo no fim de semana pois consegui o filme e poderei matar a curiosidade, que as redes de cinema não me proporcionaram na época de lançamento). Tenho certeza que é um filme bom pelo tanto que foi  elogiado pelos fãs da F1 e também por alguns bons cinéfilos e críticos. 
Mas daí anunciar que o filme foi esquecido pelo Oscar não pude conter: eu ri.
Assim como ri o anúncio dos principais indicados nas tvs, e na Record por exemplo, aquele tom de velório na frase "nenhum filme brasileiro foi lembrado na categoria de melhor estrangeiro" foi ainda mais risível. Como se tivéssemos assim tantas grandes opções para concorrer! Pode até ter, não assisto a filme brasileiro é um fato que pouco posso falar com propriedade, mas o lance é que somos nós contra muito cinema estrangeiro gabaritado. Europeus que nos digam. 
Além disso, o Oscar anda uma coisa meio estranha. Assisti a um sem número de filmes ultimamente que questionei piamente a indicação e por vezes a premiação. Fora que sempre tem um "esquecido". 
Esqueceram Rush foi coisa de fã, né queridos? É o mesmo que eu protestar por esquecerem "O Hobbit e a Desolação de Smaug". Nossos protestos são inevitáveis, mas no fim, infundados. Xinguei muito (não no Twitter) ano passado quando deram Oscar de Melhor Maquiagem a aquela coisa chamada "Os Miseráveis". Desculpem, mas colocar Anne Hathaway feia, com cabelo raspado e sem dente (é isso produção?) não é muito difícil. Quero ver fazer 13 anões com próteses que demoram duas horas para serem colocadas... Mas "who cares?" Perderam, e esse ano, nem indicados à essa categoria foram.
Conselho aos que viram Rush e são partidários do lance "deveria ganhar Oscar": agradeça por ter algum diretor que faça essas coisas ainda, pois se dependêssemos de Oscar... hum... ¬¬'
Em todo caso, é um evento, ainda que duvidoso tem sido bem melhor que o Grammy. #risadamaléfica

***

Duas coisas: 1. Ecclestone por rolo de suborno foi afastado do quadro de dirigentes da F1. Apesar do tom chocante da ideia, não achei que daria em alguma coisa. Ele inclusive diz: "I'll be back"... 
Super medo do Terminator anão...



E Ron Dennis que reassumirá o comando da McLaren? Minha reação:



***
Vettel fala em dividir equipe com Räikkönen ou Alonso e garante: "Não estou com medo" (ver matéria aqui)

Responderei isso, com dois tópicos pequenos. 1. Descoberta importante: este é o novo ponto de falta de assunto. Agora não se pergunta mais "como vai a família?" ou "será que vai chover?". Se você quer ser um jornalista pé no **** você pergunta coisas "polêmicas" sem sentido e sairá com meia dúzia de frases para escrever uma matéria.
2. "Não estou com medo". Nem deveria né, Vettel? Afinal, você sabe o que os jornalistas não sabem: Alonso e Räikkönen não tem histórico de morder as pessoas, portanto não há o que temer. 

Tão chato quanto e perguntar ao Vettel o problema de dividir equipe com um desses dois é aqueles que acham que Alonso e Räikkönen são inimigos mortais. Pelo que leio por ai, da opinião alheia, sobre como será a convivência dos dois, temo que estamos diante dois seres mal evoluídos. Trogloditas selvagens e cruéis mesmo, ao extremo. Ambos correrão de bigas, com espetos de aço nas rodas. Se eles dividirem curvas, voará pedaços de carro para todos os lados. Don Corleone trabalhará para Alonso, e peixes e cabeças de cavalo serão deixadas no motorhome de Kimi. Um pódio com ambos, será com um espanhol de olho roxo e um finlandês bebendo vodca de lábio inchado e faltando um dente. 


Farpas poderão até existir, mas será mais fácil por raiva da má administração da Scuderia, que qualquer outra coisa. Eu confio na maturidade de ambos. 

***

Algumas vagas ficaram definidas. Caterham anunciou então Kamui Kobayashi de volta e Marcus Ericsson.
Muito oba-oba pela volta do Koba e eu fiquei sem saber porque tanto. Afinal, é Caterham e Kobayashi não é lá tudo isso pra mim. Na verdade, irrelevante... 
Campanha online, com fãs! Depois dessa, fiquei com pena do outro candidato à vaga: Heikki Kovalainen, cuja simpatia, eu tenho muito mais.

***

Williams anuncia Andrew Murdoch como engenheiro de Massa na temporada 2014 (ver matéria aqui)

Pois acho amável. Não, não conheço Murdoch para achar isso amável. 
Não também não estou redimindo pecados com o Massa e torcendo pelo sucesso dele. Na realidade, não faria isso nem recebendo dinheiro com campanha online tipo a do Genuíno. Não.
Tenho ainda dó da decisão da Williams: demais!
Só achei a notícia amável, porque os puxa-sacos conhecedores da vida e das particularidades do Massinha, dizia que Rob Smedley estaria saindo da Ferrari para caminhar junto com o pigmeu. ¬¬'
Mais uma coisa que falam, e não se confirma, e ninguém perde credibilidade... Como pode?

***

E a Force India foi hoje apresentando a primeira imagem de seu carro, o VJM7. Com uma pintura até bonitona! (Ver matéria completa sobre, aqui)


***

Por fim, sobre a Ferrari: Primeiro que ela está querendo interagir com os "fãs". Agora pode até escolher das cinco opções que eles disponibilizaram o nome do novo carro. 
Uma brincadeira tosca, mas com fundo de verdade: não me importa o nome da criança, contanto que venha com saúde!  
E os testes de Jerez foi decido que Kimi Räikkönen estará nos dois primeiros dias e Fernando Alonso nas duas últimas sessões.
É acostumar, e acostumar. 

Fico por aqui. Cometários, à vontade!
Abraços afáveis!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Comentário pós finais de conferência

Vamos ao que interessa.
Sábado deixei os palpites meus e de Ron Groo para os jogos de final de conferência AFC e NFC.
Estamos empatados de novo. Acertamos apenas um dos jogos.
Tivemos dois tipos de jogos, se é que concordam comigo. o confronto da AFC, New England Patriots @ Denver Broncos, foi um tanto mais light. Houve uma situação que eu mesma não esperava, por mais que dissessem que existia a possibilidade: o time do Patriots não rendia bem. Apesar de ser o mesmo time, não pareceu o mesmo que jogou contra o Colts. Mas houve esforços para as coisas funcionarem. Não foi um atropelo completo: se Manning e a linha ofensiva conseguiu passar o tempo a seu favor, do outro lado, Edelman fez o único touchdown do time, e Brady correu para fazer uma conversão de dois pontos. Mas já estavam meio caídos e entregues.
A justificativa ainda paira que a chegada aos playoffs se deu por talento do quarterback. Eu ainda acho muito para Brady, porém, não tenho experiência para falar isso. Tudo fica no departamento da opinião, que por sinal eu tenho, mas não me garante muita credibilidade, afinal opinião é um trequinho muito na moda hoje. Fizeram uma temporada razoável com o que tinham. Acho isso já notável.
E não posso falar muito mais, afinal escolhi torcer pelo Broncos, e claro, vou puxar sardinha pra eles.
Uma grande temporada e essa final de conferência foi uma razoável recompensa de esforços.
Mas não estou assim tão tranquila para o Super Bowl, algo que se puder, definirei mais tarde o porquê.

Quando a final da conferência NFC, bem esse já foi um jogo pegado, como se imaginava.
Imaginei, sutilmente que 49ers passaria e teríamos um Super Bowl de Broncos e 49ers. Mas não foi assim, e não porque jogaram mal, mas tiveram grandes lances. Colin foi um pouco criticado em algumas passadas de olhos nas notícias por aí, sem me afixar em nenhuma. Eu não acho que mereça.  
Desde alguns meados dessa temporada pensei que não sou totalmente fã do Seahawks pois constitui-se de um time truculento em jogo. Acho que definitivamente o único zen dali é Russell Wilson. Fora que a torcida enche. Aquela gritaria dá gás no time, mas um gás que o adversário se irrita pois infla os jogadores em uma forma igualmente perturbadora. Isso eu não sou a favor, embora faça parte.
Todos os playoffs do Seahawks não foram supremos a mim. Eles não jogaram tão bem quando se estava em expectativa. Como no caso contra o Saints. E aconteceu o mesmo no último jogo em que venceram a NFC talvez no sufoco. Foi altamente equilibrado, com alguns pequenos e normais erros e acertos monstruosos de ambos os times - defesa, recebedores e seus quarterbacks.
Proporcionaram seguramente um grande espetáculo.

Assim, carimbados os passaportes de ida ao Super Bowl no MetLife Stadium. Acho sim o Broncos melhor. Mas não quer dizer que estou completamente segura para o dia 2 de fevereiro. 
Mas para isso, depois comentarei. 

Abraços afáveis!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Devo...

... e pago amanhã, sem falta!
Devo um texto sobre os jogos da NFL ontem, mas com tempo curto, não sairá descente como deve. Amanhã farei todos os meus adendos supérfluos ou não.
Acredito que o máximo que posso é dizer que estou feliz, afinal, o Broncos vai para o Super Bowl! \o/
Amado Peyton Manning, e claro - não só ele -, mas todo o time, pela vitória! \o/ Viva!


Abraços afáveis!

sábado, 18 de janeiro de 2014

Conference Championship - palpites/comentários

Novamente vamos para mais uma etapa do playoffs da NFL, os jogos de final de conferência.
As finais de conferência do futebol americano coloca em confronto direto os dois melhores times da conferência AFC e da conferência NFC, para dali, sair os vencedores de cada, para a disputa do famoso e idolatrado Super Bowl.
O que isso significa? Jogos magníficos à vista e o grande espetáculo do esporte. E também, que a temporada, infelizmente, já está acabando :(

Bom, conforme foi feito no sábado passado, mando meus palpites juntamente com meu amigo Ron Groo (aqui). Só que dessa vez são dois jogos amanhã, domingo.


Final Conferência AFC: New England Patriots @ Denver Broncos

Ron Groo: "Palpite difícil este dos Patriots @ Broncos... 
Vou ficar com os Broncos, já que infelizmente Brady não tem um bom corpo de recebedores lá na frente e, a secundária do Broncos segura bem o jogo corrido."

Palpito Broncos por motivos razoavelmente conhecidos. A disputa mais comentada dos últimos tempos, com a costumeira pergunta: "Brady ou Manning?" ecoa pela segunda vez na temporada. Dessa vez, mais que nunca, uma final de conferência, não só recheada de expectativa, como também recheada de situações a serem levadas em conta. 
Essa semana, li que Ray Lewis - ídolo do Ravens que se aposentou com glórias na temporada passada com seu time campeão do Super Bowl - soltou uma frase a respeito dos dois quarterbacks: quando se fala em Manning se fala em números e quando se fala em Brady, fala-se em campeonatos.
Continuo achando que tudo é uma questão de gosto. Você opta por um ou outro quando os feitos em campo falam diretamente ao seu coração. Se um não diz nada para você, não importa se tem recordes, ou campeonatos a mais ou a menos que o outro. 
Assim, opto novamente - e eu raramente mudo de opinião - pelos números. Sou team Manning. Uma recente, mas agradável sensação poder acompanhar jogos com esse cara em campo. 
Com isso, é fato: estamos diante uma chance de ver um jogo incrível, com dois grandes esportistas.

O esquema de "ou tudo ou nada" do jogo coloca tudo nas costas novamente dessas duas figuras centrais. A temporada de cada time, não conta nada nesse jogo. Se der Patriots, mais uma vez Brady será rei. Em 14 outros jogos contra Manning ele tem a vantagem de ter vencido 10 vez, contra 4 de Manning. É massivo e expressivo. Não dá para falar em sorte nessa situação. Em playoffs está 2 a 1 para Brady, e em finais de conferência, empate de 1 a 1.
Atipicamente, esse ano, se fala que Patriots não tem um corpo de recebedores confiável. Eu não sei, mas depois do jogo da semana passada contra o Colts, ainda não acho que isso pode ser levado em consideração. Pensemos: sim, Gronkowski está fora lesionado e Wes Welker transferiu-se nessa temporada para Broncos. Mas é quase normal que se esqueçam de Julian Edelman. O wide receiver do Pats vem fazendo sua melhor temporada da carreira, e foi fundamental no jogo contra o Colts. Com ele podemos acrescentar Danny Amendola. Já por isso, digo que não dá para dizer que o Pats tem recebedores fracos. LeGarrette Blount e Steven Ridley serão novamente chaves importantes. Sim, o Patriots pode garantir sustentabilidade de jogo. Embora, vejo o Broncos superior.
O que penso que será preponderante para a vitória do Broncos é que no último jogo entre eles, na temporada regular, o Broncos quase passou. Foi 34 a 31, por prorrogação. Só não ganharam pois, em prorrogação não perde quem joga mal, mas sim quem erra primeiro. E assim foi.
O Broncos dessa vez joga em casa, e com tempo suficiente, Manning anotará touchdowns precisos. Em todo tempo dessa temporada ele foi sacado apenas 3 vezes. Fora ainda que a linha ofensiva é brilhante.  Se no Pats, dois nomes vem a cabeça para receber as bolas, no Broncos há mais opções, muito boas: Demaryius Thomas, Julius Thomas, Eric Decker e ex Patriots, Wes Welker. Mais Knowshon Moreno e Montee Ball. Será um jogo de melhor ataque contra o terceiro melhor da liga. 
Um grande jogo, da qual só posso dizer uma coisa para finalizar: Go Broncos! ;) United in Orange! \o/

Final Conferência NFC: San Francisco 49ers @ Seattle Seahawks

Ron Groo: "Já 49ers @ Seahawks, tem que dar San Francisco, claro... Contra tudo e contra todos rumo ao SuperBowl."

Tenho bastante dúvidas quanto a esse jogo. Bem difícil escolher um e palpitar sem escorregar. 
Toda vez digo que gosto do jogo do Seahawks, mas ainda não votei neles. E não sei, mas pode não ser dessa vez que farei.
Equilíbrio define esse jogo de rivais de conferência NFC West, a meu ver. 49ers encara o Seahawks depois de oito vitórias seguidas, enquanto  Seahawks tem sempre vencido em casa. Ambos os times tem quarterbacks versáteis, jovens, dinâmicos e precisos. Ambos correm com a bola. 
A defesa do 49ers vem fazendo um trabalho incrível, enquanto a de Seahawks é conhecida por sua eficiência. Ultimamente Russell Wilson cai nas estatísticas para lançamento de touchdowns, e precisa de um pouco mais para encarar um time como o 49ers.  E Colin Kaepernick de certa forma apagou Cam Newton no jogo anterior...
O fator crucial do Seahawks além da torcida ensurdecedora e a casa, chama-se Marshall Lynch.
Já para o 49ers vencer, devem tomar cuidado com os chamados turnovers e claro, parar Lynch.

Complicadíssima escolha, mas por um chute mais que louco, acho que dá 49ers. Não são os favoritos, mas certamente não virão com pouca força. Dois jogaços. Preparem os coraçõezinhos!

(Em linhas gerais, para o Broncos no Super Bowl, ambos são osso! rsrsrsrsrs...)

Bom, não ando no meus estado bom 100%, mas acredito que será um bom fim de semana por conta dos jogos. 
Desejo a todos um excelente fim de semana e abraços afáveis!