sábado, 31 de julho de 2010

Vamos ver no que vai dar...

Sobrevivo.
E mais ainda já vi que estava viva quando logo que acordei, sentei para tomar café e liguei a tv e ouvi Galvão Bueno. Definitivamente isso não era uma das coisas que mais sinto falta da Copa. ¬¬'
Abstrai, Manu, abstrai...

Os três mosqueteiros do GP da Hungria desse sábado:


É só amanhã que saberemos a definição de tudo. Qual será a da vez? 
Passo longe da tentativa de incorporar Mãe Dinah.
Vamos ver amanhã no que vai dar.
Boa corrida para todos!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Sexta feira que não é 13, mas é quase.

Planejei ontem que acordaria as 8 da manhã e acordei às 9.¬¬'
Precisava ter tempo suficiente para acordar, relaxar com um café da manhã legal, arrumar meu quarto, e umas bagunças pendentes e depois partir para as obrigações, uma delas sentar e treinar na minha guitarra. E depois quando meus dedos já doessem, sentaria em frente o computador para ler emails e notícias.
Acordando as 9 só pude estudar guitarra 9:40. Pouco tempo fiquei nessa atividade  e decidi lavar o cabelo para deixar secar ao natural. 10:30 eu estava de frente o computador triste da vida por não morar em São Paulo. Vi em algumas notícias que o Rammstein (banda que coloquei um vídeo no post anterior) virá fazer um show na capital paulista dia 30 de novembro, e se apresentará no Via Funchal. O problema? É que é uma maldita terça-feira! Eu provavelmente estarei em aula, em fim de semestre... ¬¬' Se fosse uma sexta-feira não tinha conversa. Já estava com toda a grana reservada no banco para o ingresso que começa a vender dia 7 de agosto e era só juntar um pouco mais para viagem e estadia. Estadia da qual já sei onde pq fiquei num hotel legal quando fui assitir o Nightwish. Tudo certo... Só faltaria uma data legal que não atrapalhasse meu semestre. U.U
Tudo bem, tudo bem... ¬¬'

Tem GP da Hungria na F-1 no fim de semana e parece que todos continuarão com os comentários ácidos a respeito do caso Ferrari - GP da Alemanha. Mais uma nova novela. Qual será a dessa vez?
Visto que alguns jornalistas por lá nas coletivas andam perdendo o senso e o respeito baixando o nível e simplesmente assinando em baixo que nem merecem o "diploma" que têm (se é que alguns têm), não vai ser eu mera mortal que vou dar um jeito a situação.
De fato, ainda não conhecem a frase que publiquei no post anterior. Vou assitir e tentar abstrair afinal, existem coisas mais importantes do que pipocar por causa disso.
Ainda não faço nenhum comentário sobre o GP da Hungria porque nem ao menos tenho alguma base, a não ser treinos livres...É esperar o treino classificatório. Ou não. As vezes a gente não escolhe certas coisas, e muitas vezes ficamos em dúvida de tudo que possa ser ou não escrito. Isso vale para a vida...Vamos ver se sobrevivo dessa noite...

Hoje eu faço minha primeira apresentação de guitarra, numa livraria (a Nobel) aqui na cidade. Um simples teminha de blues que meu professor montou para mim e que ele me acompanhará com base. Simples mesmo, foi o primeiro exercício de treino que fiz quando começamos as aulas a 3 anos atrás.

Por isso o post é quase pequeno e quase inútil.Tenho ainda que "passar o som" mais tarde.
Vcs confirmam que entenderam essa mensagem? *

Abraços afáveis!

* PS: Eu não podia deixar de fazer uma piada, afinal o Rubinho levou as mais loucas piadas na vida toda, porque eu pouparia o Felipe? Até porque ele é bem mais rico que eu, ganha rios de dinheiro e hoje vou pagar mico de graça. Além disso a paidinha não é ofensiva... É só uma brincadeirinha vai!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Um desenho, uma música e uma frase

Ainda continuamos com a polêmica da F-1, cada qual com a sua opinião, cada um com sua vergonha. Cada vez mais observo amigos blogueiros e os que comentam aqui muito mais sensatos que muitos jornalistas conceituados. Sendo positiva, é o que sustenta.

Um desenho (que fiz faz alguns dias):

 
"Geometry Psychodelic" - 18 x 26 (05/25/2010) 

Uma música, do Rammstein (banda alemã) que faltou na "homenagem" ao GP da Alemanha: 

   

A letra:

Du Hast *

Du
Du hast
Du hast mich

Du hast mich
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Und ich hab nichts gesagt

Willst du bis der tod euch scheidet
Treu ihr sein für alle tage?
(Ja) nein
(Ja) nein

Willst du bis der tod euch scheidet
Treu ihr sein für alle tage?
(Ja) nein
(Ja) nein

Du
Du hast
Du hast mich

Du hast mich
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Du hast mich gefragt
Und ich hab nichts gesagt

Willst du bis der tod euch scheidet
Treu ihr sein für alle tage?
(Ja) nein
(Ja) nein
* Tradução aqui. 

E por fim, uma frase: 

"O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete" - Aristóteles

Abraço afável a todos!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

GP da Alemanha: "Vergonha" ou "Eu já sabia!"?

Olá a todos!
Sei que demorei a escrever alguma coisa sobre o GP da Alemanha, mas definitivamente eu escrevo "melhor" quando se passa algum tempo refletindo.
Eu que sempre falo das injustiças não poderia escrever logo depois do GP ontem porque realmente eu soaria injusta. 
É engraçado como as coisas que acontecem refletem na imprensa e nesses anos de F-1 que tenho, mesmo uma coisa premeditada, imaginável, ainda causa surpresa e/ou indignação.
Pois é bem isso que acho que a ultrapassagem de Fernando Alonso sob Felipe Massa significa para mim: um algo que já era previsível. 
Demorou até. Sim, demorou porque até então a Ferrari não tinha condições de executar isso.
As justificativas a gente engole sim, porque são justificativas aceitáveis quando não se tem um Felipe Massa em jogo. Fernando Alonso tomou a ponta porque está a frente do campeonato.  E ponto. Mais rápido. E ponto.
Isso não foi feito no passado da Ferrari?
Nas reposrtagens que li citaram até 2007 com Kimi Räikkönen. O que eu realmente acho chato, banal e se eu fosse mais sensível cairia em prantos profanando frases como "Isso é injusto, Kimi mereceu!". Mas eu não sou xiita a esse ponto. Eu sei exatamente o que significou 2007, e realmente - ou infelizmente - Felipe Massa não faz nenhum papel nessa minha história, nem mesmo de coadjuvante. Ele teve a função que uma equipe precisava. Qualquer coisa deveria ser feita alí contra a McLaren. E Kimi tinha feito todo o trabalho sozinho durante todo o ano.  Eu não posso fazer ninguém aceitar isso, basta que eu aceite isso e fique feliz, porque é o que importa. Mas isso não vem ao caso.
Caso é que vimos cena parecida com um tal de Rubens Barrichello. Esse mesmo que se acovardou, sim e fez-se de vítima depois.
Alguém duvida que alguém faria uma cena estranha dessa se não fosse por algo mais forte?
Porque cargas d'água nem ele e nem Felipe fizeram por onde e aceleraram mais que puderam e fizeram por merecer o macacão que vestem? O que importa não é competitividade?
Porque na verdade não honraram a nação pela qual sempre contam com a torcida?
Michael Schumacher sabia do feito, ficou sem graça e daí? Ele era melhor piloto mesmo. Era o grande, o supremo e intocável. O que o diferencia de Fernando Alonso? Para mim nada. Datas diferentes, capachos diferentes, e personalidades diferentes. Só e mais nada.
Eu não vejo esse meticuloso ser manipulador e egoísta chamado Fernando Alonso. Eu vejo um cara mal orientado, isso sim. Ele parece colocado em toda curva de rio. A Ferrari encontrou dois que podem ser manipulados aos montes. Fernando agora é o vilão novamente. E porque? Não sei, eu não o conheço. Se ele não convence a todos como bom moço, para mim ele ganha o Oscar - porque se ele estiver interpretando ele está me convencendo, sim. É vítima pela terceira vez.
E era para eu detestar Fernando sim. Afinal ele "puxou o tapete do Kimi," que não novidade para ninguém que sou fã do finlandês. Não acho isso correto, acho absurdo e acho que nunca houve desrespeito entre os dois o que significa para mim que Fernando não é um Darth Vader.

Porém acho merecidamente ridículo (palavrinha sacana essa...) a atitude descarada da Ferrari. E acho ridículo o comportamento do Felipe. Sim, ele não superou um finlandês inútil e chegado numa vodca? Porque ele não disse no rádio: "Fernando está mais rápido? Me dê mais algumas voltas". Não. Ele se calou, freiou e fez uma cena cínica. Atitude infantil sim. Medrosa mais ainda.
Mas aconteceu hoje? Não. Aconteceu com o Massa, aconteceu com o Rubinho. Todos subjulgados. Kovalainen foi capacho na McLaren e ninguém lembra porque nem sequer conseguia ter forças para ficar próximo do Hamilton... Kimi também foi, por debaixo dos tapetes e todos só lembram de 2007... 
É a lei da selva.
Pois me mostrem a solução e me mostrem o jogo limpo. Onde era possível fazer as coisas certas e sair na vitória? 
Deixar do jeito que estava? Sim, seria um jeito. E acho que era bem possível que se mantivesse assim, mesmo que na largada Vettel pareceu provocar o mundo contra Fernando Alonso.
Mas não foi assim. E a decisão estava nas mãos de Felipe. E ele escolheu o que todos sentem vergonha. E eu pergunto: porquê? 
Será que acusar o adversário é mais fácil na imprensa agora?  Porque será que nunca mostram os defeitos do seus supremos brasileiros e sim só os defeitos dos companheiros? O Mark Webber não tem 1/3 do talento de Felipe (assim diria muitos) e ainda assim do jeito mais brega que se pode pensar, botou pressão e não cedeu para ser o segundão (apesar de ter feito uma corrida apagada na Alemanha). Porque Felipe não pode fazer o mesmo? Ou ele não sabe que coragem nisso o resultado seria um simples novo herói brasileiro? Sim, eu acho que muita gente ia dizer: "ele é o nosso herói!"
É preciso saber que a culpa não é de um, e sim de vários, cada um culpado num ponto. A grande e master é a Ferrari, que depois disso tudo ainda não entendeu que a grande sacada deixa manchas grotescas na imagem dela. Todos têm o direito de detestar o piloto X e o Y, mas ter opinião não é dizer o que todos querem ler e ouvir. Eu tenho os meus argumentos e os outros tem os deles. E pronto. Falar de caráter acho que é algo desmerecedor da maioria que sai na vontade de dizer algo a respeito.
Tenho sim vergonha de gente que gosta de criticar a sujeira da janela do vizinho sem saber que é a sujeira da minha janela que está refletindo no que eu vejo.
Tenho sim mais raiva ainda em saber que quem perde com isso sempre é o esporte.  E nós, trouxas, que ainda ficamos nessa.
Mas quem disse que o mundo é justo? (Antes mesmo: quem disse que somos todos donos da verdade?)
O espaço é de vcs, já sabem.
Abraços afáveis!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Hockenheim à vista... 666

Confesso que acho o nome "Hockenheim" imponente. Mas saindo do mundo da fantasia e pisando no mundo real (cruel que só ele) sabemos que o GP da Alemanha da Fórmula 1 está a caminho.
Hoje - como de praxe - teve lá os costumeiros treinos livres que não significam nada. É mesmo literalmente a tradução de livre: pode acontecer qualquer coisa e mesmo assim não servir muito porque na hora do Treino Classificatório é que o bicho pega. Ou deveria pegar. Na prática, a teoria é outra como já diria uma conhecida.
No primeiro treino Adrian Sutil mostrou as asinhas, de um jeito meigo e SUTIL que só ele sabe fazer.
Mas de pronto Fernando Alonso foi o mais rápido do dia.
Se o banho de sal grosso do Felipe Massa rendeu alguma coisa... Isso eu nem quero saber, porque essas intimidades eu não faço questão, tenho medo e ainda digo: definitivamente precisa de algo mais do que só um sal grosso... Quem sabe, arruda também não ajuda? (rsrsrs...)

Eu nem penso que vai acontecer alguma coisa chocante, tanto no TC quanto na corrida porque anda improvável. Algumas vezes tenho ficado fora do ar em alguns trechos das recentes corridas. Uma fila indiana, objetos na pista, algumas punições bestas (outras não) e assim tudo segue conforme a música.
Música que aliás a Alemanha produz coisas bem legais.
Produz uma seleção de futebol das boas, comidas que agradam meu estômago...
Produz pilotos. E olhe... na pista temos 6 pilotos alemães: Michael Schumacher, Nico Rosberg, Nico Hulkenberg, Sebastian Vettel, Adrian Sutil e Timo Glock.

6

(Só de brincadeira, claro):



* Postagem de 08 de abril de 2009: É a treva... ou não! XD

Abraços afáveis!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

A tarde numa sala de espera

Depois de ficar pouco mais de 4 horas sentada praticamente na mesma posição de um salão de cabeleleiro, ouvindo as coisas mais engraçadas (e porque não bizarras) esperando a minha vez de cortar o cabelo acabei sem forças para fazer uma postagem legal hoje. 
Tem festa infantil hoje a noite (sim, em plena quarta-feira), o que significa que vai rolar alguns petiscos bons. ^^

Ontem acabei por deixar a data do dia do amigo praticamente em branco aqui. Mesmo assim àqueles que não mandei um "oi" aqui vai:


De volta à minha casa, e depois de cortar as madeixas, me acabei de rir, por alguns emails loucos da minha tia. Num deles essa imagem:


E é com ela que me despeço.
Abraços afáveis!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ah, o amor...

A Copa acabou e começou o que realmente não faz diferença na minha vida se não acontecer: O Campeonato Brasileiro. Se um dia, decretarem que não acontecerá o campeonato, devido invasões alienígenas no Tibet ou o que for, eu juro que serei uma daquelas que vai dizer: "e o kiko?"
Mordo na língua mesmo. Copa não é lá o grande evento, ainda mais que aqui no nosso país tupiniquim é motivo de fulgaz patriotismo que não existe quando realmente importa. Exemplo? Eleições! Estão aí e você, quando acorda de manhã para votar (e vota porque é obrigado e vota de manhã para ficar livre disso de uma vez por todas) não encontra ninguém na fila com uma camiseta verde-amarela, seriamente compenetrado em cumprir seu direto civil de democracia, votando num representante responsável em governar o país que tanto ama.
Não. O que você vê nas filas são alguns seres que reclamam da fila quando tem, fazem a constrangedora pergunta: "em quem vc vai votar?" ou ainda te enfiam um papelzinho de propaganda com algum candidato com aquele sorriso no rosto que já declara a dentadura nova.

Ligar a televisão também não anda compensando. As vezes me assusto com a quantidade de assuntos, divididos em 3 partes: 1/3 irrelevantes, 1/3 sobre o goleiro Bruno e 1/3 sobre alguma tragédia do tipo atque terrorista ou ataque da natureza. Lindo, não?

Afim de ler notícias acessei a internet essa tarde e conversando com minha irmã lembramos da Copa. Ela,  torcedora da Espanha e do goleiro Casillas me chamou a atenção para a seguinte notícia:

Namorada do goleiro espanhol Casillas pode posar nua para "Playboy" (MSN Entretenimento)

Homens, uma boa novidade está por vir! Sara Carbonero - a namorada de Ilker Casillas, goleiro da seleção da Espanha - pode estar em fase de negociações com a "Playboy", segundo afirmou a coluna "Gente Boa" do jornal "O Globo".Além disso, se a jornalista esportiva topar posar totalmente nua durante o ensaio para a edição espanhola da publicação, as fotos serão republicadas aqui no Brasil.

Todos viram a demosntração de amor do goleiro pela amada. Uma bela cena eu diria, muito tocante de verdade.


Casillas agradece mãe, pai e irmão pelo pouco que entendo de espanhol. Mas a travada fica por conta de ver quem é a próxima pessoa a receber agradecimentos. Olha ela alí ó.
Bonita atitude do goleiro e tal, muita gente falou que causa da estréia decepcionante da Furia Roja com derrota, foi Iker Casillas estar altamente focado na dona Sara Carbonero localizada bem próximo do gol. Verdade ou não, foi fato na mídia por aí.
Voltando a questão do amor bonito e fofo... A cena é mesmo de deixar aquelas que choram por tudo emocionadas e tocadas. Os homens, alguns, talvez possam ter pensado ou mesmo dito que fariam o mesmo já que a Sara é bonita.
Eu vou ser sincera. A cena fica bonita até as intenções dele. Quando a continuação do take passa para ela a coisa fica sem graça. Ela pode parecer que estava emocionada, mas para mim ela agiu friamente e até chega a afastar o pobre feliz goleiro e se mostra meio envergonhada com o ocorrido quando ele sai de cena. Estranho. No mínimo.
Colocando-se no lugar da digníssima em questão, aqui no Brasil eu não passaria de uma maria-chuteira, correto? Pois bem, acho e sei que posso estar enganada, mas a Sara teve cara e ação de uma maria-chuteira alí naquela aconchegante e meiga cena.

Com a notícia da negociação com a revista Playboy realmente acho desnecessário. Repórter, com carreira e namorada do goleiro salvador da pátria da Copa do Mundo de Futebol e... Precisa de mais promoção que essa? Mais exposição? Desnecessário. Até porque digamos que a cena do beijo soaria bonito mesmo se única exclusivamente fosse acaso o encontro das almas e afinidade, amor e carinho os uniu. Mas os relacionamentos não tardam por ser apenas mídia e promoção de si. 
E eu pensei sobre uma frase: homem é tudo igual só muda de endereço. 
As moçoilas inventaram de queimar sutiãs no passado e agora... Quase beiram a uma inversão de papéis.

Fim dos tempos... E vcs, o que acham?

Abraços afáveis!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Piada que engenheiro entende, matemático prova e físico dá risada

Salvei minha tarde com essa:

Piada que engenheiro entende, matemático prova e físico dá risada:

JESUS

Jesus disse aos seus apóstolos:
- Irmãos, y = ax²+bx+c…
Os apóstolos, confusos, respoderam:
- Mas Senhor… O que é isso?
Jesus disse:
- Apenas uma parábola.


Boa sexta!

terça-feira, 13 de julho de 2010

I wanna Rock! ^^

Em 13 de julho nada melhor do que bater cabelo por aí sem compromisso. Uma singela lista de algumas das coisas que eu ouvi durante o dia:

Metallica - Creeping Death (Live Shit - San Diego 1992)


Sepultura - Roots Bloody Roots


Doro Pesch - Barracuda


Iron Maiden - Fear of The Dark


Depp Purple - Perfect Strangers


AC/DC - Back in Black


Queen - Bohemian Rhapsody


Kiss - Rock 'n Roll all night



Mais algumas cliquem nos links abaoixo:










Black Sabbath - War Pigs (live 1970)


Façam as suas listas! ^^ Ouça um bom rock hoje e não deixe esse espírito morrer! ^^
Abraços afáveis e feliz dia do rock! ^^

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Mais comentários (GP da Inglaterra) e coisas que vc fica feliz em saber

O meu comentário do GP da Inglaterra ainda merece alguns puxões de orelha e/ou comentários. Vou deixar o link para que possamos falar mais sobre e obviamente eu ler o que vcs pensam sobre tbm.


Passeando pelos blogs, no Octeto Racing Team sempre há algo bom para comentar ou se sentir bem em saber. Por lá Ludy postou vídeos de Kimi Räikkönen que no fim de semana se aventurou pelo WRC na Bulgária.
A entrevista:



As vezes basta que se mude os ares e sabemos que fazer as coisas que gostamos e ainda divertir com isso deixa qualquer fã de automobilismo mais revigorado. Porque na F-1 isso parece distante da realidade (pelo menos para mim)?

Abracinhos!

PS: Festa bonita da "Furia Roja" ontem:




Já era de se imaginar... (Eu preferia a Alemanha, porém, nada contra os espanhóis. Os parabenizo e se o mundo não acabar em 2012 - risos - é Alemanha em 2014! ^^)

domingo, 11 de julho de 2010

GP da Inglaterra - Para quê ser politicamente correta?

O que dizer da corrida de Silverstone?
Eu queria fazer um texto bonitinho, mas vou deixar isso de lado.
Com cara de sono já vi uma cena da transmissão da Globo que eu me perguntei pra quê?
A cena? Mark Webber trocando figurinhas com papi Hamilton.
Hum?

Largada... Duas pessoas - minhas duas irmãs: "Mas esse Vettel é uma anta!"
Uma coisa é vc largar mal, outra é vc ter um infeliz de um companheiro do tipo dedo-no-olho. Podem me chamar de ignorante ou o que for. Webber irritou com esse jogo. Segundo piloto sim, e daí? Vai dar de vítima nessa idade, com carinha de "eu-não-teria-renovado-se-Vettel-fosse-o-preferido"???
Fófis... Onde vc estava que não sabia disso?
Essa de "open war" da Red Bull só beneficia cada vez mais a  McLaren. O melhor da equipe foi definitivamente a recuperação de Jenson Button.

Fora isso, um lance normal entre os amigos Kubica e Alonso, rendeu a punição de drive through para o espanhol e que piorou a situação com a entrada do Safety car para retirar uns pedacinhos de asa do De La Rosa. Eu seguiria a corrida sem devidamente uma punição como essa. Mas ... maaaaaaaaaaaas ... Se não pune, é proteção. Faço frente ao comentário de Burti e Reginaldo na trasmissão da Globo. Ultrapassagens sim, mas se qualquer pequena chance e investimento toda, for punida, complica a vontade dos pilotos de buscar a saídas por essa disputa.
A Ferrari tem graves problemas, com Massa nem se fala. A vida dele está tensa. Toda a equipe tem seu reflexo de uma má administração.

O resto? Normal... Apenas Vettel começou a recuperação toda nas últimos voltas. 
Hum. 
Webber e Hamilton como a primeira imagem que eu capitei já prometia. E Rosberg, mostrando que talvez, Michael Schumacher devesse mesmo ficar em casa, cuidando dos filhos, dos cachorrinhos, da esposa e da sua "linda" tez.
Button fez uma boa corrida, chegando em qaurto e guardando pontinhos no bolso e Rubinho - sim ele - em quinto.
Hum.
Eu acho anti esportivo o comportamento de Webber. Não dizendo que Vettel esteja correto, mas acho que há um jogo muito infantil em 3 partes. A equipe que não trava os comentários, Vettel que se põe pronto contra o companheiro e Webber que joga palavras ao vento como se fosse verdadeiramente o rei da verdade.
O que dizer se não que foi uma chatisse?      
E vcs, o que acham?
Amanhã estarei de volta.
Abraços afáveis!

sábado, 10 de julho de 2010

GP da Inglaterra - treino classificatório

Foi ele:


A Alemanha não vence a Copa e disputa essa tarde o terceiro lugar com o Uruguai.
À frente na F-1, o Vettel é o alemão da vez. 
Tomara que seja uma boa corrida.
Abraços afáveis!

***
It was him, today on Silverstone's GP Grid Classification - Pole Position:


Germany did not win the FIFA World Cup and will play this afternoon for third place with Uruguay.

Leading the F-1, Sebastian Vettel is the German time.

Hopefully it will be a good race.

Friendly hugs!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Vergonha alheia

Essa semana eu fiz algumas coisas que até me deixaram com medo.

Primeiro, na terça-feira eu tinha que sair, me arrumei, arrumei meus materiais para ir na aula de italiano e optei por esperar dar a hora de sair... Mas do nada sentei com o laptop de minha irmã no colo e fui olhar emails. Eu tinha feito isso a 3 horas atrás, mas foi bom por que havia um email urgente de uma colega pedindo um relatório meu para ser enviado, pois a professora tinha avisado pela manhã que não iria aceitar o dela.

Enviei o email, a tempo.

Segundo. Eu não entendo muito de futebol. Crua ao extremo, as vezes até falo umas bobagens dignas de meus neurônios femininos. E claro, futebol é bom por outros fins que não vou comentar.

Falei a semana quase inteira que a Espanha venceria a Alemanha, repetindo a EuroCopa. Sim. Minha irmã besta, negou a hipótese. E eu torcedora da Alemanha, temi a Fúria e sabia que seria ridículo, sendo que a Espanha venceu sempre com um mísero gol e faria o mesmo com a Alemanha e todos a chamariam de "A seleção". Nada contra os espanhóis. Eles e os portugueses são os responsáveis pela minha existência.

Perdi meu tempinho jogadano sofá vendo o infeliz jogo de ontem e acertei a porcaria do resultado. Eu devia ter ficado lendo, desenhando... Se eu já sabia o que ia acontecer, ainda dei murro em ponta de faca, torcendo para a Alemanha virar o jogo. Em vão. Eu e o tal polvo Paul levantamos o cartaz:

I knew it!

Terceiro. Ontem mesmo eu estava lendo o que o pessoal posta no twitter. Eu nunca tenho o que dizer que realmente seja útil, mas fico lá por que sempre as pessoas se revelam nesse site de uma forma, que até Deus duvidaria. É quase um estudo de caso, da sociedade internauta. ^^

Percebi antes do jogo que eu por alguma infelicidade do destino seguia Nelsinho Piquet. Vendo que nada de útil ele escreve, e que acumulando coisas na página principal ele estava, decidi clicar em "unfollow". Nada me acrescentaria se o mantesse lá. Saí do twitter depois das 17:30 de ontem e não voltei à internet.

Hoje, por um milagre não fui acordada por uma vizinha louca que "canta" (ou seria "grita"?) toda manhã das 7 às 8 horas, no corredor, no rumo da minha janela.

Levantei, tomei café, arrumei o quarto e sentei aqui. Primeiro email da minha irmã:


Nelsinho Piquet não esperava que uma brincadeira entre amigos virasse hit instantâneo na internet. Na noite desta quarta-feira (7) o automobilista brasileiro resolveu transmitir ao vivo uma festinha privê em sua casa, e não poupou vexames em frente a webcam. Embriagado, falou com os internautas que interagiam pelo Twitter e até divulgou números de telefone de seus amigos, para que os espectadores ligassem.

"Tomei apenas duas taças de vinho e já estou alterado", disse. E não parou por ai: ele também prometeu que, quando 5 mil pessoas estivessem online assistindo, ele tiraria a roupa...

Enquanto isso, seus pais - o ex-piloto Nelson Piquet e a ex-modelo Sylvia Tamsma - dormiam em outro cômodo da casa: "Parem de fazer barulho", ele pede aos convidados. Parece que não deu muito certo...

Agora está bem explicado porque eu decidi repentinamente em não seguir a "pessoa".

Abraços afáveis! 


Post in english: here

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Os tempos estão mudados...


Cristiano Ronaldo foi clicado num hotel em Nova York com as unhas dos pés pintadas. #momentomedo
[Cristiano Ronaldo was clicked on a hotel in New York with his toenails painted. #fearmoment]

terça-feira, 6 de julho de 2010

Aaaaaah, o amor sincero e nada interesseiro

Simples exemplos de amor sincero:
(Simple example from sincere lovers)












Boa terça!
Abraços afáveis!
(Good Tuesday! - Lovely Hugs!)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Quase férias (Almost Vacation)

Dia 9 agora eu entro de "férias" da universidade. Depois de um semestre que sinceramente, cada vez que passa mais um sinto que há um cheiro de desmotivação no ar. Pode ser por exagero meu, pode ser por uma vontade de coisas novas - e no quinto período as coisas que se ouve são as mesmas de sempre. Pode ser também que iniciar estágio de observação de uma professora na rede pública tenha me deixado completamente desmotivada. E o pior é que agosto em diante o pesadelo toma uma forma monstruosa: O estágio será de regência. Não que tenha sido o pior pesadelo da vida, mas com certeza não é um mar de rosas. Não quando se depende desse MEC que temos aí. 
Fora isso, imaginem um ser bem magrelo, de míseros 150 cm ministrando aulas chatíssimas de história!? E corro o risco de pegar 10 aulas sobre Ditadura Militar no Brasil... Torci tanto para que fosse Segunda Gerra Mundial. Tenho 7 aulas preparadas sobre o tema que modestamente são muito boas aulas. Mas parece que não vamos ser felizes na intenção do calendário da escola, com as minhas intenções. 
O resumo do semestre? Consegui uma professora orientadora para minha futura monografia para ser entregue no nono período. Estou meia estrada caminhada. Ela é uma pessoa formidável e muito agradável. Já conversamos pouco, mas o suficiente para detalhar que temos sintonia. 
Dessa vez não tive uma professora careca que no seu prazer anti-ético me fez crescer cabelos brancos. Mas um professor daqueles bem ignorantes deu sermões gratuitos sobre a mesquinhês de meus colegas, que por sinal não estavam na sala nesses instantes. Ouvi o que não precisava e engoli metade de seus comentários sem poder apropriá-los. Ele mesmo, tão ignorante que é, critica os próprios colegas, depreciando o intelecto de todos. A maior inimiga? A minha orientadora. Um parabéns à ele. A ignorância dele é tamanha, que serve de exemplo: de como NÃO deveremos ser.
De coisas angustiantes, me bastaram a greve de professores na rede pública justo quando começaria minhas observações na escola. Não me bastaram e quase me mataram uns novatos na universidade que moram em Araguari - e infelizmente tiveram o prazer de tornar o ônibus de ida e volta para casa, um verdadeiro inferno. De gritos e conversas medíocres, chegamos na Copa com vuvuzelas e sirenes de polícia em plena 6:00 horas da manhã. 
Eu temo a nova geração. E muito. 
E olha que não sou velha o suficiente para falar isso. 

Falo então de quê? Ah, sim de minhas férias. 9 de julho à 9 de agosto = exato um mês.
Sempre sinônimo de ficar de molho, hoje chegando mais cedo em casa fui observar as coisas que devem ser feitas a partir de sexta sem falta - e terminadas dia 10 de agosto no mais tardar.

- Tenho 4 livros que possam ser auxiliares para montar o tema (pelo menos o tema) da minha monografia, para ler;
- 7 literaturas "divertidas" (ou "descompromissadas") empilhadas no armário, recém compradas ou ganhadas que precisa ser lido antes que virem casa de poeira;
- Dar uma geral no armário - roupa que não usa para os que precisam e outras coisinhas que lá estão enão deveriam estar...;
- Arrumar o armário de objetos da faculdade... Tarefa não fácil nunca;
- Dois momentos em duas coisas que me fazem ser eu mesma: estudar guitarra e pintar/desenhar - a primeira precisa ser feita intensamente, porque está em aberto a possibilidade dessa que vos escreve fazer uma apresentação de blues (super simples) ou o tema do Poderoso Chefão numa livraria aqui da cidade, dia 30 de julho (socorro!!!!) e pintar e desenhar tem sido algo muito legal da qual passo horas fazendo e não me canso. Não tenho um pingo de talento em nenhuma dessas situações, mas é onde eu estou comigo e mais ninguém (ainda mais numa casa que todos estão sempre dependo um do outro para tudo);

* Fourth Dimension  - 20 x 20 cm (05 - 10 - 2010 / by Manu)

O mais importante ainda não foi dito. Tenho deixado de lado o contato com muitos de meus amigos, por não ter mais uma vez controlado meus horários. É nessas férias que vou dar à eles a devida atenção que merecem. E claro, ter em mente que semestre que vem eu preciso de organizar mais as coisas e esperar que o tempo me ajude nessa missão também.

Uma excelente segunda-feira à todos!

***

Day 9th now I will be on "vacation" from the university. After a half year, that honestly, everytime in one spended, I most feel there is a "smell in the air" of discouragement. It may be overkill for me, it could be a desire for new things - and the fifth period (on college) the things you hear are the same as always. May also my start in observation stage of a teacher in public schools has left me completely unmotivated. What's worse is that in August on the nightmare takes a monstrous form: The stage will be conducting class. Not that it was the worst nightmare of life, but it sure is not a bed of roses. Not when it depends on that Ministry of Education that we have here.

Otherwise, imagine being a very skinny girl, a measly 150 cm teaching boring history!? And run the risk of taking 10 classes on the military dictatorship in Brazil ... I hoped so much so that it was the Second World War. I have prepared seven classes on the subject and are very good modestly classes. But it seems that we will not be happy with the intention of the school calendar, with my intentions.

The summary of the semester? Got a guiding teacher for my future monograph to be delivered in the ninth period on college. I'm half road walk. She is a formidable and very nice perosn. We've talked little, but enough to detail that we tune.

This time I not had a teacher who is bald and in pleasure unethical made me grow white hair... But I have a teacher who gaves those ignorant and free sermons on the pettiness of my colleagues, who incidentally were not in the room at these times. I hear what is not needed and swallowed half of his comments without being able to appropriate them. Himself, so ignorant that is critical of their own colleagues, belittling the intellect of all. The biggest enemy? My advisor.
A congratulations to him. The ignorance of it is such, that serves as example of how we should NOT be.

Distressing things, it only took me a strike of teachers in public just as begin my remarks at school. It is not enough and I almost killed a novice at the University who live in Araguari - and unfortunately had the pleasure of making the bus and return home, a living hell. Screams and talks mediocre, it arrived at the World Cup now with vuvuzela and police sirens at full 6:00 in the morning on my ears.

I fear the new generation. A lot.

And look: I'm not old enough to speak it.

I was speaking...? Ah yes: my vacation. July 9 to August 9 = exact a month.

Vacation - Always synonymous be in free time, arriving earlier today at home I notice things that should be made from Friday without fail - and finished 10th of August at latest.


- I have four books that may be ancillary to mount the subject (at least the issue) of my monograph, to read;

- 7 literatures for "fun" (or "uncommitted") stacked in the closet, newly bought or won that needs to be read before becoming a home to dust;

- Give a general in the closet - clothes that do not use to those who need and other things that are there should be and shoud not be ...;

- Arranging the objects of the college closet ... Task is not never easy;

- Two times two things that make me be myself: to study guitar and paint / draw - the first to be made intensely because it is an open the possibility that I 'll make a presentation of blues (very simple) or the theme of "Godfather" in a bookstore here in my town, July 30 (help!!!!) and painting and drawing have been something pretty cool which I spend hours doing and not get tired. I do not have a talent in any of these situations, these arts but I am me and nobody else (even in a house that everyone is always depend on each other for everything);

More important still was not said. I left out the contact with many of my friends, for not more than once checked my schedule. It is this holiday that I'll give them the attention that they deserves. And of course, I'll keep in mind that next semester I need to organize more things and wait for time to help me in this mission too.

A great Monday to everyone!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Uma piada para uma quinta-feira

Estou tentando finalizar um semestre da faculdade em uma semana: esta. Foram dois relatórios e uma prova. A última prova é amanhã. Até que eu encontre tempo para dedicar minhas tão fadadas vontades aqui no blog, deixo uma piada supimpa para quase terminar a semana:


É preciso sempre prestar a atenção nos momentos antipáticos para retiramos desses momentos as boas respostas.
Apenas isso!
Abraços afáveis!