terça-feira, 28 de outubro de 2008

Dica...


Oi gente!
Chega de postagens polêmicas né? Vamos à coisas mais agradáveis ou mais fáceis de lidar.
Andei meio sem idéias criativas para postar. Tive algumas hoje mas o tempo não convém com que eu me empenhe em fazer um texto agradável.
Vou à coisas mais fáceis de escrever.

Hoje vou postar uma dica e aceito se alguém quizer postar outra. Por favor, fiquem a vontade!^^
Eu sou uma fã de heavy metal como alguns já sabem. Embora algumas vertentes do metal não me agrade 100%, posso apreciá-los quando necessariamente dão esse espaço. Música boa é música boa independente do estilo. Também não sou assim tão radical né? XD
Enfim, algo que nunca me agradou muito é o chamado Nü Metal (ou new metal). Cito os exemplos de banda com esse tipo de som: Korn, Linkin Park, Limp Bizkit e Slipknot.
Dessas, a única que eu poderia ouvir sem reclamar era Slipknot. Por dois motivos extras: o vocal é mais agressivo tendendo ao metal cru mesmo (além de Corey Taylor ser um grande front man) e por ter dois guitarristas e um baterista de dar inveja à muito músico por aí. Pois bem. Era e é uma banda de Nü Metal de atitude sem medo de serem felizes, criativos acima de tudo.
Mas não era fã. Apenas respeitava. Até numa época achei muito modinha e então comecei e procurar defeitos. Ainda assim não poderia ser totalmente desprezado.
Enfim em agosto saiu novo álbum deles: "All Hope is Gone".
Procurei saber da banda a um tempo atrás pelas máscaras. Na época o cd "Iowa" vendia como água. Máscaras que dão medo, sim. Mas soava como jogada de marketing. E eles mudaram, renovaram e agora depois de quatro anos sem nada novo.
All Hope is Gone: Um álbum que supera espectativas!
Posto enfim dois dos vídeos já lançados por eles para esse álbum: Psychosocial e Dead Memories.


Slipknot - Psychosocial:


Slipknot - Dead Memories:


Há uma música, em todo o cd, particularmente boa. Uma quase balada. Um primor a ser ouvido com muita atenção. Postarei ela em uma outra oportunidade. ^^
Enquanto isso deixo aqui as letras caso alguém queira dar uma olhada:

http://letras.terra.com.br/slipknot/1287891/

http://letras.terra.com.br/slipknot/1311120/

Comentem e tenham uma ótima semana!^^

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Sendo realista...


Eu prezo por respeito mútuo. Até, e principalmente, por rivais.
Uma das coisas que mais me chateava, e hoje me causa ódio e um temperamento beirando ao de um homicida é a injustiça.
Eu poderia ficar horas e horas citando exemplos de injustiças espalhadas pelo mundo. Inúmeros casos detalhados na história desse planeta. Só na rua onde moro encheria uma mão de coisas injustas. Muita gente pode contar fatos recentes injustos vistos pela tv. Uns ligam, outros nem dão importância. É aquele negócio: se não me afeta diretamente, não tem por que me preocupar. Eu brigo. Discuto. Não é comigo?Então defendo pontos de vista para mudar.
Mas o fato é o respeito.
Na madrugada de sábado para domingo eu vi uma cena que eu já saberia que seria tratada como normal, corriqueiro por muitos.
Uma das minhas grandes paixões, em termos de passatempo, é assistir Fórmula 1. Fui fã de Mika Hakkinen. Hoje sou fã de Kimi Räikkönen e Nick Heidfeld. Porém tenho muito respeito por outros demais pilotos que por lá passaram ou por lá competem ainda.
Talvez tenha sido mais ferrenha em termos de torcida por esses dois últimos caras, pois deles sei e acompanhei desde que colocaram os pés estreantes por lá. Mas nunca torci a ponto de ficar saltitando no sofá assistindo a uma corrida. Sempre fui muito tranqüila quanto à torcida, sempre analisei as circunstâncias e preponderei. Só ano passado torci. Torci por justiça, e ela se fez!
Kimi já não tem mais chances no campeonato deste ano. Seu companheiro brasileiro Felipe Massa é o único a “poder” ameaçar o lugar do líder atual Lewis Hamilton.
Não quero comentar da índole de nenhum deles. Não cabe a mim julgar todos os firmamentos que os levaram à suas devidas funções e principalmente se são ou não bons profissionais.
Acho corriqueiro na minha postagem de hoje relatar isso. Cada um com sua especialidade e habilidade em seu dado momento. Não sou fã de nenhum e mal sei falar da carreira do atual líder. Sobre o Massa sei apenas o seu começo apagado até então. Se ele evoluiu não evoluiu, se foi bom ou não foi eu não quero comentar. Não quero parecer injusta pelo fato de estar sobre uma forte emoção ao escrever.
Kimi é um grande homem. Mas eu não o conheço a ponto de defini-lo com certeza sua pessoa. Ele me passa ser um cara de caráter.
Sou boa nisso. Todas as pessoas com que me envolvi e não retribuíram algo positivo tiveram um curso que comprovavam o que eu premeditei. Pessoas que eu “não fui com a cara” comprovei depois sua má fé, magoando pessoas próximas.
Kimi, para mim, não é nem de longe o carinha insensível que é pintado na imprensa. Ele é sim frio, porém nem de longe um robô. Ele apenas é um cara tímido que fala pouco. É tratado assim mesmo. Sou exatamente como ele com pessoas que não conheço. Sou fria e para não parecer totalmente frágil pela timidez tenho como opção a seriedade. Passo por mal humorada em dois tempos. Demora criar intimidade. Sendo ele europeu e finlandês imagino que seja ainda mais difícil.
Foi questionado se, por fim, não podendo mais ser bicampeão nesse campeonato, se ele ajudaria seu companheiro Massa. Ele respondeu como ele deveria: “devemos esperar as circunstâncias”. E assim foi dito em todo lugar que era medíocre e egoísta.
Até aquele dado momento tudo era possível, ele poderia recuperar. E mesmo que não recuperasse, ele devia satisfações a sua equipe Ferrari primeiro e depois à imprensa. Até aquele dado fato a equipe não havia decidido nada.
GP do Japão: Kimi largou na segunda posição no grid, creio eu que ele esperava Massa a sua frente o que não ocorreu. A corrida que se seguiu para mim mostrou apenas quem era decentemente piloto em pista. Os que se “deram bem” eram os nomes que merecem os nomes de PILOTOS. Digo por que: Pilotos são compostos de habilidades, raciocínio rápido, lógico e preciso e psicológico (além do carro que varia de equipe para equipe). Pilotos afoitos são dados como perigosos e com razão. A seqüência de erros dados durante as 67 voltas, pelos líderes do campeonato, foram vergonhosos. Vergonhosos pelo simples fato de não ter uma justificativa aparente para tanta falta de razão. Errar é humano? Sim. Até a FIA analisou um dos erros e puniu o mais fraco (Sebastien Bourdais) injustamente. (Mais uma vez injustiça!) E então errou também!
Águas passadas e ninguém mais se lembra de tudo aquilo. Erros são feitos para esquecer... Discordo! São feitos para se aprender com eles e não os repetir!
GP da China, uma semana depois: Kimi faz o mesmo segundo tempo esperando seu companheiro que fica só em terceiro. Massa vinha bem e não sei por que cargas d’água não havia rendimento na disputa para Pole Position.
O inconseqüente Hamilton foi o primeiro. Na largada não cometeria os mesmos erros do GP do Japão por que se não a vida dele estaria na boca do sapo...
A largada foi o de esperar. Kimi se mostrou em toda a corrida superior a Massa. Todo o tempo. Eu vi a corrida, não é proteção ao Homem de Gelo. Enfim, Kimi fez o inesperado. Vendo que o Massa nem sequer deu-se o trabalho de pisar fundo e lutar para passá-lo logo depois da segunda parada nos boxes, Kimi desacelerou pelo companheiro. Demorou um número razoável de voltas que Massa o alcançasse. Perdeu 15 segundos de desvantagem para o líder Hamilton. Fez, o que talvez nenhum campeão mundial faria pelo companheiro que até então a posição mais favorável que já teve em fim de campeonato na Fórmula 1 foi um terceiro lugar me 2006. Kimi foi duas vezes vice e não tem nenhuma posição abaixo de nono lugar em sua carreira de oito anos na F1. Isso que ficou em nono quando estreou na Sauber em 2001.
Desvio o assunto quanto ao fato da “equipe Ferrari mandou”... Mandou e ele poderia muito bem ter dito que não. Oras, ele não é o Homem de Gelo, o cara insensível???
Eu esperava uma cena mais bonita no fim da corrida, os companheiros se definindo como companheiros antes do pódio. O que vi foi uma cena de “nada x nada” de ambos. Kimi declarou feliz pelo feito, depois em entrevista. Procurei mas Massa nada disse sobre. Houve quem escrevesse que Massa declarou que passou Kimi “no braço!”... Não tenho fontes disso e quero muito que seja uma coisa inventada, pois isso me faria sentir vergonha de ser brasileira como o Massa.
Pergunto-me se Massa vier a ganhar o campeonato aqui no Brasil no próximo mês, dia 2 de novembro e Kimi repetiria a ajuda, se assim as circunstâncias se apresentassem, SE a imprensa brasileira daria o devido valor ao finlandês. Sinceramente? Não. Diriam a maioria de forma estúpida que não fez mais nada mais que a obrigação. Quando era Rubens Barrichello ajudando Michael Schumacher era totalmente absurdo e injusto...
Eu, vendo aquela ajuda, (por que foi uma bela ajuda, pois Massa não chegaria ao Kimi por força própria, teve 56 voltas para isso e não rendeu...) me lembrei de uma cena de um dos filmes quem mais amo: O Senhor dos Anéis e o Retorno do Rei. Os personagens Sam e Frodo precisam chegar até a Montanha da Perdição e jogar o Um Anel no fogo de seu vulcão promovendo sua destruição.
Frodo desmaia pelo fardo que é carregar o Um Anel. Ele foi designado àquela função. Segue-se um diálogo entre Sam com Frodo em seus braços. Sam comenta do Condado (onde vivem) falando se suas belezas, e ele pergunta a Frodo se ele também consegue imaginar como será a primavera lá. Frodo relata que está na plena escuridão e não consegue ver mais nada a não ser as trevas. E Sam olhando para a Montanha sabendo o que é necessário para acabar com o sofrimento, diz: “Se eu não posso carregá-lo para o senhor ( nota: o Um Anel), posso carregar o senhor Frodo”, e assim Sam o carrega até o fogo da Montanha.
Então... O que seria de uma conquista sem as ajudas? E por que afinal de contas gostamos de menos prezar essas ajudas quando conquistamos o esperado e nem sequer deixamos claro que somos gratos? Por que há críticas às coisas que não lhe convém?


segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Querer é poder?


Semana passada fiquei em casa todo o tempo. Recesso na universidade.
Confesso que precisava passar um tempo aqui. "Mamis" precisava de um "help", afinal se nada faço, posso, ou melhor: DEVO ajudar.
Desde o início do semestre na faculdade algo acontece com freqüência.
Devo confessar, demorei para perceber tal coisa. Mas estava lá todo tempo.
Semana passada dos 3 dias restantes antes do recesso, tive contato com a "rotina" apenas em um desses dias. Os posteriores pareceram como que faltava algo.
Minha semana seguinte, depois de eleições, eram dias de descanço em casa como ostra em sua concha. Cumprindo com minha vontade/dever.
Na semana seguinte tudo voltaria a ROTINA.
E hoje a "rotina" não veio. Novamente parecia que faltava algo.
Minha aula acabou muito cedo e meu amigo pediu para que eu fosse esperá-lo para irmos lanchar juntos. Enquanto o esperei, pensei comigo que aquilo era uma espécie de sinal.
Não sou uma criatura mística, embora eu por vezes acredito nessas coisas, mas dentro de seus limites.
Algo "estalou" na minha mente e percebi que mesmo eu me sentindo bem com aquela "rotina" ela não veio para fazer parte da minha vida.
Se existe destino, a estrada dele caminhou por um atalho. Mas não um atalho onde se chega mais rápido e sim um atalho que não leva ao verdadeiro DESTINO. Leva à outro lugar que não sei qual. Não houve curso natural das coisas. Não foi o seu plano. Não foi meu pedido.
Coisas mundanas eu sempre consegui. Era só eu pensar e já estava em minhas mãos. Algumas gastaram tempo e/ou maturidade. Mas todas tiveram valor e conquista. Custaram mas não doeram. Outras nem custaram.
Mas em um ponto específico eu nunca consegui o que queria. E nessa "rotina" de início de semestre vislumbrei uma possível conquista. Mas ela não apareceu hoje e naqueles 3 dias.
E não sei o que foi exatamente, mas isso simbolizou a minha "derrota". Mais uma vez a frase ecoou como em todas outras vezes: "Não era para ser". Tentei mais uma vez dando uma segunda chance mesmo o racional me puxando a perna. Chutei ele longe e corri atrás da "rotina", onde ela poderia estar. E comprovei. "Não era para ser".
Então, querer é poder?...
...Nesse caso, não para mim!

*Construa pontes e não cercas em sua vida!(by Manu)*

Abraços à todos!

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Crying In The Rain





A-Ha é uma banda norueguesa de synthpop (Pop sinfônico) formada em 1982 pelo vocalista Morten Harket, o guitarrista Paul Waaktaar-Savoy e o tecladista Magne Furuholmen.

Quem nasceu na década de 80 sabe bem quem são. Mesmo eu tendo nascido dois anos depois de ter estourado o hit "Take On Me" na Europa, lembro-me pelas minhas irmãs que eram pré adolescentes na época e eram fãs, e até hoje, e mesmo não sendo meu estilo favorito de música, curto muito essa banda em suma suas músicas mais antigas.

Essa postada, embora não seja composição do trio norueguês( a música e a letra são de Carole King e Howie Greenfield) ficou excelente na voz de Morten.
Bons tempos!
*Abaixo a letra!

Crying In The Rain (A-Ha)

I'll never let you see
The way my broken heart is hurting in me
I've got my pride and I know how to hide
All my sorrow and pain
I'll do my crying in the rain

If I wait for stormy skies
You won't know the rain from the tears in my eyes
You'll never know that I still love you so
Only heartaches remain
I'll do my crying in the rain

Raindrops falling from heaven
Could never take away my misery
Since we're not together
I pray for stormy weather
To hide these tears I hope you'll never see

Someday, when my crying is done
I'm gonna wear a smile and walk in the sun
I may be a fool but 'till then
Darling, you'll never see me complain
I'll do my crying in the rain

Since we're not together
I pray for stormy weather
To hide these tears I hope you'll never see

Someday when my crying is done
I'm gonna wear a smile and walk in the sun
I may be a fool but till then
Darling, you never see me complain
I'll do my crying in the rain ...

Grande abraço pessoas!



quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Jogo dos Sete... ^^




Vi esse "jogo" no blog da minha amiga Andie.
O intuito é responder e desafiar outros blogueiros a fazer o mesmo.
Não vou indicar ninguém por que nem sei se realmente têm tempo para isso. Quem quiser responder sinta-se à vontade. Pode usar o blog de vcs ou mesmo os comentários aqui se quiserem.

Por mais bobinho que pareça é relaxante e por incrível que pareça não só outros, mas vc mesmo descobre coisas a respeito de vc.

Estão aí minhas respostas:

Sete coisas que faço bem?

1- fazer as pessoas rirem;2- panquecas e omeletes;3- organizar, seja o que for;
4- ler manuais e fazer algo funcionar;5- ouvir;6- defender argumentos (quando são verdadeiros);
7- formular piadas para zuar com a cara de alguém – sem ser grosseira;

Sete coisas que não faço e não sei fazer?

1- sair puxando conversa com desconhecidos;2- mostrar facilmente meus sentimentos;3- deixar de ficar com vergonha de muita coisa;4- jogar e injustamente perder;5- ficar calada quando não devo;6- não perder a paciência com minha irmã mais velha;7- fazer algo que prejudique alguém, um bicho ou a natureza;

Sete coisas que me atraem no sexo oposto?

1- olhos;2- bom humor com um toque de timidez;3- me compreender e tratar-me como igual;4- inteligência;5- bom gosto;6- otimismo;7- saber falar/conversar bem;
Sete coisas que não suporto no sexo oposto?

1- palavrões em momentos sem necessidade;2- folga;3- risadas escandalosas;4- ser fanático por algo e achar que o mundo gira em torno daquilo;5- promiscuidade;6- ego dilatado;7- falta de senso crítico;

Sete coisas que digo com freqüência?

1- “nó...pior!”2- “gente, que horror!”3- “depois dessa eu posso morrer que já vi de tudo nessa vida!”4- “Deus é pai!” ou “Pai celeste!”5- “aaff...”6- “excelente”;

7- “foi isso mesmo que eu ouvi??”

Sete atores/atrizes que gosto?

1- Jim Carrey;2- Elijah Wood;
3- Viggo Mortensen;4- Johnny Depp;5- Alan Rickman;6- Daniel Day-Lewis;7- Cate Blanchet;

Sete pessoas do meio artístico que detesto?(*Detesto é meio forte, então prefiro dizer que não me simpatizo hahahaha!XD)

1- Débora Secco;
2- Stuart Townsend;3- Sarah Michelle Gellar;4- Xuxa;5- Sandy e Júnior; * tem como separá-los??Não...6- Ivete Sangalo;7- Galvão Bueno;

Sete filmes que eu detestei?

1- Onde os Fracos Não Tem vez;2- Super Bad – É Hoje!;3- American Pie;4- O Apanhador de Sonhos;5- Chicago;6- Jurassic Park 3;7- Segundas Intenções;

Sete filmes que adoro?

1- O Senhor dos Anéis (trilogia);
2- Edward – Mãos de Tesoura;3- Curtindo a Vida Adoidado;4- Á Espera de Um Milagre;5- Senhores do Crime;6- Ace Ventura 1 e 2;7- De Volta para o Futuro (trilogia);
Sete livros favoritos?

1- O Senhor dos Anéis (volume único) – J.R.R.Tolkien;2- Silmarillion – J.R.R. Tolkien;3- Navegando – Rubem Alves;4- Às Margens do Rio Piedra Sentei e Chorei – Paulo Coelho;
5- O Etrusco – Mika Waltari
6- Entrevista com Vampiro – Anne Rice;7- Séries Harry Potter;

Sete bandas/cantores(as) que fazem muito sentido na sua vida?

1- Nightwish;2- Metallica;3- Iron Maiden;4- Helloween (antigo);5- Pearl Jam;6- Stratovarius;7- Blind Guardian;
Sete constatações inúteis pros outros?

1- Se eu ficar uma noite sem dormir vou morrer;2- Kimi Räikkönen não tem mais chances no campeonato de Fórmula 1 desse ano só porque apostei nele;3- Eu preciso mudar as coisas que ando pensando;4- Preciso parar de falar demais;5- Se eu continuar a ficar tensa por qualquer probleminha, terei um treco;6- O show do Nightwish em novembro vai ser magnífico!;7- Preciso de um namorado;
Sete coisas estranhas que eu acho que só eu faço?

1- Assitir Fórmula 1 brigando com o Galvão como se ele me ouvisse;2- Dançar músicas de Heavy Metal;
3- Dormir ao som de músicas pesadas;4- Querer morar na Finlândia e estudar sobre o país;5- Ou namorar um finlandês;6- Achar que tudo tem uma solução p/ os outros, mas quando é comigo eu não vejo nenhuma solução;7- Querer parar de tomar coca-cola, mas não resistir a um copo todo dia depois das refeições;

Grande abraço pessoas!!^^