sábado, 28 de abril de 2012

Entrevista com leitores: Marcelo Inácio Marques Pereira

Olá pessoal!
Hoje publico uma entrevista que fiz com o Marcelo, que mora em minha cidade (Araguari - MG, para quem ainda não sabe) e além de advogado, escreve uma coluna de Fórmula 1 no jornal local Gazeta do Triângulo, chamado Treino Livre, da qual acompanho sempre. (Site do jornal: aqui e Coluna 'Treino Livre': aqui)
Fiz o convite para que ele pudesse participar da entrevista e eis que tenho o prazer de trazer para vcs, nesse fim de semana.



1- Quem é o Marcelo? Fale-nos sobre você.

Marcelo e a esposa Olga Maria
Advogado, gosto de carros, principalmente de Fórmula 1, aviões, tudo que se refere a tecnologia. Tenho esposa, três filhas, duas netas e um neto (nenhum gosta de Fórmula 1). Tenho duas cadelas fila brasileiro, e um opala Comodoro que estou reformando.

2- Quando a F1 passou a ser costume diário?
Não diria costume diário, mas desde 1970, com a estreia com de Emerson Fittipaldi na Fórmula 1.

3- Qual o seu maior ídolo de todos os tempos?
Não tenho ídolos, mas na F1 com certeza Senna foi é e será sempre o maior, que me perdoem Fangio, Schumacher e Prost (os únicos com mais de três títulos na formula 1).

Senna - Mônaco 1984

4- Sua(s) equipe(s) favorita(s)?
Ferrari, Ferrari e Ferrari.



5- Na temporada atual, qual o piloto pela qual torce? Existe um segundo favorito?
Não torço por ninguém especifico, mas sempre gosto de ver o trabalho dos brasileiros. Se você perguntar para quem eu torço para ganhar, Ferrari sempre, independente de que esteja pilotando.

6- Qual a melhor e a pior temporada que já acompanhou?
A melhor a atual, a pior a de 2005, com aquele problema dos pneus da Michellin. Justifico a atual pelo nível de competitividade.

7- Se você tivesse o poder de escolha, qual (quais) seria(m) a(s) mudança(s) que faria para melhorar a F-1 (se caso ache que necessite)?
Mudanças. Acho que já fizeram mudanças de mais em função do custo financeiro, mas deixando esta questão de lado, e supondo que isso não pese nos orçamentos, a principal mudança seria liberar quase tudo, eletrônica não assistida dos boxes, motores, pneus, e projetos de carros. Muitas inovações surgiram da imaginação dos projetistas com regras mais flexíveis. Exemplos: carro asa, suspensão ativa, cambio semi-automático, a tyrrel de 6 rodas, enfim coisas que o atual regulamento limita em muito, desenvolvimento de motores. Quem não se lembra dos motores 12 cilindros da Ferrari, ou dos turbos da Renault de 4 cilindros, todos se pegando na pista com os motores Ford Cosworth v8. 



8- Qual a melhor e a pior coisa da temporada de 2011?
A pior: o desastre que foi o carro da Ferrari. A melhor: as corridas como sempre, mesmo com o domínio do Vettel

9- Comentar sobre F1 tem seus prós e contras no “país do futebol”, quais foram no seu caso?
Mais prós do que contras, muitos amigos, o prazer de escrever, o espanto das pessoas em descobrir que não gosto de futebol. Os contras: a indignação de alguns que insistem em dizer que quem não gosta de samba e futebol, bom sujeito não é, é ruim da cabeça ou doente do pé.... mas sinceramente isso não me incomoda, porque F1 não combina com samba, combina com Rock and Roll, e Rock and Roll não tem nacionalidade..... sim sou roqueiro de primeira água, pois todas as bandas que são idolatradas ainda hoje, aprendi a ouvi-las na adolescência, nos idos da década de 70.



10- O que espera da temporada de 2012? (E está agradando até o momento?)
Está e talvez a pergunta mais fácil e a mais difícil de responder, mas espero uma temporada com muitas disputas decorrentes do equilíbrio entre as equipes (quatro provas quatro vencedores diferentes). Sim está me agradando muito embora o sofrimento com a Ferrari, mas tiffosi que é tiffosi sempre irá gritar “avanti Ferrari”.

***

Agradeço muito Marcelo que tenha aceitado participar e que principalmente tenha tirado um tempinho para responder aos meus emails.
Sucesso sempre na sua coluna!

Espero que todos tenham gostado da entrevista, e se quiserem conferir as antigas postadas aqui, basta que acessem o link na barra abaixo do reader do blog, "Entrevistas com Leitores", aqui. Há as antigas entrevistas feitas em 2010 e as novas, desse mês de abril.

Abraços afáveis e bom fim de semana!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Algumas extras

Numa situação daquelas que vc não sabe explicar, algumas das fotos que deveriam ter entrado na postagem passada, foram para em uma pasta que só agora percebi o paradeiro.
Mas, ainda há tempo. Então antes do fim de semana aqui vão elas:

Não há clique melhor do esse do fim de semana no Barein. Chuva de suco ou seu lá o quê e o medo da pessoa de tudo espirrar no olho foi surreal.

Não contente, Vettel tratou de encharcar o cara. 
Parecia aniversário na escola, faltou os ovos e a farinha.

Deus tenha piedade de nossas almas! O.O

A foto a seguir foi retirada do twitter oficial do Fernando Alonso. Eu não direi nada, apenas peço que Alonso não pegue e poste nunca mais esses bizarros flagrantes. Grazie mile!


Agora é esperar GP da Espanha. 
E a minha empolgação para esse GP está idêntica ao do Petrov nessa foto:

Petrov galã. #NOT (rsrsrsrsrs)

Abraços afáveis!

terça-feira, 24 de abril de 2012

Legendando fotos no Bahrein

Atacamos! Hehehehe...


♫"Passa negão, passa lourinha
Quero ver você passar
Por debaixo da cordinha
Passa lourão, passa neguinha
Quero ver você passar
Por debaixo da cordinha (...)

Vai, vai, vai baixando
Vai, vai, vai passando
Vai, vai, vai que eu tambem vou
Essa ai passou, essa ai passou, essa ai passou"♫

Kova, amigo, pega na mão da Kate. Tem fotógrafo saliente na área.

Bruno e Felipe, um com 15 pontos no campeonato, o outro com 2. E Bruno pagou 20 reais na bermuda numa mega liquidação. Massa pagou 50 pela mesma alegando que chegou tarde na loja por problemas no pneu do carro.

Não Rob, o problema não está aí.

Piscadinha. Tchauzinho. E beijinho. Qual é a da próxima, Schumi?

Foi com esse truque de perspectiva que Peter Jackson fez as tomadas dos hobbits em "O Senhor dos Anéis" ...

E o Vettel fazendo chifrinhos no Kimi, no pódio? Chifrinhos Vettel? Que coisa mais retrô. Da onde tirou essa idéia??

Ah. Ok. Deixa pra lá!

Abraços afáveis!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Bahrein serviu para alguma coisa...

Digamos que um dia eu pensei em fazer das minhas postagens por aqui em áudio. Mas alguns fatores pesaram para que eu não levasse a ideia adiante.
O primeiro era que eu não faria programas de comentários curtinhos. Segundo, que o fazer e rever textos de pauta demandaria tempo, que hoje anda bem escasso. Terceiro porque ninguém se habilita a ouvir uma voz infantil falando de esporte de gente grande. 
Não me arrependo de reproduzir apenas textos por aqui. Agora mais que nunca, uma vez que agora se utilizasse da forma em áudio, pouco poderia falar sobre esse último GP. 
Quem leu meu texto de sábado, sabe do que falo. Inventei de ser um pouquinho radical ao criticar algumas coisas acerca do  GP do Bahrein, e uma delas, bem, me deixou calada.
O Bahrein enfim serviu para alguma coisa, mesmo que o foco fosse outro sempre além da corrida (no caso, das manifestações). Serviu para vermos que por mais que a gente deteste algo, ele pode se tornar algo apreciável. Mais que isso, serviu para que eu da próxima vez seja menos radical nas minhas cobranças. Serviu também para entender porque ainda assisto às corridas mesmo quando não concordo com a forma com que as coisas acontecem por trás das pistas. Serviu ainda, para entender e afirmar mais uma vez porque admiro certos pilotos.


Devo algo a vcs: se alguém for de fato querer ler meu texto, não vai passar perto das próximas linhas se houver uma desenfreada "rasgação de seda". Tentarei algo mais natural, dando os devidos destaques a quem acho que devo.
Começo com a Ferrari. Nada direi sobre Felipe Massa, pois estarei mais que nunca, mais chata e repetitiva que ele. Nada significa dois pontos, sendo um destes obra do destino mal feitor de Button, que com problemas no pneu abriu a chance para mais um pontinho de pura sorte. Quando se tem uma Ferrari nas mãos o que menos se espera é o que temos visto corrida após corrida. Alonso por sua vez numa infeliz sétima posição fez o que deu. Se espera mais dele por ser o bicampeão, o melhor piloto em pista, mas com essa maravilha de carro, nem sempre consegue fazer coelhos saírem da cartola todas as vezes que botar os quatro pneus na pista.
Se minimizo os feitos de Alonso, é porque acho de uma ignorância tamanha confiar no taco do nome da equipe para resolver toda e qualquer circunstância. É a sensação que deixa transparecer toda vez que a Ferrari deixa seus pilotos nessa situação nada satisfatória, com resultados nada bonitos, nem empolgantes.

A Mercedes não pareceu a mesma da última corrida, onde, era de se esperar que o rendimento de Schumacher não fosse próximo ao de Rosberg, mas ao menos dessa vez ele terminou a corrida com um ponto. Se Rosberg teve grande momento na China, deixando a entender que a Mercedes estaria sim viva na briga, nessa nem tudo foi tão flores, terminando a corrida em quinto, acumulando no caminho duas investigações pois ter jogado dois pilotos fora da pista, Hamilton e Alonso. Não farei juízo de valor sobre os dois atos e as duas consequências, ainda mais que o alemão lorinho do cabelo arrumadinho (no bom sentido) foi absolvido.

As McLarens tiveram uma corrida ruim. Button e Hamilton tiveram diferentes problemas durante o percurso: parecia que para Button classificar mal não rendeu bem e depois teve um pneu furado que acarretou um abandono ao fim da corrida. Se assim foi o contrário para Hamilton que se classificou melhor, mas saiu da mesmice. Não garantiu um ameno terceiro lugar como nas outras três corridas anteriores, mas sim um oitavo e desajeitado lugar. A constância até o GP da China havia lhe garantido a liderança. Acumular pontos em todas as corridas, parece ser o mote desse campeonato concorrido.

Ainda discordo que a McLaren seja a favorita. As equipes estão oscilantes. Uma que parecia ameaçar a McLaren na Austrália era a Red bull, depois a Sauber pareceu que andaria junto também, depois a Mercedes... E cada uma em um sobe e desce sem função de estabilidade.
Se a Red Bull parecia longe de qualquer coisa, e que Vettel não parecia o mesmo desde a última corrida de 2011, vimos que no treino classificatório, ele botou a prova o que ainda sabe fazer, de ser rápido. Largando na frente e mantendo-se no passeio dominical, pouco pode-se afirmar sua genialidade colocada a prova. Muitos dirão que de cara pro vento é sempre mais fácil que as disputas de meio de grid.
Concordo, mas não esquecendo que esse ano Hamilton largou na frente na Austrália e na Malásia e não segurou a posição... Totalmente fácil nunca é.
Se ouvimos com grande facilidade esses nomes, e nomes "novos" como Rosberg, Pere, Kobayashi e outros, quase não ouvimos algo de Mark Webber. Quieto, não fazendo nada de extraordinário, terminou a quarta corrida do ano, pela quarta vez consecutiva em quarto. Sendo ele, Hamilton e Alonso os únicos a terem marcado pontos em todas as corridas.

Mas de nada adianta falar desses ou daqueles que não comentei se não falasse da dupla da Lotus. Seriamente os destaques da corrida. Grosjean largou em sétimo e fez uma grande largada, ficando rapidamente na zona do pódio, ameaçando de igual para igual Hamilton. Mas havia um cara, que disse confiar na estratégia da equipe, e que almejava pódio, e que estava a dois anos afastado da F1. Kimi deu asa em suas declarações de que o pódio estava perto, e mesmo largando em 11º ele era consideravelmente possível. 
Achei mesmo que ele simplesmente tinha sido mordido pela pieguice da equipe. Julguei mesmo a equipe por não proporcionar situações boas nas classificações que garantissem pódio certo. Se largando em quinto ou quarto ou em décimo ele só conseguia alavancar cinco posições no máximo, como conseguiria alavancar 10 posições?
Não mudo ainda minha postura com a equipe. A Lotus ainda tem muito a provar. Não serei besta em dizer que confio plenamente nela. Ainda estou com pé atrás.
Mas ver Kimi saltar da 11º posição até o segundo lugar como fez, e ameaçar Vettel por boas voltas, me fez entender exatamente porque ele disse que era possível fazer o que estava fazendo. A equipe lhe deu as ferramentas e jogou ele na pista. Ele simplesmente foi lá e fez. Ele abriu a boca e disse que faria porque sabia que dependia apenas dele. E talvez eu tenha esquecido, mas eu deveria ter-lhe dado ouvidos. 
Foi uma grande corrida, dele e o do Grosjean, onde a Lotus deveria se orgulhar da dupla que tem e que trabalhar, para que cenas como essa sejam possíveis de acontecer novamente nas próximas.
A Lotus talvez seja uma das equipes que caminhe bem durante o campeonato, evoluindo sempre. Pode ser. Mas se estagnar ou ficar no sobe e desce que as outras estão, ficará difícil não sair falando novamente com um pé atrás sobre as ações.
Em foto caso, foi bom ver o meio sorriso do Homem de Gelo no pódio. De fato, ele está de volta!




Abraços afáveis!

sábado, 21 de abril de 2012

No Bahrein

Enquanto ficamos em um tiroteio de ignorâncias, onde as pessoas falam em direitos humanos estando confortáveis fazendo grandes discursos morais ocidentais, outros lembram que o Barein está em conflito político e acusam a F1 de piorar os protestos.
O que mais acontece e parece que poucos entendem é que o país está em conflito sempre, e F1 é só mais um motivo. As pessoas fazem discursos morais, mas não podemos abrir a boca enquanto não sabemos como é de fato calçar os sapatos do povo barenita, seja ele xiita ou sunita. 
Sério? Nem queria que esse GP acontecesse. Por não ter que ouvir bobagens da imprensa, por menos ainda ouvir a ignorância dos envolvidos da F1, desde dirigentes a pilotos e menos ainda pelo esporte. Convenhamos, o circuito é um saco.
Mas lá estamos e lá aguentamos tudo isso, fazendo força para não chutar o balde.

Mas o treino aconteceu, e para verem o tanto que nada ali justifica esse reboliço em torno de protestos e segurança, política e religião, é os três primeiros da classificação. Sebastian Vettel, Lewis Hamilton e Mark Webber. Estamos, casados, para não dizer carecas, de ver essas três figurinhas largando na frente.
A boa é que Vettel e a Red Bull parece ter retornado a briga, depois de algumas corridas quase apáticas. Os que cobravam eficiência de Vettel, ainda vão aguardar mais coisas para se calarem. Os que gostam do alemão estão nesse momento gritando "Chupa essa manga!". 


E para quem sentiu falta, o dedinho ele voltou a ser protagonista das fotos.
Outra razão por achar que a corrida não vai ser nada de mais foi a receita de bolo da vez.
Repetiram como um bando de papagaios que suas classificações foram ruins pois pouparam pneus.
Eis:

Frustrado, Button destaca ter poupado pneus para a corrida (ver aqui)
Massa usa 'economia de pneus' para justificar 14º e defende estratégia (ver aqui)

Outro que defende a idéia de ter poupado pneus e defender essa estratégia de que na corrida fará melhor com pneus novos enquanto outros entrarão com compostos um pouco gastos foi Kimi Räikkönen, tendo se classificado em 11º.
Balela. No caso de Button, até acredito, uma vez que ele é um grande poupador de pneus. Mas no caso de Massa é uma bela desculpa. 
E Kimi, vai me desculpar, mas só pode estar de brincadeira, pois não creio nada, nada que a Lotus seja assim essa maravilha. Desde que o campeonato começou eu vejo a Lotus como aquele político que faz um joguinho de simpático mais é um FDP corrupto, que promete até a última gota da banheira, mas quando tudo transborda, culpa a falta de verba para secar o chão. A Lotus é assim, promete que com Kimi,  o campeão mundial, conseguirão pódio. Daí o jogo funcionam jogar Kimi na pista e ele vai rebolar para conseguir um pódio. Só que fazem essas estratégias de m*rd* e se esquecem que tem que superar duas McLarens, duas Red Bulls e quase sempre duas Mercedes ou duas Sauber. 
Espero mesmo que ele tenha cartas na manga, pois se confiar só na Lotus, é esse tipo de colocação que vai conseguir daqui para frente. 
Mudando de assunto, e revendo as posições, amanhã precisaremos ver se as Red Bulls tem força para retornar a vencer. Não boto fé em uma boa largada de Webber, mas precisaremos ainda mais ficar atentos com Button e com Rosberg.

Enfins. O que fazer, se não esperar?
Nos falamos na segunda!
Abraços afáveis! 

PS bizarro e detalhista: Estamos na quarta corrida e em três treinos classificatórios, filmaram Michael Schumacher antes de entrar na pista. Na primeira, creio que foi na Malásia, ele foi filmado e piscou para câmera. No segundo treino classificatório, filmaram novamente, e ele piscou e fez tchauzinho. Hoje, pela manhã durante meu café matinal, ele piscou, fez tchau e mandou um beijo. 
Eu me pergunto: o que ele vai fazer na próxima, como quarta opção? o.O (E espero que tudo isso não seja para mim hahahahahahaha...)

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Entrevistas com Leitores: Marcos Henrique

Hoje até sexta deixarei aqui mais uma das entrevistas que fiz. Bahrein está me deixando tensa. Alguns podem dizer que existem perigos em qualquer lugar, e eu concordo, mas não podemos fingir que há uma insatisfação civil pela ida da F1 para o país. Eles tem os motivos, e principalmente o direito de se sentirem incomodados. Afirmo ainda que não acho uma boa ideia que o GP aconteça não por temer que algo aconteça com alguém (também) mas principalmente que impor algo a uma população insatisfeita não pode nunca ser naturalizado dessa forma.
Enfim, expondo minha opinião sobre, vamos à entrevista:


1- Quem é Marcos Henrique? Fale-nos sobre você.






Bom...tenho 26 anos e atualmente sou professor da Educação Básica no estado do Tocantins. Sou natural de Goiás, mas como me formei em História em Minas Gerais e gostei muito disso, eu falo para todos que sou mineiro. Nem sei muito o que dizer sobre mim, e isso é estranho já que me conheço tão bem não?! Gosto do que faço mas sou bastante reflexivo do que faço, penso e principalmente sinto. A eterna insatisfação as vezes reina, mas não sempre. Vou levando do meu jeito e já me acostumei com isso.


2- Quando a F1 passou a ser costume diário?
Desde pequeno sempre acompanhei a F1 por causa dos meus pais naquela rotina de assistir corrida pela simples cultura de ver as vitórias do Senna, mas eu era pequeno e nem entendia direito. Só fui virar um frequentador assíduo de corridas um pouco antes do Barrichello ir para a Ferrari. Com toda a mídia em cima, então não foi difícil torcer pelo Rubinho. Aliás, meu apelido na escola era justamente Barrichello, porque realmente eu era muito parecido com ele, embora eu seja bem mais bonito!!rss


Rubinho, o primeiro favorito

3- Qual o seu maior ídolo de todos os tempos?


Kimi Räikkönen e Rubens Barrichello
No esporte sou fã do Barrichello e de Kimi Raikkonen. Acho os dois pilotos fantásticos, embora de temperamento completamente diferentes. Eu racho de rir do jeitão “to nem aí” do Kimi, e sua pilotagem é realmente acima da média.


4- Sua(s) equipe(s) favorita(s)?
McLaren sem dúvidas. Nunca fui fã de nenhuma outra, e até hoje não consigo achar graça na equipe Ferrari. Adoro os carros de rua da Ferrari, e acho horrível os carros de rua da McLaren, mas em F1 meu sonho de criancinha era pilotar um flecha de prata!!


McLaren - a favorita




5- Na temporada atual, qual o piloto pela qual torce? Existe um segundo favorito?
O Kimi está de volta e é ótimo porque saiu o Barrichello e eu achei isso terrível, mas para compensar tivemos a volta do Raikkonen, então ainda me sinto motivado para acompanhar a F1. Parece óbvio que a Lotus não tem carro para lutar pelo título, então fico com Jenson Button, porque sua pilotagem, por mais que, de tão suave chega a ser sem graça, ele é uma figura simpática e sempre nos brinda com sua bela namorada nos grids!!kkkk

Jenson Button é o segundo favorito de Marcos...
...também porque Jessica Michibata está sempre lá apoiando o noivo JB. xD

6- Qual a melhor e a pior temporada que já acompanhou?


Era Schumacher


A melhor foi a de 2007, pq o Schummy tinha saído e o Alonso foi para a McLaren e o Kimi para a Ferrari...olha só quantas mudanças num mesmo ano!! E eu me lembro de toda a expectativa que envolveu essa temporada por causa disso, e eu lá torcendo pelo Kimi e ele com aquele azar característico ficando para trás, e na segunda parte da temporada deu um show de pilotagem...me lembro bem dele ganhando na França e na semana seguinte na Inglaterra, e no final do ano nem preciso dizer neh...maravilhoso!!!
A pior temporada foi qualquer uma da era Schumacher na Ferrari...de 2000 a 2004...era simplesmente insuportável porque em 15 voltas ele abria quase 1 minuto no segundo colocado e pronto...acabou a corrida!! Chato demais!!!


Kimi na Ferrari e Alonso na McLaren em Interlagos 2007 

7- Se você tivesse o poder de escolha, qual (quais) seria(m) a(s) mudança(s) que faria para melhorar a F-1 (se caso ache que necessite)?
Eu gostaria de ver todo mundo com o mesmo motor e cambio, podendo haver mudanças apenas na aerodinâmica, para equilibrar mais as equipes e poder olhar melhor o desempenho dos pilotos, ou padronizar a aerodinâmica enfim...eu gostaria que a máquina fizesse menos diferença nas vitórias, só isso!!


8- Qual a melhor e a pior coisa da temporada de 2011?


Lewis, Sebastian e Jenson em 2011
A melhor foi a pilotagem do Button, que se mostrou realmente rápido, constante e que soube lidar muito bem com a pressão de uma McLaren somado com a fama e moral do Lewis dentro da equipe. A pior coisa foi o próprio Hamilton, que teve um desempenho patético e fez comentários digno de Ronaldo e Pelé!! Dizer que as pessoas o estavam perseguindo por ele ser negro; de se comportar como uma estrela do rock onde todos o adoram, esse tipo de coisa. Foi ridículo!!!


9- Quais os sites de F1 (desde sites de notícias até blogs) que mais acessa?





Eu fico nos básicos mesmo, nada demais: Uol, Globo, Terra. Mas quero ficar mais atento nesse blog, que to gostando muito.



10- O que espera da temporada de 2012? (E está agradando até o momento?)






Eu espero que seja mais equilibrada, porque os domínios das RBR tá fazendo lembrar da era Schumacher na Ferrari e isso é um saco!! Está me agradando sim por justamente estar mais equilibrado, e eu espero que a Ferrari e Lotus possam chegar no mesmo nível de McLaren e RBR. Quanto mais gente no pelotão da frente, mais empolgante fica!!

***

Obrigada Marcos, fico feliz que tenha aceitado o convite. Não sabia que vc torce também pelo Rubinho! 
Agradeço mesmo, mais uma vez! Espero que tenha gostado de participar.

A todos, um grande abraço, se quiserem ler outras entrevistas que passaram por aqui, basta clicar aqui ou conferir as mais recentes nos links: Entrevista com Ron Groo e Eduardo de Campos.

Abraços afáveis!







terça-feira, 17 de abril de 2012

GP da China in Fotos

Passei a manhã na procura de algumas fotos e apesar de usar poucas, vale a intenção:


Perceba que dos 3 primeiros da classificação do sábado, o mais velho fez a pose de descolado. Schumi, seja o que for, vc não passa de um tiozão! xD


Isso tudo era porque um largou próximo do outro só que abaixo dos 10 primeiros? Ou rolou mais coisa nessa porta?
Algo me diz que estão rindo de nervosos.


Kimi com cara de "quem é vc?", mas no fundo disfarçava uma coceira no umbigo.

Rolou uma oração? Então amigo, até os santos te abandonaram. 

Não precisa dizer mais nada, não?!

Abraços afáveis!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Na China...

... tudo deveria ser diferente, e por alguns aspectos foi.
Se a esperança era que tudo acontecesse fosse legal e diferente, Nico Rosberg tratou de riscar essa etapa do caderninho.
Largando na frente, fez uma corrida muito competente, cumprindo então a promessa de que a Mercedes estaria no alto do pódio. Digamos que demorou. Demorou que Nico ganhasse assim na categoria e demorou também que a Mercedes conseguisse isso. Crédito mais dele, que da equipe, segundo a premissa de que Schumacher teve problemas, Rosberg tbm poderia ter. Mas ao contrário, Nico fez sua parte. 
Ainda não posso afirmar como muitos se a Mercedes está no ponto certo, mas seguramente estão incomodando.
A McLaren pelo visto - se nada mudar - é a equipe do ano. Não sei bem a que ponto, afinal é visível que não teremos uma hegemonia como foi em 2011 com a Red Bull. Button então só não ameaçou Rosberg por pequenos detalhes nas paradas. E Hamilton completou pódio assim não tão grandioso, mas o suficiente para fazer dele líder do campeonato.
A situação da Red Bull é diferente do ano passado. Embora Vettel tenha se classificado mal, e recuperado melhor na corrida, terminando em quinto, não há nada, que lembre o Vettel que tínhamos em 2011. Ao contrário, Webber, parece o mesmo. É Vettel que precisa provar algo, uma vez que a mudança começa dar pano para os desgostosos apontar e julgar.
Mas o destaque seria mesmo do Nico, a "novidade" era ele, assim como Perez foi na corrida passada, de nada adiantaria querermos alguém mais surpresa na história. (Ok, parece que esqueço de Alonso na Malásia, mas não, o que ele fez naquele GP não é tão fora da imaginação e infelizmente circunstancial por causa do carro e não de seu talento).
A corrida foi, talvez, marcada por erros estratégicos. Parar duas vezes rendeu muito mais para Rosberg que para Kimi por exemplo, ficando à frente apenas do Massa no fim da corrida. Sinceramente uma derrota para mim senhoras e senhores, afinal os dois ficaram fora da zona de pontuação. Do Massa nada pode-se dizer. Se é sexta-feira ele diz que tem confiança, que pode recuperar algo. Se é domingo, ele se diz feliz, mas a imprensa italiana manda uma crítica violenta e ele reclama do carro, da velocidade, dos pneus, dos ajustes. Eu não sei bem se essa sequência é confiável, mas é aquela que a imprensa (brasileira) divulga.
Sobre o Kimi aparentemente o que ocorre é quase o mesmo, só que com menos drama como no caso do nosso amigo Massa. Alguns pontinhos conseguidos nas duas primeiras corridas era ponto de boas festas, para quem se contenta com pouco. Mas dessa vez foi muito frustrante, para não dizer outra palavra. A Lotus promete desde o início do ano, subir ao pódio. Em condições normais essa imagem é fácil mente considerada. Era o caso da China. Mas um erro de estratégia botou tudo a perder, me deixando não mais com um pé atrás com a Lotus, mas com os dois. Seguramente Kimi decidiu isso junto com seus mecânicos. Mas eu só agradeceria e voltaria a ficar com um pé a frente se parassem de premeditar um possível pódio para ele (ou mesmo que remotamente para Grosjean) toda vez que estamos prestes a chegar a um fim de semana de corridas. É como tirar doce de criança, só que não pela facilidade, mas pela sacanagem, mesmo. 
Mas deixamos quem pode comemorar o feito:


Abraços afáveis!

sábado, 14 de abril de 2012

Treino Classificatório GP da China (Impressões)

Não adianta. Não gosto de corrida que passa de madrugada. Primeiro porque é impossível me manter acordada. Mas a tecnologia dos anos 90 ainda permanece em minhas mãos em bom funcionamento, me auxiliando quando o braços de Morfeu é mais aconchegante. Essa é conhecida como video-cassete.
Segundo pois isso é ainda pior quando os narradores ficam permeando comentários altamente ridículos.Mas é infernal sabendo que vc pode passar boa parte do treino para frente, para chegar nos finalmente, o que não dá muito para fazer na corrida.


Na foto há um Hamilton, que largará não em segundo mas em sétimo, devido a uma troca de câmbio. Há um Schumacher, que tomará a segunda posição, mas a postura de maloqueiro, deixa livre que a gente observe e ria da foto.
Há Rosberg, sim, o pole position que pela primeira vez na categoria, fez pose para foto de primeirão.
É torcer agora para o ritmo de corrida ser bom para manter posições.

O bom desse ano é que as coisas não estão facilmente premeditáveis. Mas algumas coisas não mudam: As equipes que ficam sempre fora no Q1.
Outra é que o Massa, mesmo afirmando melhorias no carro classificou-se em 12º. Enquanto Alonso também não faz uma largada muito boa, classificando em 9º, porém sabemos que o ritmo de corrida do Alonso é sempre superior ao do brasileiro. Vejamos as cenas dos próximos capítulos para perceber essa visível, ou não melhoria.
Outro lado que prometia-se mudanças é a Lotus. Kimi novamente classificou-se em 5º e mesmo que vá largar em 4º, se não fosse por Hamilton, seu ritmo está estável. Óbvio que corrida é outra história, mas a Lotus sempre diz que em condições normais, ela pode ter chances à pódio. O que dizer quando tudo, depois de todas essas semana parece o mesmo?
A única coisa que conforta é, que ao menos estão estáveis, e não decaíram (embora Grosjean tenha ficado com o 10º tempo).
Ah as surpresas, que dependem muito se são boas ou ruins. As boas, são caras "novas-velhas" como a de Rosberg na pole. Ruins quando nos deparamos com bons pilotos como Vettel, largando em 11º sem saber porque deixou de ser tão rápido quanto antes. Seguramente o carro não é tão bom quanto do ano passado, ou esse ano, as outras equipes tbm trabalharam legal em seus. 
...

Vejamos a corrida reserva.
Até segunda! Boa corrida a todos!
Abraços afáveis!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Manchetes (GP da China)

Resolvi essa tarde abrir o site esporte.uol para conferir algumas notícias, e mudei totalmente meu foco de postagem de hoje para comentar algumas das manchetes que vi por lá:

Esquema de segurança extra no Bahrein será como no Brasil, diz chefe da Red Bull (ver aqui)

Que lindo! Adorei a comparação! Se o esquema será como o usado no Brasil, podemos ficar tranquilos, nada acontecerá de grave no Bahrein, porque estão todos treinados com as vindas ao nosso distinto país! \o/

PAI: “FELIPE NÃO TEM QUE PROVAR NADA PARA NINGUÉM” (ver aqui)

Obrigada por nos avisar, Titônio Massa. É isso que ele tem feito então?



MUDANÇAS NO CARRO REPRESENTAM AVANÇO, AVALIA A FERRARI (ver aqui)

Mesmo? Um 10º lugar ao Alonso e um 17º ao Massa nos treinos livres. Sim, grande avanço.
Mas o técnico administrativo disse que Xangai não favorece... Já sei onde se aprende a dar desculpas esfarrapadas.
Ó o aluno aí:

Massa culpa batida de Glock por mau resultado nos treinos livres (ver aqui)

De novo, Glock? Pois foi vc o culpado do resultado desfavorável ao Massa na última etapa do campeonato de 2008. Difícil hein? (#NOT)
É aquela história que chefe maldoso faz um cartaz e cola na porta do RH: "Se for adoecer, avise pelo menos 3 dias de antecedência."


"F1 COLOCOU BAHREIN NO MAPA", AFIRMA ECCLESTONE (ver aqui)




Sim, claro. E qualquer manifestante está pensando o mesmo sobre o senhor! Só que eles querem o contrário de colocar...
Ignorância, a gente se vê por aqui!


Abraços afáveis!

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Após reunião, Massa diz que 'encontrou a direção certa'

Eu não abandonei vcs. Apenas esperei que 3 entrevistados me mandassem seus emails e publicaria nesse tempo de pausa da F1. Mas pelo visto, as pessoas andam com mais coisas a fazer então, vamos continuando, enquanto o emails não chegam.

Antes de soltar minhas ideias, vamos a reportagem que recebi por email de minha irmã:


Após reunião, Massa diz que 'encontrou a direção certa' (Fonte: Folha Online)

Felipe Massa acredita que as quase três semanas de intervalo que teve entre o GP da Malásia e o da China, que acontece neste domingo, foram importantes para que ele entendesse o motivo de performances tão ruins nas duas primeiras etapas do ano.
"Foi muito bom ter ido para Maranello porque analisamos muitas coisas não só das corridas que passaram como já pensando nas próximas etapas", afirmou o ferrarista.
"Acho que foi muito positivo e estou confiante que daqui para a frente vamos fazer um campeonato melhor e tentar aproveitar as oportunidades que tivermos".
De acordo com Massa, as "descobertas" que fez na sede da Ferrari não foram surpreendentes, mas lhe ajudaram a "encontrar a direção certa a seguir".
"Teremos algumas novidades no carro aqui na China, mas as outras equipes também terão. Então precisamos tentar tirar proveito do que pudermos e espero ter um final de semana melhor do que os anteriores", completou o brasileiro.


Não sei quanto a vcs, mas esse papo me cansa. Mas como minha bola de cristal anda quebrada a algum tempo, talvez o meu tédio seja apenas implicância com o Massa. Nunca se sabe se ele vai mesmo calar a boca dos descrentes como eu.
Mas eu queria analisar a reportagem que, como uma injeção de ânimo coloca lenha na fogueira, sem perceber que a lenha pode estar molhada ou oca, cheia de cupim. Como diria o esquartejador: vamos por partes!
Primeiro faço uma pausa dramática no título: Após reunião, Massa diz que 'encontrou a direção certa'. Aqui  entende-se bem quando alguém vai fazer aulas em uma auto-escola, e depois de um tempo estudando, faz a última prova que se chama exame de direção
Trocadilho infame: se agora ele achou a direção, isso significa que ele nesse tempo todo não estava dirigindo! U-A-U! Se não em avisam...
Ponto dois - Três semanas para analisar a fundo o que está acontecendo? Paira uma dúvida: será mesmo que encontraram a solução, ou ele só tomou foi um esfrega dos dirigentes?
Ponto 3 - Aí vem o pior, pois as "descobertas" não foram surpreendentes. Se assim foi, ele tinha uma noção então do que estava acontecendo. O que faltava para o pequeno ser deixar a ficha cair e completar a ligação?

As sinapses parecem não muito velozes, hã!...



Abraços afáveis!