quinta-feira, 8 de julho de 2010

Vergonha alheia

Essa semana eu fiz algumas coisas que até me deixaram com medo.

Primeiro, na terça-feira eu tinha que sair, me arrumei, arrumei meus materiais para ir na aula de italiano e optei por esperar dar a hora de sair... Mas do nada sentei com o laptop de minha irmã no colo e fui olhar emails. Eu tinha feito isso a 3 horas atrás, mas foi bom por que havia um email urgente de uma colega pedindo um relatório meu para ser enviado, pois a professora tinha avisado pela manhã que não iria aceitar o dela.

Enviei o email, a tempo.

Segundo. Eu não entendo muito de futebol. Crua ao extremo, as vezes até falo umas bobagens dignas de meus neurônios femininos. E claro, futebol é bom por outros fins que não vou comentar.

Falei a semana quase inteira que a Espanha venceria a Alemanha, repetindo a EuroCopa. Sim. Minha irmã besta, negou a hipótese. E eu torcedora da Alemanha, temi a Fúria e sabia que seria ridículo, sendo que a Espanha venceu sempre com um mísero gol e faria o mesmo com a Alemanha e todos a chamariam de "A seleção". Nada contra os espanhóis. Eles e os portugueses são os responsáveis pela minha existência.

Perdi meu tempinho jogadano sofá vendo o infeliz jogo de ontem e acertei a porcaria do resultado. Eu devia ter ficado lendo, desenhando... Se eu já sabia o que ia acontecer, ainda dei murro em ponta de faca, torcendo para a Alemanha virar o jogo. Em vão. Eu e o tal polvo Paul levantamos o cartaz:

I knew it!

Terceiro. Ontem mesmo eu estava lendo o que o pessoal posta no twitter. Eu nunca tenho o que dizer que realmente seja útil, mas fico lá por que sempre as pessoas se revelam nesse site de uma forma, que até Deus duvidaria. É quase um estudo de caso, da sociedade internauta. ^^

Percebi antes do jogo que eu por alguma infelicidade do destino seguia Nelsinho Piquet. Vendo que nada de útil ele escreve, e que acumulando coisas na página principal ele estava, decidi clicar em "unfollow". Nada me acrescentaria se o mantesse lá. Saí do twitter depois das 17:30 de ontem e não voltei à internet.

Hoje, por um milagre não fui acordada por uma vizinha louca que "canta" (ou seria "grita"?) toda manhã das 7 às 8 horas, no corredor, no rumo da minha janela.

Levantei, tomei café, arrumei o quarto e sentei aqui. Primeiro email da minha irmã:


Nelsinho Piquet não esperava que uma brincadeira entre amigos virasse hit instantâneo na internet. Na noite desta quarta-feira (7) o automobilista brasileiro resolveu transmitir ao vivo uma festinha privê em sua casa, e não poupou vexames em frente a webcam. Embriagado, falou com os internautas que interagiam pelo Twitter e até divulgou números de telefone de seus amigos, para que os espectadores ligassem.

"Tomei apenas duas taças de vinho e já estou alterado", disse. E não parou por ai: ele também prometeu que, quando 5 mil pessoas estivessem online assistindo, ele tiraria a roupa...

Enquanto isso, seus pais - o ex-piloto Nelson Piquet e a ex-modelo Sylvia Tamsma - dormiam em outro cômodo da casa: "Parem de fazer barulho", ele pede aos convidados. Parece que não deu muito certo...

Agora está bem explicado porque eu decidi repentinamente em não seguir a "pessoa".

Abraços afáveis! 


Post in english: here

Um comentário:

Ron Groo disse...

É, pode ser... Mas o povo Paul vai virar paella nas mãos dos alemães, já você a gente proteje...