sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Spa reabre o campeonato da F1

E os dois treinos livres de sexta foi como todos, pouco produtivo. Mas muito, muito aguado.
Choveu todo o tempo dos treinos.
Parece incrível, mas esperei o ano todo por Spa e nem consegui matar a saudades de tudo, depois de um mês de pausa, de tanta chuva.
Espero que não seja nada pessoal, afinal, o campeonato foi empolgante, com surpresas de circuitos ruins ficando bons, e outras cositas. Só falta Spa, que é de todos, o melhor circuito, ser sem graça. E aguado, o que significa lotérico e pouco meritocrata. 
A não ser que alguém faça milagre.

Em todo caso, o trabalho na Bélgica foi tudo, menos sentar por algumas boas horas em um carro. Os pilotos fizeram durante o treino o que podiam.

Fizeram "tchauzinho" para fãs:



Deram entrevistas sorridentes:



Contaram piadas e histórias:







Alguns "twitavam" foto de capacete e do carro:





Outros chamavam a câmera para mostrar algo na TV:



Este decidiu dar aula de pilotagem:




Este fez a cara que sempre faz, chovendo, com sol forte, com tsunami, com terremoto, ou em dia de praia com a criançada - a mesma cara de poucos amigos:
(Comentário: Há mais alegria em um velório, "rapá"!)



Este decidiu formular frases no passado:




Mas o que o povo que comprou ingresso para ouvir o ronco dos motores e se arrepiar? O que eles estavam fazendo enquanto isso?

Pilotando e domando um guarda-chuva:



É, nada bom. 

Abraços afáveis!

PS: esse post foi formulado a partir deste link aqui no Tumblr. Fiz umas mudanças, mas deixo o crédito, principalmente pelos gifs.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

"Massa não é tão ruim"

Já ouviram aquela que é preciso vender o seu peixe?
Pois é, pois de um turbilhão de críticas massivas ao piloto Felipe Massa, alguns brasileiros estão afim de vender algo para melhorar a imagem do bom moço. Seja o que for. Pode até não ser peixe fresco.
A questão da vez é essa:

Números colocam Felipe Massa como quarto melhor na história da Ferrari (Amigos da Velocidades - link)

O que faz pensar nem é o tom de defesa da cria. Não é surpreendente que logo teremos acesso a matérias vitimizando Massa e procurando em quem - que não seja ele - o culpado de seu "fracasso".
Nem nós brasileiros encontramos, pois uns dizem que a culpa foi a mola solta do Rubinho, outros falam que o culpado é o Alonso (se vc sorri, é porque sabe em quem colocar a culpa), outros culpam a Ferrari. Fato é que ninguém está muito certo. Pode ser tudo isso: pode ser uma Ferrari que percebeu que Massa não rende como Alonso. Pode ser Alonso que trabalha tanto que deixaria o mais workaholic do mundo se preparando para se aposentar de desgosto.
E não foi o tal acidente com a mola. Embora quando ele ficar sem emprego, tenho certeza que ele vai dizer que foi ignorado por esse motivo, como um produto com defeito. (Anotem aí essa "previsão"). Foi grave? Foi, óbvio. Mas todo dia, todos eles correm riscos. Se encaram, é porque sabem. Duvido que ignorariam ele por essa razão. Seria no mínimo, idiotice, pois hoje ele está bem e fora total de perigo.
Eu tenho a minha que foi a mídia que fez dele muito mais piloto do que é.

O que me encabula mais ainda é que esse pessoal que curte números são os primeiros a ignorar quando alguém apresenta argumentos matemáticos sob a perspectiva real  de outro piloto.
Há um bom número de matérias apontando que depois do GP da Hungria - a última antes dessa pausa - Lewis Hamilton retornou, ressurgiu e está no páreo do campeonato mais vivo que nunca. Houveram rankings de notas aos pilotos e sempre Alonso em primeiro, Hamilton em segundo e Räikkönen atrás do inglês.
A justificativa, também era a mesma: o finlandês ainda não venceu.
E eu - muito provavelmente ao contrário de vcs - diria que é um detalhe circunstancial. 
Tenho uma tese para colocar Räikkönen à frente de Hamilton. A tese é baseada em números e aproveitamento, pois os "números são nossos amigos" como aprendemos no jardim de infância...
A teoria é: Hamilton pode até ter vencido duas corridas, nada grandiosas, nada esplêndidas, apenas normais.
Mas abandonou duas também. Kimi, marcou pontos em todas as 10, exceto na China, porém na mesm, ainda assim terminou a corrida. Rendimento praticamente 100%, se não 98,98%. ¬¬'
Então, diriam os "lewisetes" que os abandonos de Lewis foram circunstanciais? Certo. Então Kimi ainda não ter vencido também foi. 
E apenas um ponto separam um do outro. Ambos subiram no pódio cinco vezes. Mas um anda de McLaren, o outro de Lotus. Um esteve fora do ambiente F1 por dois anos. O outros está lá desde sempre. 

Mas, que adianta tudo isso?
Se a resposta que passa na cabeça de vcs for "nada", eu digo o mesmo para a reportagem sobre Massa ser um bom piloto da Ferrari:

1º) Michael Schumacher – 72 vitórias
2º) Niki Lauda – 15
3º) Alberto Ascari – 13
4º) Felipe Massa – 11
5º) Rubens Barrichello, Fernando Alonso e Kimi Räikkönen – 9
8º) Jacky Ickx e Gilles Villeneuve – 6
10º) Carlos Reutemann, Alain Prost e Gerhard Berger – 5
Vejo problemas aí. 
Schumi será por um bom tempo imbatível na equipe. Lauda e Ascari pararam de correr e estão ameaçados por Massa e Alonso, uma vez que Rubinho e Kimi, saíram e possivelmente não voltarão.
O que os caras que escreveram a matéria não perceberam é que se os números ajudam nesse momento a favor do Massa, eles também vão tirar ele da jogada logo. Felipe está na Ferrari por sete anos. Alonso completará 3 anos de casa e está à duas vitórias apenas, para empatar com o companheiro. 
Caso eles também não saibam, Alonso tem 9 corridas para esse empate. E no andar da carruagem, conseguirá. E inclusive conseguirá ultrapassar o companheiro sabendo que ele continua na equipe...
... coisa que o nosso compatriota, ainda precisa resolver...

Tô certa ou tô errada? (rsrsrsrs...)
Abraços afáveis!


sábado, 18 de agosto de 2012

Poets of the Fall

Enquanto na F1 só temos inconstâncias e imprecisões, mesmo com pouco tempo, decidi colocar aqui umas músicas que gosto e por ventura alguém não conheça.

Essa semana fui fazer a sobrancelhas em um salão, e como tem sido de costume a tortura evoluiu para além do tirar fio por fio com uma pinça, eu ainda ouço uma rádio que se limita a tocar sertanejo/forró universitário.
Eu esqueço o desconforto de tirar os fiozinhos para prestar atenção nas absurdas, ridículas e afins das letras. Fora que boa parte dos interpretes são muito parecidos uns com os outros, o ritmo é praticamente  o mesmo e para finalizar, os temas também são.

Graças a Deus existem boas coisas que agradam aos tímpanos de uma pessoa carente de cuidados como eu naquele momento que estava a caminho de volta para casa. A primeira música da playlist que tocou assim que coloquei o celular para funcionar ( para "tomar um banho" de sons - se não melhores - muito mais agradáveis), era do Poets of Fall.


Eles são uma banda de rock finlandesa, que naquele momento me fez ser grata por Marko Saaresto existir. A voz dele recuperou meu tímpano e evitou que o coitado saísse correndo da orelha.
Conheci Poets of the Fall por acaso, no youtube. Procurava alguma outra coisa e o vídeo da música "Carnival of Rust" apareceu como recomendação. Instantaneamente, saí atrás das músicas e sobre a banda e assim foi que encontrei não só esta, mas muitas que acho belíssimas composições.
(Informações mais apuradinhas da banda, no salve-salve wikipédia: link)
Já houve citação do Marko aqui no blog, quando fiz uma postagem sobre as minhas vozes favoritas da Finlândia (quem não viu, basta clicar aqui). É uma belíssima voz.

Eis então que coloco as minhas músicas e apresentações favoritas dessa banda, espero que gostem tanto quanto eu:








 E "Carnival of Rust" original:


Abraços afáveis!

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Momento: eu ri


Maldade com Maldonado. Hahahahaha...


***




Alonso nas "vacations", pedofilando e palitando os dentes.
Com essa, pensei três coisas: Se for para ter perna feia e fina, tenho chance com nosso amigo espanholito de sobrancelhas vastas. \o/ 
Tenho três anos a mais que ela, o que me torna mais adulta. \o/
Mas não ia dar certo. Ia ser uma briga de sobrancelhas hahahahaha...
*Pode ser bonita  a modelo russa aí, mas... qual a graça em osso? Dessa situação, eu falo com propriedade. \o/*

***

Ainda insatisfeito com dispensa da Williams, Barrichello lamenta: “Meu coração sangra por não estar lá” (Grande Prêmio) 

É. Sangra catchup:



Abraços afáveis!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Completando Frases

Olá pessoas! Ainda ando arrancando os cabelos para fazer as coisas nos prazos. Para não deixar o blog muito vago resolvi responder um meme que vi no blog Reino de Morango, da minha amiga Ichigo Hime.
Assim que eu organizar meus pensamentos, volto com o momento normal do blog.




1. Sou muito fã de descobrir coisas. Se descubro algo que não sabia ou ainda não conhecia, fico muito empolgada.
2. Não suporto o demérito.
3. Eu nunca consegui entender porque sou tão fascinada pela Finlândia. Muita coisa me leva até esse país...
4. Eu já fui no show do Metallica e do Nightwish! \o/
5. Quando criança eu queria ser loira e fazer faculdade de biologia. Ironicamente hoje não penso em tingir os cabelos em nenhuma cor que não seja a minha natural, e biologia é a ciência que menos tenho interesse, dentre todas. 
6. Neste exato momento estou em uma fase da vida que nunca estive: realmente com muita coisa para fazer, mesmo em greve na faculdade.
7. Eu morro de medo de palhaços e ETs. Se eu vejo um palhaço na rua, maquiado, em frente a alguma loja (como é um pouco comum), eu não passo nem mesmo na mesma calçada. Gente fantasiada de Mickey ou coisa parecida também não é muito legal, porque esse pessoal sempre me confunde com criança. Daí eu sempre tenho uma reação muito ruim com esse pessoal, geralmente ignorando-os. E ETs do MIB são uma graça! Eu não gosto é dos verdinhos, olhudos e magrinhos tradicionais (é sério, rsrsrsrs...)
8. Eu sempre gostei de assuntos que envolvem mitologia, fantasia e magia.
9. Se eu pudesse ganharia dinheiro dormindo, lendo livros, ouvindo música, e vendo filmes.
10. Fico feliz quando faço as pessoas rirem. Eu gosto de saber que posso ser uma divertida companhia.
11. Se eu pudesse voltar no tempo queria trilhar todo meu tempo de cursinho pré vestibular. Refazer tudo, inclusive - e principalmente - deixar de lado atitudes idiotas, que hoje serviram para que eu crescesse, mas não serviu para que eu sentisse orgulho. Teria estudado mais, e talvez eu teria entendido o porquê do meu "não sucesso" no curso de matemática que larguei 1 ano depois de passar em quarto em uma universidade federal. Se eu tivesse seguido em frente, hoje estaria formada, e talvez trabalhando. Só não sei se estaria feliz.
12. Adoro tudo da culinária italiana. 
13. Quero aprender alemão. Sempre quis, e ainda vou dar um jeito de conseguir.
14. Eu preciso esperar menos das coisas e das pessoas.
15. Não gosto muito de acordar cedo, de fazer as coisas com pressa, e depender dos outros.

Indico a todos que quiserem tentar responder as perguntas.
Abraços afáveis!

sábado, 4 de agosto de 2012

Pausa



Pessoal, ando muito atarefada, por isso a remota pausa no blog.
Prometo retorno assim que tiver mais tempo.


Abraços afáveis!