terça-feira, 31 de agosto de 2010

Duas perguntas sobre o campeonato de F-1 2010

Primeira pergunta: Pode a Red Bull dar asas à Webber?



Webber quer privilégios (fonte: Folha Online)

De nada adiantou o recado de Mark Webber. Segundo no GP da Bélgica, anteontem, e com vantagem de 28 pontos para seu companheiro, Sebastian Vettel, o australiano sugeriu que estava na hora de a Red Bull começar a trabalhar para ele se quisesse ficar com o título da F-1.
Mas seu chefe, Christian Horner, foi rápido ao negar qualquer tipo de favorecimento a Webber, que ocupa a vice-liderança do Mundial, três pontos atrás de Lewis Hamilton, vencedor anteontem em Spa-Francorchamps. 
"Se fizéssemos isso seriam ordens de equipe, e isso não é permitido", desconversou o dirigente. "Além disso, já vimos que as coisas podem mudar rapidamente na F-1."
Horner, no entanto, elogiou a boa fase de Webber, que já venceu quatro corridas em 2010 e perdeu a chance de conquistar mais uma com uma péssima largada na Bélgica --ele era o pole.
"Mark ganhou mais corridas que qualquer outro neste ano, guiou corridas excelentes e definitivamente está no auge de sua carreira", afirmou o chefe da Red Bull. "Ele é um forte candidato ao título, mas, como as coisas ainda podem mudar, seria uma besteira descartar o Sebastian neste momento."
Um dos favoritos ao título desde o início da temporada, Vettel cometeu um erro anteontem ao tentar ultrapassar Jenson Button pela segunda colocação. Atingiu o McLaren do inglês, que abandonou, e viu sua corrida destruída ao pagar um "drive through" pelo acidente.
Com isso, não pontuou e, agora, está 31 atrás de Hamilton. Pior, ainda levantou dúvidas sobre sua capacidade de reagir sob pressão.
"Sebastian está criando um hábito ruim. Ele é um 'menino-acidente'", esbravejou Martin Whitmarsh, chefe da McLaren, sobre o fato de Vettel ter provocado ao menos duas batidas neste ano.

Ledo engano Mr. Mark Webber... Ledo engano. Vai ter que se virar sozinho nessa.

Segunda pergunta: Felipe Massa vai contra a maré que caracteriza os brasileiros? Não dá um jeitinho brasileiro em nada? Meeeeeeeeeeeeeesmo????



*Olhem que até no título da reportagem o site passa uma imagem sutil da situação:

Massa alinha carro à frente de posição correta de largada em Spa (fonte: Grande Prêmio IG)

Felipe Massa largou no GP da Bélgica do último domingo (29) muito à frente do colchete demarcado na pista de Spa-Francorchamps. É o que evidencia um vídeo gravado por um espectador nos momentos iniciais da prova. A irregularidade não foi percebida pelo diretor de provas da F1, Charlie Whiting, e o brasileiro não foi punido.


O regulamento esportivo da FIA, em seu artigo 38.9, que rege sobre o procedimento de largada, não faz qualquer menção sobre o assunto. Embora tenha iniciado a prova em posição muito além da correta, o procedimento irregular não foi acusado pelo sensor que detecta a queima de largada. Em entrevista à edição 2 da Revista Warm UP, Carlos Montagner, diretor de prova do GP do Brasil, explicou como funciona a detecção desta infração.

“Toda vez que os carros param naquele colchete [no grid], bem no meio, há um cilindro, o sensor da queima de largada, que fica cravado no asfalto. Embaixo do carro, há uma placa de mais ou menos 20x20 cm, que é o sensor do carro. Essa placa é ligada ao cilindro e ao farol de largada de forma sincronizada. Quando apaga o farol, se alguém se mexeu antes, nós recebemos lá em cima [na torre de controle], já impresso, que determinado carro queimou a largada, já sai no ato”, declarou Montagner.

Hãmhãm. A gente finge que não tem nada demais né? Não teria mesmo se não enchessem tanto o saco...Tudo bem, beleza. Se fosse qualquer outro, já tinham rancado o couro do infeliz. Ah, se tinha.
Vamos ser pomposos que nem a reportagem? Tá certo: Está na hora de olhar esse infeliz sensor então pq está com defeitinho! ¬¬'

Cuidamos da nossa vida que é melhor... Vamos ver se os fiscais da F1 seguem o exemplo e larga as bobeirinhas que acontecem aqui e ali nas corridas tbm passarem despercebidas. Eu só acho assim, se querem punir o Zé, punam o Zé. E se o João fizer o que o Zé fez, que punam tbm. É um joguinho panaca, mas se assim for que seja "democrático". Se não... Liberte os cordeiros, deixem eles fazerem o diabo na pista. Ou não.
Abraços afáveis!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Spa

Nós fãs da F-1 temos o costume de dizer: "Perco o amigo mas não perco a F-1" ou coisa parecida. Uns esquecem das esposas, esposos, namorados e namoradas, irmãos, cunhados (as) e quem mais estiver por perto num fadado fim de semana de F-1.
Um diálogo comum que já fiz com algumas amigas:

Amiga: - Manu, vc vai na aula de história no cursinho sábado?
Eu: - Não, já sei tudo de história, sei a aula do professor de cor...
...Silêncio...
Outra amiga: - Acorda anta, tem Fórmula 1 amanhã!!!! Vc acha que a Manu vai vir assistir aula enquanto isso acontece na tv?

Aconteceu. Depois trocaram horários com aulas de física e eu ficava saindo da sala para ver a quantas andava os treinos pela tv da sala dos professores.

É algo inexplicável. A gente acorda cedo num fim de semana sem reclamar. Ao menos acordava.
Esse ano as picuinhas me deixaram tão mordidas que relaxar e ver uma corrida legal realmente me remetia aos bons tempos e eu ficava no sofá com aquela cara nostálgica.
Desde que o Massa abriu para o Alonso (no bom e mau sentido) eu tenho discutido com minhas irmãs a ponto de praticamente sair briga. Eu finalizo minhas frases com: "leia os blogs  e as reportagens que eu leio depois conversamos como seres civilizados". Rapaizinhos e rapaizinhas... Isso é o mesmo que falar palavrão para pai e mãe. Elas viram bicho e aí vem "eu via F-1 desde o Senna... Vc não é imparcial... vc vive de passado... e blábláblá..." 
Whatever!!!!!!!!
Eu não vou ser imparcial nem não viver de passado se nem o Galvão é assim, eu vou ser? 
De qualquer forma, rolou briga de novo. Dessas que na hora do almoço está todos rindo de novo. É isso que é o legal.

A corrida de Spa era muito especial. Hoje é apenas especial. Motivos vcs já imaginam. Me falta alguém ali. 
De qualquer forma já saberia que seria interessante todo o desenrolar, embora eu soubesse que nenhum dos meus favoritos tivessem seu minuto ao sol. 
Por falar minuto ao sol, torci tanto para que chovesse canivetes, e a chuvinha que teve nem susto deu.
Eu me senti confusa durante a corrida. Poderia ser sono (a alergia não me deixou dormir bem), poderia ser que eu concentrava para me manter surda aos comentários piegas e hipócritas do Galvão e isso me tirou outra atenção...

A corrida em tópicos:

- Hamilton me fez sofrer demais em 2008 em Spa. Não pagou os pecados que eu queria na corrida de ontem. Mas pelo menos fez seu trabalho;
- Webber está no seu ano astral, só pode! Eu escrevi ANO. Pode ser outra coisa tbm mas isso aqui é blog de família;
- Kubica. Alguém precisa botar esse cara numa equipe de ponta e ele será mais supremo do que já é. Isso é quase uma súplica em nome do bom esporte - ou perderão ele e aí não vão ter mais como chorar o leite derramado;
- Massa correu? Juuuuuuuuuuuuuuuuuuura? Depois de ouvir o Galvão dizer que só ele venceu em Spa dos mais novos, que além dele Kimi era o vencedor.... Noffffssaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, 2008 ele batelhou por aquele primeiro lugar viu? Não caiu no colo de jeito nenhum! 
Sorry Massa, mas para mim vc foi reduzido à pó. Porque jogaram Rubinho na fogueira e eu não posso fazer o mesmo com vc? Sua carreira não acaba com a minha opinião então: "whatever" de novo...;
- Rosberg sem medo de Schumacher é algo notável. Ele precisa dar aulas para alguns por aí...;
- Sutil nadou como um patinho. Feio, mas deu orgulho e pontos à equipe;
- Vettel agora é fadado como imaturo e precisa de psicólogo e nhenhenhém...
Eu digo o que Vettel precisa: dar um workshop para os bundões de plantão que morrem de medo de se arriscar e de botar tudo a perder. Se ele não der a cara a tapa, ele pode se arrepender pela vida toda. Perdeu pontos, tirou Button da jogada? E daí?? Estava mais rápido, tentou porém não deu certo! Mas tentou!! Na vida eu sou a favor do tentar. E na F-1 acho bonito o tentar... Se não: bota todo mundo em fila indiana e mete um Safety Car para segurar todo mundo e pronto! Agora se está afim de não me toques, acho que o esporte é outro... Ou não?

Recado ao Rubinho: da próxima vez que virar presidente do conselho de pilotos, estude que enfiar o carro nos colegas tem que ter um bom motivo ok? E desvia do Alonso. Porque se não fica parecendo que está vingando o Mafffffinha. 
Recado ao Galvão: aquele recado do cartaz (quem viu sabe) é a sua cara! Põe na caixa do vinho que vc lançou!

Como sempre: "Whatever..."

Abraços afáveis!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

F-1 de volta das férias e "Ah, Spa..."

Oi gente!

Depois de passar uma semaninha do cão com essa umidade baixa do ar aqui no centro-oeste, sinto que muito em breve não terei mais Tobias, um gato como estimação (até o coitado sentiu o clima seco e teve dores de garganta). Ao invés de bichinhos comuns de estimação criaremos camelos caso a coisa continue assim. O pessoal de sampa reclama, pois no caso deles com a poluição, problemas respiratórios se agravam. Maaaaaaaas, pela previsão semana que vem chove por lá. Aqui nem se for feito dança da chuva imagino que resolva.
Peguei uma alergia como já disse... Além de criar camelos vou mudar meu nome para Esfinge. Sim porque meu nariz arde muito e de tão seco temo que a qualquer minuto ele caia no chão:


*Boniiiiiiiiiiiiiita!

Enfim, garimpando notícias, essa abaixo fez parte de alguns segundos das minhas poucas horas na internet:

Button: "Para fazer Eau Rouge, é preciso ter bolas" (fonte: Tazio)

Jenson Button afirmou em Spa que os comissários terão de tomar atitudes séries com os pilotos que tentarem exagerar nos limites da temida Eau Rouge.

A curva, que compreende a descida e subida de um morro, promete ser um grande desafio com os carros andando de tanque cheio. E, com asfalto mais poroso na área de escape, o atual campeão teme que alguns tentem ganhar vantagem excedendo os limites do traçado.

"Acho que precisamos garantir que as pessoas saibam onde é o limite do circuito. Pois você verá muita gente tentando marcar suas voltas indo reto e achando que não serão notadas. Isso faz uma diferença significante e um benefício claro. Então, acho isso deve ser esclarecido com Charlie Whiting [diretor de prova], o que farei."

Segundo Button, para encarar a Eau Rouge de tanque cheio será preciso ter bolas. "Com 150 kg no tanque, será uma curva muito difícil. Então, você não vai andar no limite por causa disso, será traiçoeiro. Será algo maluco. Você precisará ter bolas. Pelo menos existe uma grande área de escape na saída dela", completou.

¬¬'
Eu ia escrever que adoro Spa, que amo Spa, que Spa me faz assistir a F-1 e me sentir bem ao ponto de esquecer circuitos chatos que temos hoje... Que tenho boas lembranças quando Kimi foi o Rei de Spa...
Definitivamente Button me deixou constrangida, hahahahaha...
Embora ele não esteja errado.

Bom fim de semana de F-1 para todos!
Abraços afáveis!

PS: GP de número 300 de Rubinho na F-1... Será que teremos alguma "pérola" do brasileirinho?
Cenas dos próximos capítulos!

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Sobre Kimi Räikkönen

Após ter passado uma tarde de baixíssima umidade ontem aqui na cidade, acabei com um desconforto na garganta e um nariz entupido que só pode ser uma alergia das mais estranhas possíveis. Definitivamente não está muito bom. Hoje já espirrei tantas vezes que acho que já ajudei um pouco a melhorar a umidade do ar.

Mesmo assim preciso escrever alguma coisa e espero alcançar meu real objetivo:

Räikkönen nega retorno e diz que carreira na F-1 acabou (fonte: Folha Online)

Após muitos rumores sobre uma possível volta à F-1, Kimi Raikkonen declarou que pode ter encerrado sua carreira na principal categoria do automobilismo.
O finlandês teve seu nome relacionado principalmente à Renault para ocupar a vaga do russo Vitaly Petrov. Rumores apontavam que a volta de Kimi à F-1 era cláusula de um contrato da Renault com uma patrocinadora.
"Eu teria a oportunidade de voltar, mas acho que minha carreira na F-1 acabou", disse o piloto.
Raikkonen já havia dito que somente decidiria seu futuro no final da atual temporada, mas com as principais equipes já tendo definido suas duplas de pilotos para o próximo ano, o piloto pode ter antecipado a decisão.
Campeão do Mundial de pilotos de 2007, Kimi Raikkonen foi dispensado da Ferrari no ano passado após a contratação do espanhol Fernando Alonso. 

Imagino que todos já saibam o motivo de destaque meu à reportagem. Nem penso em analisar linha a linha do que foi escrito. Apenas vou me comprometer em escrever sobre o contexto geral: a não volta do Kimi à F-1.
Nem diria que foi uma surpresa a remota decisão. Eu já imaginava que seria essa a resposta. Nada que fosse dor de cotovelo do tipo: "ele não pode voltar ao lugar que o renegou". De certa forma essa premissa não estaria nem de longe totalmente falsa, mas há mais coisas nessa vida que podem ser tratadas sem dramatização. E é o que proponho falar. 
Não é novidade alguma que sou fã do Kimi, que achei uma palhaçada o que foi feito com o profissional Kimi Räikkönen ano passado, no que desrespeito à Ferrari e sua mania de controlar o mundo a sua volta... Nada do que falei mudou situação e todas as vezes que me posicionei a favor da "justiça" para todos acabou por me deixar cética e com pensamentos do tipo "f*d*-se".
O cara encontrou o rumo na vida e no ano de 2010 deu as costas realmente para o mundo da qual nunca foi um mar de rosas. 
Todos que acompanham a F-1 sabem tanto quanto que há muito coisa lá do que supõe nossa vã filosofia do esporte a todo custo, custe o que custar, bonito/competitivo/ético. Os casos recentes demonstram que não é bem assim, talvez nunca fossem. Antes ou agora podem mudar no fator do descaramento: se era descaradamente visível ou não as fadadas falcatruas ou incoveniências. Tais sejam lá qual for o teor de suas gravidades, só servem para publicidade, polêmica: "...mais um capítulo dramático da série na nova temporada..." Se diverte quem pode, comenta que tem vontade e esquece (no bom sentido) quem tem juízo. Alguns martelam assuntos na nossa cabeça, e no fundo mal acompanham a temporada por completo para gastarem míseros comentários e neurônios com textos longos e bonitos. 
Eu acompanho o pessoal que gasta seu tempo assistindo as corridas, comentando em forma de textos, colunas ou pequenas paidinhas ou relatando sua opinião em podcasts. Gasta-se tempo com isso, e claro, muitas vezes sabemos o que estamos falando, mesmo que não sejamos especialistas no assunto. Volta e meia escorregamos na casca da banana, mas é a nossa opinião o mundo não desaba por isso. Temos o direito.
Kimi não tem nada de polêmico ao extremo na sua carreira da F-1. Ele mal abria a boca um poderia dizer, outro chamaria a atenção para seus pequenos vexames fora da pista que foram influênciados pelo metanol. 
FORA DA PISTA. Lá dentro ele se comprometia a meter o dedo (isso quando ele sentia vontade) no que desrespeitava à ele. E olhe lá. E estava sempre certo. Boca fechada não entra mosquito. Não que ele fosse um cara sem opinião, mas ele não resolvia a vida dos outros e sua opinião não era premissas de um oráculo. Pouco importava se ele dissesse X ou Y. 
Mesmo assim foi facilmente substituível.
Ele nunca deu asa para repórteres. Como um mineiro, chegou quieto, foi vice duas vezes e campeão uma como pagamento das anteriores "dívidas". Ficou de saco cheio do trabalho não dar nenhuma emoção. Lutou para manter o emprego mesmo sabendo que seria em vão. Deu as costas e batalhou para aprender no rally, de forma humilde e sem pressa. Em pouco tempo (e para ser mais exata no último fim de semana) foi o mais rápido numa especial do Rally da Alemanha WRC, mesmo sendo um dos mais difíceis. É fato que já aprendeu um pouco considerável, e aprendeu rápido. 
É um novo Kimi, mais feliz, porém o mesmo profissional de sempre. Só com mais sorrisos estampados no rosto.




Por isso não me surpreenderia que ele dissesse: "A gente nunca sabe. Mas provavelmente eu nunca voltarei à F-1. Foi algo que fiz por alguns anos, e tive vários momentos ótimos. Ganhei um título, o que sempre foi meu objetivo, mas as coisas mudaram. Estou correndo de rali agora, e há tantas coisas além da F-1 na minha vida agora..."
Se agora há muito mais na vida dele, é prova que se sente bem onde está.
Uns que nunca admitiram agora comentam que sem dar muito pano para manga o cara venceu um mundial mostrando que o que vale mesmo é o talendo, no fim das contas. E ainda  levantam a bandeira de que "ele faz muita falta".
Eu pergunto: Agora?  

"O porco só tem valor depois de morto"... 

Como fã, eu só lamento. Não lamento ele não poder voltar a F-1 porque rally tem feito bem ao Kimi profissional e pessoa e mesmo que eu me esforce muito para acompanhar o WRC só por notícias e pequenos vídeos, eu me dou por satisfeita. Porque a vida é feita de mudanças e ela é curta demais para ficarmos sempre batendo numa mesma tecla que não mais corresponde as coisas boas e que fazem bem.
Spa, meu circuito deveras favorito, ficará sem sal e sem açúcar sem Kimi, obviamente. Eu pago o preço mesmo que deixe feridas abertas. 
O que vale ao fim de tudo isso é que definitivamente é ótimo para o ego estar na principal categoria de automobilismo. Para um piloto, imagino, é chegar ao topo na F-1 é querer sempre mais e mais. A gente sabe bem que todos alí querem isso. Se já estão alí, o céu é o limite, então... Certos... Ou talvez não. Vai da cabeça de cada um.
Olhando bem a decisão do Kimi eu só posso dizer que para aqueles que muito o criticaram, (e que me criticaram também...) que pensem um pouco: será que estar na F-1 supre definitivamente qualquer coisa? 

Para Kimi não mais. E isso, por fim, é ainda mais louvável. 
Abraços afáveis!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Fim de semana de novo

Eu tenho precebido que as semanas não passam mais. Elas voam. 
Assim fica difícil.

Em ano de eleição, está suspenso piadas sobre política não é mesmo?
Eu tenho recebido tanto email com esse conteúdo. Algumas piadas mais velhas que eu só mudam o nome do personagem. Outras tem conteúdos de um humor cínico como em um que contém uma foto de Dilma Roussef em tempos de "guerrilha". Qualquer coisa: piada chula, boba, desmoralizante e etc, cái no meu email e acho que está na caixa de entrada de muita gente por aí também.
O que o TSE faz nessas horas? Nem tem como pensar em fazer algo porque não há controle disso. 
Eu não estou nem azul com relação as piadas que chateiam políticos, sejam eles boas pessoas ou ruins. São políticos e por esse motivo já carregam algum fardo. Se o fardo não é de um trabalho árduo (que poucos ou quase nenhum o faz) nas suas funções, o fardo é levar piada mesmo.
Aqui o povo gosta de uma piada e não gosta de pensar antes de votar. Rir da própria medíocre situação é melhor que chorar e se lamentar alguns preferem. Se pensar bem, e tentar mudar significativamente o país, de quê vamos rir?
Daí eu vejo muitos de meus professores falarem de engajamento político e blábláblá e a vida deles não é melhor que a minha, que prefiro me abster de comentários políticos e engajamentos por nada. Porque no Brasil tudo que teve esse cunho acabou em NADA. Uma porrada de intelectuais, sentados e discutindo e ... Passa quatro anos e continuamos na mesma, se não piores. Há muitos fatores que contribuem para isso, claro não sou besta. Só nessas horas a minha vontade é dizer ao intelectuais que se gastar palavras adiantasse, estaríamos num paraíso. Aqui em Araguari - MG temos candidato à deputado estadual com processo recente e mandato de prisão por obras de um hospital que já deu o que falar. Toda hora passa o carro de som com a música de jingle da campanha dele.
Política é um assunto que daria calo na língua numa conversa, e calo nos dedos nesse blog. 
Por hora deixo uma coisinha, de brincadeira pois até outubro tudo pode.


Bom fim de semana!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Revista Veja

Oi pessoal!
Fiz scans da entrevista com o "saudoso", "vitaminado" e "salve-salve" Galvão Bueno da Revista Veja - 18 de agosto de 2010. Para todos os seus fãs é um deleite, para seus críticos, um filme de terror.
(Cliquem abaixo nas páginas e os scans saem em tamanho natural para leitura.) 
 



Eu realmente não gosto do Galvão por ele não ser imparcial e não ser ético, e muitas vezes se portar como tal e esquecer que mesmo com experiência, precisamos ouvir outros para aprender sempre, e ele pouco se importa com isso e muitas vezes age como o convém. 
De todo, acho que só posso dizer que minha opinião a respeito dele é praticamente como a da maioria que em uníssino pediu o fadado "Cala a Boca, Galvão". Pode não ser o caso dessa entrevista, mas sabemos que algo assim só se escreve o que é permetido. E só se fala o que é normal.
Popular ou não, sempre preso pela segunda opção e no caso dele, eu opto pelas minhas corridas de F-1 ao mudo... E no futebol, sempre há outro canal. 
Deixem suas opiniões. 
Abraços afáveis!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Friday 13!

Eu desejo uma ótima sexta-feira para todos, mesmo que seja uma sexta-feira 13, de agosto.
Proponho brincar com a situação ouvindo algumas coisas que possam arrepiar os cabelos (ou não) até meia noite de hoje:

Mercyful Fate - Evil


Metallica - Am I Evil? (cover do Diamond Head)


Iron Maiden - Bring Your Daughter... To the Slaughter


Judas Priest - A Touch of Evil (Link direcionado aqui)

Black Sabbath - Black Sabbath


Nightwish - Devil & Deep Dark Ocean


Children Of Bodom - Smile Pretty For The Devil (link direcionado aqui)

Dimmu Borgir - The Serpentine Offering


Venom - Welcome to Hell


Tarot - Wings of Darkness


Stone - The Day of Death (link direcionado aqui)

 Danzig - Am I Demon


Motorhead - Hellraiser


Rolling Stones - Sympathy For The Devil


Abraços afáveis, como sempre! ^^

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

2 momentos

Oi gente!
Espero que todos estejam passando uma semana agradável. Seria injusta se eu escrevesse que a minha não. Mas voltar as aulas e se deparar com manhãs frescas e tardes quentes e secas como agora dá muita preguiça.

Por hoje vou postar dois momentos de vídeos.
Eu vi sobre o time islandês na semana passada. Eles fizeram sucesso com uma comemoração de gol em que os jogadores simularam uma pescaria.


Eu ri tanto disso. Acho que foi a imitação de peixe mais real que já vi na vida. Isso aí é para quem acha que na Islândia só têm geiseres, Björk e vulcões de nomes impronunciáveis. Parece que sabem jogar futebol e tem criatividade para comemorações. De fato deixam, com toda certeza, muitos jogadores brasileiros que gooooooooostam de aparecer mais que as próprias pernas, habilidades e dribles ficaram com inveja. Me espantou que nenhum desses por aí afora não saíssem comemorando gols com coreografia ensaiada só para estar no YouTube.

O time, o Stjarnan aprontou a bicicleta humana logo depois:


E não contentes, na última terça, mais um impagável: 3 gols e as comemorações: no primeiro, um boneco de corda. No segundo, um jogador é atingido por um "golpe" e ajudado pelos companheiros. A terceira é definitivamente a melhor: o parto da bola. Hahahahahaahaha...


O segundo momento de vídeo envolve F-1. Estão de férias de verão, mas... Algumas vezes quando penso em postagens sobre algo da F-1 eu sempre penso em uma trilha sonora.
Por exemplo também, se preciso falar do Heikki Kovalainen já penso em Nightwish, banda que eu sou absolutamente fã e ele um finlandês de bom gosto que é aparentemente é tão fanático quanto eu. No twiiter ele posta quase sempre um básico #nightwishmoment. Momento de malhar o corpinho também tem trilha do mestre Tuomas e cia (mestre Tuomas é como chamo o tecladista e compositor do Nightwish - para quem não sabe).
Enfins, mas não é sobre Kovalainen que falo, nem sobre Kimi (já diria alguém: "milaaaaagre!")
O vídeo que vou compartilhar aqui é do Sebastian Vettel. Ele tem a minha idade, e acho que já deveria ter a passado da fase "velocidade e garotas é o suficiente"... Já falou que queria sair com uma atriz de não bons modos digamos. Apelhida seus carros com nomes de garotas. Compara curvas de pista com curvas de moças... Huuuuuum, safadinho.
Pois bem, o vídeo e a trilha é a cara de Vettel. Pode ser metal farofa, mas combina: #fato.


Se alguém por ventura estiver afim de baixar, basta clicar aqui.
PS: tentei colocar no Youtube mas a minha conta lá foi para o espaço. ¬¬'
Abraços afáveis!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Stephen Hawking: O homem precisa abandonar a Terra logo

Eu peço desculpas pela remota ausência. Voltei das férias e as tardes aqui no centro do Brasil está quente, praticamente fervendo. A umidade do ar está deixando até eu que não tenho nenhuma alergia ou problema respiratório, muito incomodada. Ainda para completar tenho acordado muito cedo, as tardes de ontem e hoje são de uma moleza que até Deus duvida.
Como dormir a tarde não é um hábito legal, ainda mais nesse calooooor (Estamos no inverno? Juuuuura? Não parece!) eu proponho, mesmo contra a vontade dos meus 3 únicos neurônios (Huguinho, Zezinho e Luizinho), a trabalharem de alguma forma. 
Hoje, lendo notícias, emails e tomando água porque a coisa está esquisita. 

Stephen Hawkings, o gênio da ciência da atualidade certa vez soltou o comentário de que os ETs não são moçoiços afáveis. Numa invasão a Terra nem de longe viriam oferencendo flores a nós terráquios. Seriam mesmo hostis, como se figurou em muitos filmes de Hollywood. Eu - que já não gosto muito da idéia de bichinhos humanóides verdinhos e "olhudos" - já entrei em pânico. O alien dos filmes Alien não me causa mais pânico do que aqueles cabeçudos, verdes (ou não) com olhos grandes e pretos. Com o Predador então, eu jogaria cartas! O ET de Spielberg não é do visual mais bonito, mas o fato de que eu correndo sou bem mais ágil que ele, já me consola. Sei que a única coisa que ele queria era ir para casa e ficou legal de peruca loira. Quanto a isso não tenho problema, mas aqueles tradicionais, ou  tipo ET de Varginha, por favor! Quer me matar me dá um tiro, mas não me mate de susto com um troço esquisito que nem esse.
Votando...
Hawking voltou a falar disso e acrescenta uma solução para nós um quanto antes devido ao que a gente tem vivido em relação a natureza, explorações excessivas e o reflexo do ato, ultimamente. Vejam essa: 

Homem precisa abandonar a Terra logo, diz Hawking (Fonte: Folha Online)

Eis o destino humano na opinião do físico Stephen Hawking: abandonar a Terra nos próximos 100 anos ou se tornar uma espécie extinta.
"Eu vejo grandes perigos para a raça humana." A solução, diz, é abandonar o planeta e se espalhar pelo espaço. 
Em entrevista ao site "Big Think", Hawking disse que existem muitas ameaças atualmente: guerras, a exploração excessiva dos recursos naturais e a quantidade exagerada de gente vivendo no planeta.
Além disso, há outro risco, diz. "Se alienígenas nos visitassem agora, o resultado seria muito parecido com o que aconteceu quando Colombo chegou à América: não foi nada bom para os povos nativos", afirmou ele.
"Esses alienígenas avançados talvez sejam nômades, procurando conquistar e colonizar quaisquer planetas que eles consigam alcançar."
Mas ele se diz otimista. "Fizemos muito progresso nos últimos cem anos. Se quisermos ir além dos próximos cem, o futuro é o espaço."
O problema são as distâncias: a estrela mais próxima da Terra, depois do Sol, está a mais de quatro anos-luz --as espaçonaves atuais levariam 50 mil anos para chegar lá.

A única coisa que eu posso dizer sobre isso é:


- Táxi!!!!!!!!

(Isso, se valer a pena... o.O')
Vou para qualquer planetinha desabitado que não tenha proliferação de Emo, nem políticos...
Quem está comigo?

Abraços afáveis!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Sobre pesquisas sem noção

Eu sempre vejo muitas pesquisas em que a primeira pergunta que eu faço é: o que isso muda?
Hoje me deparei com seguinte pesquisa, postada como reportagem no Yahoo Brasil:

Mulheres acham homens de vermelho mais atraentes, revela estudo

NOVA YORK, 4 de agosto (Reuters Life!) - Os homens interessados em chamar a atenção de mulheres devem trajar vermelho, cor que, segundo revela uma pesquisa, os torna mais atraentes para o sexo oposto.
Mulheres nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e China disseram ter achado homens retratados em roupas vermelhas, ou emoldurados em vermelho, mais sexualmente atraentes que os que vestiam outras cores, mostrou a pesquisa publicada no Journal of Experimental Psychology.
Andrew Elliot, um dos autores do estudo feito pela Universidade de Rochester, disse que se acreditava que vermelho fosse uma cor sexy apenas no caso das mulheres.
"Nossas descobertas sugerem que o vínculo entre a cor vermelha e o sexo também se aplica aos homens", disse Elliot. "A cor fez uma grande diferença para as mulheres."
Não obstante, as diferenças culturais relacionadas às cores, a constatação de que as mulheres se sentem atraídas por homens de vermelho foi feita em todos os países.
A pesquisa consistiu em sete experimentos, alguns dos quais divididos em duas partes. Cada experimento envolveu um grupo de 20 a 57 pessoas na faixa dos 19 aos 22 anos. Mulheres participaram de todos os experimentos, e homens foram incluídos em um deles como grupo de controle.
As mulheres também associaram o vermelho a um status mais alto, tendência que, segundo Elliot, é análoga ao que é visto entre outros primatas.
"Entre os chimpanzés, o macho de escalão mais alto fica vermelho de forma dramática durante uma competição por primazia", ele explicou. "A cor é um indicativo claro de status. As fêmeas observam isso e fazem todo o possível para acasalar com o macho de grau mais alto disponível."
Os pesquisadores sugeriram que, para os homens, trajar vermelho pode provocar uma mudança de comportamento e que algo tão simples quanto usar uma gravata vermelha pode resultar em um homem sentir-se mais confiante ao fazer uma apresentação de negócios.


Eu ouvi isso numa aula de biologia no cursinho pré-vestibular. O professor botou a teoria dele depois de ver uma garota da sala de vermelho e contou que era a cor muito interessante e enfins. Ele era relativamente jovem, solteiro e a menina da sala era um petisco, um alvo dele visível. Ele usou como cantada e se desse errado, ele falava que era uma curiosidade científica. Claro. Quem nunca deu de esperto? Se brincar ele conseguiu alguma coisa. Ele sempre conseguia diziam as rejeitadas. Para mim tanto fazia, se fosse motivo para sair da sala e tomar uma água eu até achava bom que os professores começassem com brincadeiras desse tom.
Uma professora na faculdade citou algumas teorias sobre o vermelho, associado ao sexo quando se trata da maçã, o fruto proibido. Parece que viajam na maionese, ou na maçã, mas fato é que falaram o mesmo do McDonalds e a cor vermelhinha e amarelinha da marca estimulam a fome. A lata da Coca-Cola e agora da cerveja Brahma se encaixam bem no discurso... Outro exemplo, que os cigarros mais vendidos no mundo tem vermelho no pacote, que nem Marlboro. Daria até uma tese!
Acaba que se falamos desse cigarro lembramos da Ferrari. Tanto o carro quanto a equipe da F-1 são a cereja do bolo para alguns. Sim, o carro é belo. O da F-1 agora é quase rosa... Nem de longe os pilotos são os mais atrativos do paddock. Digamos que ano passado meu discurso seria diferente, com toda a certeza (risos sarcásticos).

As vestimentas vermelhas como algo atrativo também em homens é "novidade" já que em mulheres já foi comentado.
Eu acho legal vermelho, mas tenho poucas, pouquíssimas roupas dessa cor. Uma ou duas camisetas? Que eu lembre, sim.
Adoro ainda mais quando leio reportagens como essa e eles citam primatas para dar um ar científico ao conteúdo. Eu sei que viemos de uma espécie de macacos, mas quantos anos se passaram até que sejamos uma espécie diferente, de estrema distância em termos de evolução, desses seres que se enquadram como primatas de agora? Precisa?! Agimos por alguns instinto, algo no nosso cérebro corresponde positivamente ao vermelho, no caso da reportagem. Pois no caso de um touro na Espanha o vermelho estimula algo também e não é a mesma coisa... ^^
Eu me pergunto se as pessoas se sentem atráidas pelo Papai Noel então. Eu particularmente acho mais chique aquele velhinho com vestes douradas. Também  "os vermelhinhos" ou se preferirem "os socialistas" não estam na minha lista de melhores amigos. 
E pior:
Ao digitar no Google imagens "homem de vermelho" me saiu 1 boa opção. As outras se referiam a bonecos, o Homem-Aranha e outros super-heróis e até isso:


(Se eu fosse paranóica eu juraria que o Google coloca coisas que ele sabe que vai chamar a minha atenção... Mas enfim...) Experimentem digitar "mulher de vermelho" ou para facilitar a vida, cliquem a seguir: link. Se seguir para página 2, 3 a coisa fica excelente para a ala masculina. ^^
Bastasse que alguém respondesse que o vermelho é chamativo. E pronto. Até porque o Google não vai mudar depois dessa alarmante descoberta.
Será mesmo que não tem mais nada importante para ser pesquisado por aí?

Abraços afáveis!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Quarta feira do riso

Eu passei a minha tarde inteira rindo das coisas mais idiotas que pude ler.
Entre emails e tirinhas, li muita coisa do site Jacaré Banguela que fazia tempo que eu não visitava. Dentre outras coisas as pérolas de msn são sempre muito legais, porque a gente descobre que nesse mundo tem gente muito, mas muito anormal.
Minhas vias lacrimais estão ótimas. Hoje já as drenei, rindo e chorando ao mesmo tempo.

Vamos dividir risos já que estou sem forças para fazer um post elaborado:

O velho Conde chega à sua mansão e é recebido pelo mordomo Jarbas, que, desmedidamente respeitoso, abre-lhe a porta e, de cabeça abaixada, o saúda:

- Entre, seu filho de uma grande puta!!! De onde é que essa merda de Conde vem, com essa cara de viado velho?

E o Conde, sorridente, lhe responde:

- Da cidade, Jarbas: acabo de comprar um aparelho auditivo!!... 

***

Um médico, um administrador e um engenheiro discutiam sobre qual seria
a mais antiga das profissões.
O médico:
- Está na Bíblia. Deus criou Eva a partir de uma costela de Adão.
Houve, então, um procedimento cirúrgico o que prova que a minha
profissão é a mais antiga.
O administrador:
- Lá no Gênesis está escrito que Deus criou o céu e a terra a partir
do caos. Não há dúvidas de que isso requer um bom conhecimento de
administração.
O engenheiro:
- E quem vocês acham que criou o caos?

***

Um policial interrogava 3 loiras, que treinavam para um concurso para a
Polícia Federal.

Para testar se elas reconheceriam um suspeito, mostrou à primeira loira uma foto por 5 segundos:

- Este é o seu suspeito, como é que você o reconheceria?

A primeira loira responde: - Fácil, eu o reconheceria porque ele só tem um olho.

O policial diz: - Bem...é que...a foto o mostra de perfil.

Atrapalhado pela resposta ridícula que recebeu, mostra a foto à segunda loira por 5 segundos e pergunta:

- Este é o seu suspeito, como é que o reconheceria?

A segunda loira dá um sorrisinho maroto, sacode os cabelos pro lado e diz: - Ah! Isso é fácil!!! Ele só tem uma orelha!!!

O policial, furioso, responde:
- O que se passa com vocês duas? Claro que a foto só mostra um olho e uma orelha, porque ele está de perfil! Essa é a melhor resposta que vocês me podem dar?

Já sem paciência, ele mostra a foto à terceira loira e pergunta, grosseiramente:

- Este é o seu suspeito, como é que você o reconheceria? -e, rapidamente, acrescenta - Pense bem, antes de me dar uma resposta imbecil..

A loira olha atentamente a foto, por um momento, e diz: - Hummmmm.... O suspeito usa lentes de contato.

O policial fica surpreendido e sem fala, porque nem mesmo ele sabia se o suspeito usava lentes de contato ou não.

- Bem, é uma resposta no mínimo interessante ..Aguardem um momento, que eu vou verificar o perfil do suspeito e já volto.

Deixa a sala e vai ao escritório verificar a ficha do suspeito no computador, e volta com um sorriso satisfeito no rosto:

- Fantástico, não dá para acreditar! É VERDADE! O suspeito usa, de fato, lentes de contato. Belo trabalho! Como conseguiu chegar a essa conclusão?

- Fácil! - responde a loira - Ele não pode usar óculos, porque só tem um olho e uma orelha!
 

Até mais e abraços afáveis!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Detalhes, detalhes... Detalhes.

Sábado à tarde eu deixei a postagem anterior a essa como uma "espera do que aconteceria na F-1".
Domingo eu acordei no horário para assistir a corrida.
Sim, estamos numa terça-feira e parece que nem espaço tenho para comentar alguma coisa, mas isso é um dos meros detalhes desse post.
Hora de trabalhar mesmo assim não? Coloquei o cd "Painkiller" do Judas Priest no drive do computador. Então sentem que lá vem história:

Primeiro detalhe (ao som da faixa 1: "Painkiller")
Logo após o GP eu fiquei vendo Globo Esporte enquanto o resto do pessoal de casa ficavam entre a cozinha e a sala... Depois do almoço assisti ao filme "Lobisomen" com Benicio Del Toro (definitivamente ele não serve para ser ator de filmes como esse - que por sinal me deu um sono daqueles).
Finito o filme, tentei pensar em algo legal para escrever sobre a F-1. Nada me veio a cabeça.
"Deixo para segunda-feira", pensei.
Rumei para a cozinha e ajudei a minha irmã em panquecas doces que ela sempre come com cobertura de chocolate ou mel. Eu queria algo diferente e observei a geladeira, o freezer e achei sorvete de limão, o meu favorito. Perto do mel tinha cobertura de morango... ^^ Eis o prato da tarde de domingo: panquecas, sorvete de limão e cobertura de morango.
Cheia e satisfeita, peguei "Ace Ventura - O Detetive de Animais" no meu armário e assisti até que chegasse o horário do novo programa da Band - o Formigueiro. Não havia nada mais interessante na tv...
Li um pouco antes de dormir.

Segundo detalhe (faixa 2: "Hell Patrol" e já começando faixa 3: "All Guns Blazing")

Acordei relativamente cedo, com minha vizinha paranóica gritando com o filho. A minha sina é ter vizinhos dementes.¬¬'
Arrumei meu quarto, dei uma geral em coisas que estavam fora do lugar.  Sentei-me no quintal de casa ouvindo música e esperando a hora de almoçar.
Tomei um banho rápido pois ao 12:00,  a CEMIG (Companhia Elétrica de Minas Gerais) havia avisado que não teria energia no quarteirão para fazerem algumas manutenções nos postes. Beleza. Me arrumei e fiquei pronta esperando até as 14:30  em que eu, minha mãe e irmã iriamos fazer consulta em um oftalmologista. Eu sou a única que tem que passar pelo processo de pingar colírio dilatador de pupilas.
É um negócio desconfortável. O consultório é amplo, com piso de mármore branco, paredes quase azuis de tanto que são brancas. Na hora da primeira aplicação eu já fico vendo pequenas luzinhas nos cantos dos olhos. Na segunda aplicação tudo muito claro, dói e é uma sensação estranha. Me sinto como um vampiro, só que sem a vontade de atacar o pescoço das pessoas. o.O'
Fiz os exames de pupila e pressão do olho e fui chamada no consultório do médico que diagnosticou o aumento de apenas 0,25 de miopia em cada olho. Quase nada de acordo com ele. Mas um teste específico que ele fez explicou e me pediu que daqui um ano eu faça um mapeamento do globo ocular. Algumas "manchas" no meu olho podem, se aumentarem, indicar um deslocamento de retina e esse mapeamento fará um diagnóstico mais profundo.
Mal sabe ele que isso acontece porque a pessoa inteligente que vos escreve tem lido dentro do ônibus de ida e volta para a faculdade. As vezes eu fico lendo na viagem de volta para Araguari imaginando que ganho tempo. E no fim ganho uma doença, isso sim... ¬¬' 
(terminando a quarta faixa: "Leather Rebel" uma das favoritas)
Saí do consultório e na espera que minha irmã finalizasse a consulta dela, acompanhei meu pai pelo centro da cidade. Mesmo dentro do carro eu faltava gritar quando o sol batia na minha cara. Foi tenso. Todas as vezes eu fico enjoada com o tal colírio. Da última vez à 4 anos atrás eu fiquei tão fraca que desmaiei numa loja de aviamentos.
O tal colírio não teve grandes efeitos em mim dessa vez, mas me deixou com uma toalha no rosto evitando o sol e tinha esquecido o maldito óculos escuros! Eu me sentia o ET quando estava partindo para casa:


Em casa, nem consegui ler, muito menos ver tv, quanto mais ficar na internet. Tinha que ser terça-feira o dia de fazer algo aqui no blog.

Terceiro detalhe (ao som de "Metal Meltdown" - com um solo inicial dos bons)
F-1. GP da Hungria. Chato.

Porque quando o circuito não abre espaço para nenhuma emoção inventam um Safety Car para juntar todos? E mesmo assim é raro que alguém fizesse algo, e acabou que foi a hora de uma punição que agora é rotina de todo o GP.
Mesmo quando o Sebastian Vettel não faz nada ele ainda faz algo errado. É aquela história, calado já está errado? Hein? Nada me espantou que com uma cara mal-humorada ele ficasse no pódio. Faria o mesmo, talvez, afinal: Haja saco!
Nosso herói brasileiro número 1 - o Rubim - fez algo legal: partiu para cima do heptacampeão Schumi. Tomou uma espremida, mas saiu ileso. Poderia ter ficado calado e quietinho na entrevista pós corrida. Botou a glória do feito a perder num comentário desnecessário. Se não quer mais piadas, afinal aprendeu com os erros e hoje é apenas um alguém que busca um lugar ao sol, porque voltar ao passado com um comentário dor-de-cotovelo revelando ainda um "não superei".
(faixa 6: "Night Crawler")
Herói brasileiro 2: Massa permitiu a vontade de dizer abobrinhas de que não era o segundo piloto e devido sua equipe não querer repetir o feito do GP da Alemanha, prometeu vencer na Hungria. Nem perto sequer chegou de ameaçar o lugar de alguém que fosse. Ao contrário, Alonso que eu me lembre nada prometeu, e ainda levou nas costas um segundo lugar normal e corriqueiro. Quem ajudou dessa vez?
(E toca "Between the Hammer & The Anvil" e depois "A Touch of Evil")

E por falar em ajudar, a RBR nem mais precisa de ajuda. Ela sobra na pista. Mesmo quando os seus pilotos pisam na bola.
Pela segunda vez vi a comemoração bem esquisita de Mark Webber no pódio. Aquele pulo com as pernas para os lados é muito... bizarra. Deu medo. Primeiro, foi Silverstone:


E o momento medo voltou, na Hungria:


É como se Webber nos pedisse indiretamente para dizermos "tirem as crianças da sala". Que cena! Parece uma perereca que tomou choque, me poupe. ¬¬'
(tocando "Battle Hymn")
Mas o lance não é esse, fato é que ele está em primeiro no campeonato de novo.
Eu ainda não consigo engolir Webber como campeão e líder. Talvez seja por causa desse pulo medonho ou que eu nunca me lembrei dele até ele botar as asinhas de fora. Talvez porque ele não fosse realmente nada até poucos anos atrás.
Agora é férias. Um tempo de descanço da F-1. A volta é em Spa, onde vai ser difícil assistir o GP... Espero que Vettel vença por lá. 

Finito os detalhes do terceiro grande detalhe, termino com Judas Priest, a última faixa de Painkiller, "One Shot at Glory":


Abraços afáveis!