terça-feira, 21 de outubro de 2008

Sendo realista...


Eu prezo por respeito mútuo. Até, e principalmente, por rivais.
Uma das coisas que mais me chateava, e hoje me causa ódio e um temperamento beirando ao de um homicida é a injustiça.
Eu poderia ficar horas e horas citando exemplos de injustiças espalhadas pelo mundo. Inúmeros casos detalhados na história desse planeta. Só na rua onde moro encheria uma mão de coisas injustas. Muita gente pode contar fatos recentes injustos vistos pela tv. Uns ligam, outros nem dão importância. É aquele negócio: se não me afeta diretamente, não tem por que me preocupar. Eu brigo. Discuto. Não é comigo?Então defendo pontos de vista para mudar.
Mas o fato é o respeito.
Na madrugada de sábado para domingo eu vi uma cena que eu já saberia que seria tratada como normal, corriqueiro por muitos.
Uma das minhas grandes paixões, em termos de passatempo, é assistir Fórmula 1. Fui fã de Mika Hakkinen. Hoje sou fã de Kimi Räikkönen e Nick Heidfeld. Porém tenho muito respeito por outros demais pilotos que por lá passaram ou por lá competem ainda.
Talvez tenha sido mais ferrenha em termos de torcida por esses dois últimos caras, pois deles sei e acompanhei desde que colocaram os pés estreantes por lá. Mas nunca torci a ponto de ficar saltitando no sofá assistindo a uma corrida. Sempre fui muito tranqüila quanto à torcida, sempre analisei as circunstâncias e preponderei. Só ano passado torci. Torci por justiça, e ela se fez!
Kimi já não tem mais chances no campeonato deste ano. Seu companheiro brasileiro Felipe Massa é o único a “poder” ameaçar o lugar do líder atual Lewis Hamilton.
Não quero comentar da índole de nenhum deles. Não cabe a mim julgar todos os firmamentos que os levaram à suas devidas funções e principalmente se são ou não bons profissionais.
Acho corriqueiro na minha postagem de hoje relatar isso. Cada um com sua especialidade e habilidade em seu dado momento. Não sou fã de nenhum e mal sei falar da carreira do atual líder. Sobre o Massa sei apenas o seu começo apagado até então. Se ele evoluiu não evoluiu, se foi bom ou não foi eu não quero comentar. Não quero parecer injusta pelo fato de estar sobre uma forte emoção ao escrever.
Kimi é um grande homem. Mas eu não o conheço a ponto de defini-lo com certeza sua pessoa. Ele me passa ser um cara de caráter.
Sou boa nisso. Todas as pessoas com que me envolvi e não retribuíram algo positivo tiveram um curso que comprovavam o que eu premeditei. Pessoas que eu “não fui com a cara” comprovei depois sua má fé, magoando pessoas próximas.
Kimi, para mim, não é nem de longe o carinha insensível que é pintado na imprensa. Ele é sim frio, porém nem de longe um robô. Ele apenas é um cara tímido que fala pouco. É tratado assim mesmo. Sou exatamente como ele com pessoas que não conheço. Sou fria e para não parecer totalmente frágil pela timidez tenho como opção a seriedade. Passo por mal humorada em dois tempos. Demora criar intimidade. Sendo ele europeu e finlandês imagino que seja ainda mais difícil.
Foi questionado se, por fim, não podendo mais ser bicampeão nesse campeonato, se ele ajudaria seu companheiro Massa. Ele respondeu como ele deveria: “devemos esperar as circunstâncias”. E assim foi dito em todo lugar que era medíocre e egoísta.
Até aquele dado momento tudo era possível, ele poderia recuperar. E mesmo que não recuperasse, ele devia satisfações a sua equipe Ferrari primeiro e depois à imprensa. Até aquele dado fato a equipe não havia decidido nada.
GP do Japão: Kimi largou na segunda posição no grid, creio eu que ele esperava Massa a sua frente o que não ocorreu. A corrida que se seguiu para mim mostrou apenas quem era decentemente piloto em pista. Os que se “deram bem” eram os nomes que merecem os nomes de PILOTOS. Digo por que: Pilotos são compostos de habilidades, raciocínio rápido, lógico e preciso e psicológico (além do carro que varia de equipe para equipe). Pilotos afoitos são dados como perigosos e com razão. A seqüência de erros dados durante as 67 voltas, pelos líderes do campeonato, foram vergonhosos. Vergonhosos pelo simples fato de não ter uma justificativa aparente para tanta falta de razão. Errar é humano? Sim. Até a FIA analisou um dos erros e puniu o mais fraco (Sebastien Bourdais) injustamente. (Mais uma vez injustiça!) E então errou também!
Águas passadas e ninguém mais se lembra de tudo aquilo. Erros são feitos para esquecer... Discordo! São feitos para se aprender com eles e não os repetir!
GP da China, uma semana depois: Kimi faz o mesmo segundo tempo esperando seu companheiro que fica só em terceiro. Massa vinha bem e não sei por que cargas d’água não havia rendimento na disputa para Pole Position.
O inconseqüente Hamilton foi o primeiro. Na largada não cometeria os mesmos erros do GP do Japão por que se não a vida dele estaria na boca do sapo...
A largada foi o de esperar. Kimi se mostrou em toda a corrida superior a Massa. Todo o tempo. Eu vi a corrida, não é proteção ao Homem de Gelo. Enfim, Kimi fez o inesperado. Vendo que o Massa nem sequer deu-se o trabalho de pisar fundo e lutar para passá-lo logo depois da segunda parada nos boxes, Kimi desacelerou pelo companheiro. Demorou um número razoável de voltas que Massa o alcançasse. Perdeu 15 segundos de desvantagem para o líder Hamilton. Fez, o que talvez nenhum campeão mundial faria pelo companheiro que até então a posição mais favorável que já teve em fim de campeonato na Fórmula 1 foi um terceiro lugar me 2006. Kimi foi duas vezes vice e não tem nenhuma posição abaixo de nono lugar em sua carreira de oito anos na F1. Isso que ficou em nono quando estreou na Sauber em 2001.
Desvio o assunto quanto ao fato da “equipe Ferrari mandou”... Mandou e ele poderia muito bem ter dito que não. Oras, ele não é o Homem de Gelo, o cara insensível???
Eu esperava uma cena mais bonita no fim da corrida, os companheiros se definindo como companheiros antes do pódio. O que vi foi uma cena de “nada x nada” de ambos. Kimi declarou feliz pelo feito, depois em entrevista. Procurei mas Massa nada disse sobre. Houve quem escrevesse que Massa declarou que passou Kimi “no braço!”... Não tenho fontes disso e quero muito que seja uma coisa inventada, pois isso me faria sentir vergonha de ser brasileira como o Massa.
Pergunto-me se Massa vier a ganhar o campeonato aqui no Brasil no próximo mês, dia 2 de novembro e Kimi repetiria a ajuda, se assim as circunstâncias se apresentassem, SE a imprensa brasileira daria o devido valor ao finlandês. Sinceramente? Não. Diriam a maioria de forma estúpida que não fez mais nada mais que a obrigação. Quando era Rubens Barrichello ajudando Michael Schumacher era totalmente absurdo e injusto...
Eu, vendo aquela ajuda, (por que foi uma bela ajuda, pois Massa não chegaria ao Kimi por força própria, teve 56 voltas para isso e não rendeu...) me lembrei de uma cena de um dos filmes quem mais amo: O Senhor dos Anéis e o Retorno do Rei. Os personagens Sam e Frodo precisam chegar até a Montanha da Perdição e jogar o Um Anel no fogo de seu vulcão promovendo sua destruição.
Frodo desmaia pelo fardo que é carregar o Um Anel. Ele foi designado àquela função. Segue-se um diálogo entre Sam com Frodo em seus braços. Sam comenta do Condado (onde vivem) falando se suas belezas, e ele pergunta a Frodo se ele também consegue imaginar como será a primavera lá. Frodo relata que está na plena escuridão e não consegue ver mais nada a não ser as trevas. E Sam olhando para a Montanha sabendo o que é necessário para acabar com o sofrimento, diz: “Se eu não posso carregá-lo para o senhor ( nota: o Um Anel), posso carregar o senhor Frodo”, e assim Sam o carrega até o fogo da Montanha.
Então... O que seria de uma conquista sem as ajudas? E por que afinal de contas gostamos de menos prezar essas ajudas quando conquistamos o esperado e nem sequer deixamos claro que somos gratos? Por que há críticas às coisas que não lhe convém?


12 comentários:

Cristiano Matheus disse...

Excelente texto Manu!!!

Valeu pelo apoio!!!

Também não acompanhei a Carreira de Massa a fundo. Mas pelo começo discreto, vê que as coisas nem sempre são fáceis. Vejam o caso de Nelsinho Piquet, que é um piloto muito bom. Mas estreiar ao lado de um Bicampeão, com a equipe toda a seu favor e um carro ruim, é quase improvável que seja bem sucedido. Ainda mais sendo filho de um tricampeão!!!

Eu sempre tive dificuldade de começar algo novo, principalmente por não seguir padrões. Vejam os comentários do meu Blog. O único frequentador assiduo é o MC, que gosta de debochar das minhas idéias. Isso não me abala, pois sempre tive críticos ao meu lado.

Todos esperam o óbvio e eu dificilmente sou óbvio!!!

Pela postura de Kimi se vê que Alonso nunca pilotará pela Scuderia italiana!!!

Cristiano Matheus disse...

Manu tem um fator pouco discutido é o Equilíbrio Emocional!!!

Raikkonen e Alonso são mestres neste quisito, acredito eu que seja o fato de serem campeões. Fica muito mais fácil você conseguir resultados quando eles não são cobrados de você, e as pessoas te olham e dizem: "nossa você conseguiu!"

Não estou diminuindo Kimi, mas o fato de ter disputado diretamente três títulos vem se refletindo nesta postura dele.

O Massa parece-me muito diferente daquele antes do GP de Pingapura. Confiante, seguro de si... depois do erro tolo da equipe parece que isso o abateu. Principalmente porque se principal rival não tem esse tipo de problemas.

Por mais experientes e equilibrado que você seja, é compreensivo que você se abale. Pois corre com a insegurança naquilo que deveria ser seu apoio, a equipe!!!

Eu acredito que ano que vem Massa vem muito mais forte - independente qdo que aconteça no Brasil - e Kimi também!!!

O próximo ano será um grande teste para Ferrari, pois vamos ver se são capazes de aprender com os erros!

Atá mais...

Gisele Raposo disse...

Belíssimo post, Manu! Parabéns!

Tenha certeza que citarei suas palavras quando (e se) o Kimi abrir para o Massa ganhar aqui no Brasil e ninguém valorizar o finlandês pelos feitos.

Poucos se recordam que, depois de vencer uma corrida em que Barrichello abriu para o Schumi, o alemão também abriu para Rubens vencer uma. E o brasileiro 'esperto' ainda ficou com os dois troféus, o que o alemão deu na primeira corrida e o que ele não retribuiu na segunda oportunidade.

Abraços,
Gisele - Café com F1
www.cafecomf1.com

Anônimo disse...

..e M.C., escreve: Voce é mulher, jovem e joga bastante com o lado emocional. O que Kimi fez, já vi vários fazerem , o caso mais próximo a me lembrar foi do Massa, ano passado, ajudando o próprio Kimi a levar o título mundial de pilotos prá Finlândia. Outro, Keke Rosberg, de "coelho", para Alan Prost ganhar das poderosas Willians em 1986. Berger ajudou Senna com direito a vitória dada de presente ao austríaco, se não me engano, GP do Japão. Muitos, muitos mesmo já que o " jogo " F1, no seu nascedouro, é de equipes ( e países !). Voce é torcedora do Kimi, um ótimo piloto apesar de não ser constante. Massa é um bom piloto, só. Hamilton e Alonso, geniais. Só digo uma coisa, Manu. Começe a se preparar. Kimi já está há anos na F1. Começou o seu crepúsculo. Aconteceu com o meu ídolo, Piquet-pai mas claro, um tricampeão genial, sem comparações com o finlandes pois não dá.... Senna, bem...voce sabe, né ? Schumacher, foi parado...Talvez, no próximo ano, veremos ainda um pouco de "tesão" finlandes nas pistas. Se até maio de 2009 o Raikkonen não "produzir" prá valer...é melhor ir contar os zilhões que ganhou ou pilotar carros medianos na temporada de 2010...E voce, encontrar outro idolo e guardar Kimi no coração.

Manu disse...

Sábias palavras Cristiano! Seus comentários ficaram suficientes como complementos de meu post. Absolutamente.O diferencial de Kimi e Alonso é o emocional mesmo. Eles tiram de letra como vc citou. Ambos, em suma garantem minha admiração por tal qualidade q infelizmente Massa não teve em grande parte do tempo. Não o culpo. Creio q eu no lugar dele ficaria de cabeça quente. Mas ele precisa se situar e vendo q o piloto é ele e deve ver q ele precisa sim de qq ajuda necessária, e no caso poderia começar a se espelhar no próprio companheiro de equipe ali tão próximo q tem algo a ensinar (se é q serenidade emocional se ensina).

Gisele obrigada pelo comentário!

MC!!!De certa forma vc está certo amigo. Muitos já tomaram tal atitude e isso me faz aplaudir de pé quando é feito de bom grado, embora eu discorde do ato. Entenda q qd uma equipe como a Ferrari decidiu q ambos, Massa e Kimi deveriam disputar em pista quem seria o piloto líder ao fim de campeonato, lê-se entre linhas "cada um corre por si" concorda? E o sentimento final do Kimi seria exatamente esse: "eu corro por mim e não quero saber do resto". Várias vezes ele relatou não ser amigo de nenhum companheiro de profissão na F1 por definitivamente considerar todos rivais dele. Foi de surpreender q ele desse o braço a torcer e cedesse o lugar ao Massa mesmo sabendo q ele tem poucas chances de ainda ganhar o GP do Brasil e se consagrar campeão. Eu não esperava isso dele e não ligaria se ele simplesmente ignorasse. Mas não foi o q ele fez e p/ mim ele fechou a boca de muita gente q o critica pq ele sequer reclamou de ter cedido a posição ou fez algum comentário q mostrasse q ele estava "p" da vida.
Massa esteve com a cara de bons amigos no GP do Brasil em 2007 na coletiva de imprensa. É disso q eu me referia exatamente. Não o ato em si, mas o reflexo do ato feito por alguém q se esperava talvez o contrário.

Espero sim q em 2009 Kimi possa voltar as pistas e lutar como ele lutou em 2007 (ou em anos anteriores mesmo com o carro o deixando na mão). Se não ocorrer isso (o q duvido), pode ter certeza q procurarei outro p/ "torcer" e guardarei Kimi no coração...

Obrigadão pessoas e bjos à vcs!

Anônimo disse...

e M.C. escreve: Manu, minha amiga. Voce deve estar esquecida. A Ferrari foi até MONZA para defenir quem seria o seu 1º piloto. Ganhou Massa, nos pontos. Antes de Monza, era cada um por si. E muitos acham, até hoje, que a Ferrari tem uma queda pelo finlandes( foi necessário Schumacher dar dois " coquinhos " no capacete do Zaca, perante a TV, para que parassem com a parcialidade dentro da Scuderia ). E Estamos falando da maior equipe de fórmula 1 de todos os tempos. Antes isso não ocorria por lá. Massa "deu" um título ao seu ídolo Raikkonem. Em Interlagos ! Assistiu a corrida ? A Ferrari deve estar muito grata ao brasileiro apesar de não mostrar com seguidos erros tolos( Jean Todt precisou aparecer com cara de enfesado ). Massa ainda têm chances de ser campeão, sim. Não as teria se Kimi não pisasse no freio na última corrida. Obrigado, Kimi ! Mas, ano passado, convenhamos, Kimi levou de bandeja o título( e, repetindo, com a ajuda do companheiro de equipe ). Ou voce cai ainda naquela de um Hamilton "atrapalhado" nos botões do volante da McLaren ?

Manu disse...

MC vc me pareceu com um discurso parecido com do Zuador...rsrs

Eu não sei...vi a corrida de Interlagos desacreditada do título do Kimi. Vi um Massa insatisfeito por tê-lo ajudado. Vi a vitória de Kimi depois de 2 vices campeonatos. Vi Kimi com 5 vitórias em primeiro contra 4 de Hamilton e Alonso e 3 de Massa, antes de chegar a Interlagos.
Foi isso q vi.

Mas o fato é q Kimi parece muito mais altruísta esse ano q Massa ano passado.
E por isso escrevi o q escrevi. Visando a ajuda q Kimi devolveu talvez de mais bom grado q imaginamos e com mais chances afinal Massa concedeu posição em uma corrida. Kimi concederá em duas se for necessário em Interlagos.

Camilla disse...

É, a coisa aqui tá pegando fogo. Prefiro não opinar, não entendo nada de F1.

Bjos, Manu!

Patrícia disse...

Onde é que eu assino? rsrs.

Vc disse tudo Manu, e eu também acredito que 2009 será a volta de dois campeoes (nem precisa dizer os nomes né? Só tem dois mesmo, o resto ainda tenta...oops!rsrs)

Beijos!

Anônimo disse...

...Manu, voce nao frequentou o Blog do Teo. O zUador( Wanderson ) me copia. Sou o ídolo dele. Se acha que estou mentindo vá lá, no Tlog ! Tem histórico. O zUador(latUeiro = Wanderson) apareceu mais em outros blogs do que eu e foi aí que voce deu de cara com ele, talvez no Analise F1 do redaçao( apaelido que o Bottinhas, eu, dei para o sujeito que comanda o blog ). Voce acha que eu imito zUador..... HA! Confusoes assim acontecem. Ora, o Massa ganhou quantas esse ano. tirando os "erros" da Ferrari e aquele GP jogado fora a 3 voltas da bandeirada final...Quanto a quem ficou com cara de poucos amigos para quem....besteira..O que importa é que Massa fez um bom campeonato e, por sorte, pode ser ainda campeao. Em iguais condiçoes, sao tres os pilotos melhores que ele: Hamilton, Alonso e Raikkonem. Ele está mais próximo de se tornar um vice-campeao mundial, ou seja, foi melhor que Alonso e Raikkonem em 2008. Isso é História e ninguém mudará. Em 1980, Piquet foi vice-campeao.....e em 1981 foi chamado( gritavam ! ) de burro em Jacarepaguá..... Étricampeao mundial. Vejamos o que Massa poderá fazer na última prova da temporada e no próximo ano.

Anônimo disse...

..IH ! O abônimo( abominavél anônimo ) acima sou eu ! Moleque Chatto ! Votou em quem, Manu ?

manu disse...

Huuuuuuuuuuum...Soou como Zuador o q não quer dizer q eu não saiba definir quem é quem. Zuador no caso nunca deu as caras aqui.
Vamos ver o fim do campeonato tá aí... Sorte ao pequeno Massa, e acho q só disso ele precisa pq talento e carro tem. As coisas se ajeitaram no final se assim for p/ ser e será uma alegria grande na Ferrari. Já é bom assim.

Patrícia: é isso e mais um pouco!Obrigada amiga!^^

Camila, não há necessidade de entender a de F1. Sua presença em comentar já agradou! Brigadaaa!^^

Bjos a todos!