quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Última Postagem de 2010

É isso.
Com uma espinha homérica no rosto, faço meu último post de 2010. ^^
Eu tinha preparado um post musical, mas não tinha percebido que já estávamos no dia 30 de dezembro e amanhã sendo dia 31, não terei sossego nem para fazer minha aula de guitarra, que dirá fazer um post aqui.

Em 2010, foram ao ar pouco mais de 150 postagens.
Dei continuidade à minha sessão de entrevistas com fãs de automobilismo que iniciei em 2009. (Confiram as entrevistas nesse link: Blog I Love It Loud e Vc na F1 )
Segui com os meus textos sobre F1, mesmo sem o saudoso Kimi Räikkönen nas pistas, este que partiu esse ano para novos ares, que foi o rally WRC, e foi modéstia parte muito bem sucedido para um iniciante, deixando orgulhosos os fãs.
Foi um ano muito proveitoso no quesito automobilismo. Aprendi sobre o rally, me diverti com isso e a F1 foi agradável e natural. E com os cosntumeiros prós e contras.

Também postei coisas extras como músicas de Halloween, com a participação de amigos. Foi muito divertido. (Para conferir essas postagens, o link da minha lista é esse: Músicas para Halloween, basta clicar em "halloween" nos marcadores e verão as outras listas que foram postadas aqui - clique em postagens mais antigas também para ir para a segunda página das listas.)

Em 2011, precisamente dia 7 de janeiro o blog fará 3 anos desde a primeira postagem. Para comemorar até lá é capaz que estaremos de "cara nova".

Nesse ano que chega, quero desejar aos leitores e amigos muitas realizações e alegrias. Quero agradecer a amizade de pessoas especiais:
Talita, Taiana, Jorge, Mariana, Adriana, Samita, Warley, Mylena, Adão - que são pessoal da faculdade e tempos de escola - entre outros tantos que estiveram presentes nesse ano: Um muito obrigado a todos!

Aos amigos de cartas e emails,
queridas pessoas: Jouse, Andie, Jackson, Lucy, Joni, Lauri, Tânia e Liz - obrigada pela amizade e carinho via web ou via cartas.

Amigos que conheci via blogs: Ron Groo, as meninas do Octeto - Tati, Luane e Ludy- , Nelson, Cristiano, Wanderson, Fernando "Zuador" e MC. Ano que vem estamos de volta! ^^ Obrigadão!

À Eduarda, que escreveu recentemente aqui no blog e todos aqueles que esporadicamente escrevem ou lêem as minhas bobagens postadas, uma enorme abraço e também um muito obrigada!

A todos nós:

Até a primeira postagem de 2010!
Abraços afáveis! 

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Só pelos enunciados...

...eu já nem senti na obrigação de ler.
Esses dias de férias tenho pensado demais no que as pessoas escrevem nesses jornais e sites de notícias.
Os enunciados já demonstram que bobagens estão por vir, que dirá as reportagens completas.
Eu fiz o exercício de abrir a página da UOL Esportes: F1. (Faz bodas que não acesso o da Globo só para manter a calma)
Decidi só colocar os enunciados das reportagens antes que o ano acabe e eu comece a modificar o blog para o aniversário de 3 anos desde a primeira postagem.

"Alonso diz não ter medo de que Vettel acerte com a Ferrari"

E deveria?
Eu, se fosse jornalista, não perguntaria isso com o termo "medo"... Seria muito mais sábio e mostraria que sou preocupada com o saudoso esporte se dissesse algo parecido com:

Luca di  Montezemolo, seu chefe, comentou que Vettel pode estar na Ferrari cedo ou tarde. Levando-se em conta que em 2011 Felipe ainda é seu companheiro, e que agora Vettel é campeão mundial, o que pensa sobre a disputa entre vcs dois numa mesma equipe futuramente? Acha que será proveitoso para vcs dois e para o esporte? Comente.
E melhor! Depois do que foi feito em 2009 com Kimi Räikkönen, eu faria a mesma pergunta ao Felipe. Vai que eles repetem o erro, com Alonso?

Eu entendo que seria bom eles como uma dupla e seria saudável a disputa apesar de parecer que não.
Em linhas gerais, para quê premeditar algo que ainda nem aconteceu se quando se confirmar eles vão esgotar o assunto até falar chega?

Próxima:
"Hamilton revela que problemas na vida pessoal o atrapalharam em 2010"

Trabalho, trabalho. Vida pessoal, vida pessoal. Eu sei que é difícil, mas eu consigo separar. Nunca trabalhei mas quando passei por situações complicadas na minha vida pessoal, minhas notas na faculdade não se alteraram e alguns colegas sequer sabiam o que estava acontecendo. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. O.O E não diga que eu não sei o que é ter pai doente porque eu soube sim e foi um monento difícil que já passou, graças a Deus. Então eu sei do que estou falando.
E quanto a relacionamentos... Ora me poupe! Nicole não é a única no mundo e além disso, reataram o namoro rápido demais para ter sofrido assim.

Próóóóxima:
"Ano que vem tudo vai mudar", garante Felipe Massa 

Hum, otimismo também é a alma do negócio. Mas, um momento:

“Carro novo, pneus novos. Vamos esperar. Eu quero voltar a brigar pelas primeiras colocações”.
O que está mundando amigo? O carro e os pneus. Isso vai mudar para todo mundo, viu fófis? Ou seja, deram esperanças aos pobres remanescentes torcedores do Felipóvisky, porque ele mesmo não disse "eu vou mudar, eu estou a ponto de bala". Está na mesma, no "vamos esperar"... Notícias daquelas que não mudam sua vida.

Outra:
"Sebastian Vettel relaxa neste final de ano nos Alpes"

Dois comentários bem doloridos: até ontem ele era o cara mais chato e mimado da F1. Hoje é rei e querem saber onde o rei está.
Deixem o cara viver, pô!
E segundo, filosofia de buteco:
"queria ser pobre só um dia... Porque todo dia cansa!"

Para finalizar?

"Mosley acusa RBR de desrespeitar acordo de gastos"

Senhor Max Mosley: quem é o senhor? O que ainda está fazendo? Que tal pagar sua dívida com a sociedade lá na sua casinha, quietinho, hã?!

Abraços afáveis!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal!!!!!( Buon Natale / Feliz Navidad / Happy Christmas/ Frohe Weihnacht/ Hyvää joulua/ Joyeux Noël)

Estamos em preparação de festas de fim de ano e sei que todos nós estaremos com algumas coisas para fazer até dia 25.
Amanhã é dia de ajudar mamis na cozinha, o que não quer dizer que será um grande feito, mas vou dar um "help" segurando o Tobias (meu gato) que fica insano nessa época do ano, enquanto o resto fica correndo, minha mãe fazendo tortas e meu pai na maior paciência do mundo, cuidando do ser penoso que vai ser degustado na ceia. Com todos em casa, internet não é manifestação do dia.
É sempre assim.

A gente se encontra ainda antes de 2010 dar adeus.
Gostaria de desejar um Feliz Natal a todos os leitores do blog e amigos com um cartão:



Feliz Natal 
Buon Natale
Feliz Navidad 
Happy Christmas
Frohe Weihnacht
Hyvää joulua
Joyeux Noël

Até logo! ^^

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Indícios do apocalipse: Onde foi que erramos?

Parece papo de gente velha, mas eu realmente não me conformo.
A realidade nua, crua e cruel. Dammit!



É ou não é triste?

Abraços afáveis!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

F1: Di Grassi perde vaga para belga na equipe Virgin em 2011

Folha.com, dia 21 de dezembro de 2010:

Di Grassi perde vaga para belga na equipe Virgin em 2011

O piloto belga Jerome D'Ambrosio será o companheiro de Timo Glock na equipe Virgin na próxima temporada da F-1, confirmou nesta terça-feira a escuderia. D'Ambrosio vai substituir o brasileiro Lucas di Grassi, 26, que disputou em 2010 o seu primeiro ano na categoria.
A notícia já está no próprio site da Virgin, que anuncia "uma nova cara para o time" e se diz "muita satisfeita" com a situação.
Segundo ela, no último mês o belga concluiu com sucesso testes para a equipe, que contou com a presença de d'Ambrosio na primeira sessão de treinos nos GPs de Cingapura, Japão, Coreia do Sul e Brasil.
Procurada pela Folha, a assessoria de Di Grassi disse já ter tomado conhecimento da história, mas que só mais tarde iria se pronunciar sobre o assunto.
Di Grassi foi um dos oito pilotos que não marcaram nenhum ponto na última temporada. No domingo, ele venceu o Desafio Internacional das Estrelas de kart, disputado em Florianópolis, também com as participações de Felipe Massa, Rubens Barrichello e Bruno Senna (F-1); Tony Kanaan, Bia Figueiredo, Hélio Castroneves e Vitor Meira (Fórmula Indy); Cacá Bueno, Christian Fittipaldi e Thiago Camilo (Stock Car); e até o ator Marcos Pasquim.
"Devo agradecer ao Lucas pelo importante trabalho no estabelecimento do time. Ele contribuiu muito para o desenvolvimento do carro e desejamos todo o sucesso na sua futura carreira", declarou John Booth, diretor da Virgin, que recentemente passou a ser comandada pela montadora russa Marussia.

A repostagem original encontra-se neste link: Brasileiro Di Grassi perde vaga para belga na equipe Virgin em 2011

Eu guardei a reportagem no meu email, até praticamente o último minuto que estive online na internet. Eu não ia me dar o trabalho de postar essa reportagem que para quem me conhece bem sabe que é altamente irrelevante na minha vida.
Mas tem coisas interessantes por aí.
Primeiro que depois de tirar uma nota quase integral com uma professora na faculdade, na segunda prova foi proposta para se fazer em casa, digitada. A professora teve a postura de me deixar um recado  na última página com os dizeres: "procure um curso de redação e lingua portuguesa, pois a sua falta de destreza nesse campo compromete seus textos."
Além de ter sido a primeira vez que ouvi isso, percebi que ela desconsiderou totalmente a primeira prova, a qual fiz na sala e sem consulta. Se eu fosse tão ruim assim, provavelmente não chegaria tão perto da nota limite como cheguei.
Imagino que num curso de jornalismo a escrita é o principal a ser observado e estudado, já que ética parece que existe na teoria, porém na prática...
Eu gosto de ler notícias pela internet mas as vezes fico insatisfeita com algumas. Ou falta explicações, ou falta detalhes, infomações apuradas, ou mesmo falhas.
Nesse caso, percebi que estou fugindo um pouco do assunto...
Mas voltando a minha professora perfeita, com essa reportagem em mãos ela diria: não tem imparcialidade, não tem muito domínio do conteúdo e não tem sequência de assuntos.
Imparcialidade, quase nenhum site brasileiro que fale de brasileiros "injustiçados" consegue a proesa de só informar e pronto. Sempre há coisinhas pequenas que mostram a raiva interior do autor:

"A notícia já está no próprio site da Virgin, que anuncia "uma nova cara para o time" e se diz "muita satisfeita" com a situação."

Domínio do conteúdo falta mesmo. Afinal, ele não fez muito para merecer continuar na equipe. Podemos ver pelo meu post anterior o placar entre ele e Timo Glock seu companheiro de equipe que até então permanece na equipe Virgin. Embora numa equipe como essa não tenha-se vantagem alguma, Glock não pestanejou em mostrar que podia mais, mesmo que sofresse um bocado com aquilo que chamavam de carro,
Reclamar no caso de Di Grassi não rendeu, nem renderia nada.
E... Convenhamos, na F1 até mesmo quem tem talento, não tem um cockpit seguro. Porque cargas d'água Di Grassi teria?
Não sei muito de D'Ambrosio, mas não foi a primeira vez que ouvi o nome do belga.
Peço aqueles que sabem algo sobre ele, que me contem, pois ficarei feliz.

Sem sequências de assunto? Essa eu já ouvi mas não para mim. O que afinal de contas o "Desafio das Estrelas" trás de vantagem no currículo do cara? Sinceramente, teve até Marcos Pasquim!!!! Isso teria resolvido a vida dele? Sinceramente? Mesmo?
Nossa, perdi um programão o fim de semana passado...!

Ao todo, o que posso dizer é que não é o fim do mundo. Ele ainda pode ser piloto de testes. Tantos bons fazem isso. veja Nick Heidfeld! Sempre um piloto bem legal... E o que recebeu?
Na F1 é assim, não tem meio termo. Ou vc é, ou não é. E vc tem que saber para quem vc tem que ser, se é que me entendem.
Me irrita a cobrança por eu não torcer ppor brasileiros na F1 e quando surge uma dessas eu comentar e ser crucificada. Eu realmente queria ser patriota, mesmo!
No fim das contas, faz um bom tempo que não temos aqui nesse Brasil complicado, um piloto para chamar de nosso. Acho que está na hora de rever conceitos, porque desse jeito, eu só aumento mais meus argumentos.

O que acham?

Abraços afáveis!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Em definição e cometários da temporada 2010 da F1

Dessa vez é definitivo: Estou de volta e daqui não saio. Pelo menos não enquanto achar coisas legais para postar.
Entre fim de semestre na faculdade e um momento seu meu pc original, cá estou para colocar minhas atualizações em dia.
Com essas pedras no caminho vou à um assunto que deveria ter sido tratado a um mês atrás... O assunto é sobre os placares entre os companheiros de cada equipe.
Vamos à eles:

Red Bull
Vettel 13x6 Webber
(Entre todas as "bobagens" - mesmo que eu não considero todas assim tão graves - Vettel é melhor que Webber e talvez a Red Bull sempre tivesse trabalhado certo. Talvez.)
 
Ferrari
Alonso 15x4 Massa
(Eu imaginava sim uma superioridade do Fernando Alonso, mas não esse massacre. Oras... isso explica muita coisa...!)
 
McLaren
Hamilton 13x6 Button
(Em termos técnicos, nem deu para perceber que Button foi pior que Hamilton. Eu também imaginava que isso aconteceria. Pena que não conseguiram controlar Button nas classificações da corrida. Nesse caso, ficou evidente que Button segue uma linearidade muito mais satisfatória. Opinião minha, claro!)
 
Mercedes
Rosberg 15x4 Schumacher
(Complicado não? Rosberg não se abateu e não houve porque Schumi ficar chateadinho. Era preciso correr atrás, lietralmente. Não foi possível, ele acredita que será ano que vem, e eu sigo achando que era melhor ele ter ficado em casa cuidado dos filhotes, da esposa e dos títulos.)

 
Renault
Kubica 17x2 Petrov
(Era óbvio!)
 
Williams
Barrichello 13x6 Hulkenberg
(A experiência fala mais alto. Talvez, se Hulkenberg não tivesse dado show num só momento no GP do Brasil que nem nosso Rubim conseguiu. Infelizmente o carinha nem tem lugar para a próxima temporada o que é um desperdício. Lá vem um no lugar que já mostra que não será grande coisa já pelas declarações. Talento nunca basta...)
 
Force India
Sutil 16x3 Liuzzi
(Confesso que é uma dupla altamente irrelevante para mim)
 
Toro Rosso
Buemi 11x8 Alguersuari
(Aqui a coisa foi quase pareada, o que é bom. É legal quando se tem uma dupla com rendimento parecido. Acho que a equipe tem a ganhar... Mesmo que não tenha sido o caso da Toro Rosso esse ano) 
 
Virgin
Glock 16x3 Di Grassi
(Glock foi altamente superior! Oras... isso explica muita coisa! de novo!)
 
Lotus
Trulli 11x8 Kovalainen
(Novamente uma dupla que trabalho bem junta. São dois queridos dessa que vos escreve, então sou suspeita para comentar. )
Equipes que terminam com duplas diferentes do que começaram a temporada:

Sauber
Kobayashi 4x1 Heidfeld
(Mesmo que o Heidfeld perdesse para o doidão do Koba, fez muito mais do que o Pedro De La Rosa em apenas 4 corridas. Heidfeld é outro grande desperdício não ter um cockpit para a próxima temporada ainda... )
 
Hispania
Klien 2x1 Senna
(Aqui tenho o resultado de Senna x Klien. Se não me falha a memória Senna também perdeu para Chandhok... Nada contra Senna, acho ele bem legal porém eu devo repetir: Oras,  isso explica muita coisa!)
 
Sim, eu percebi que escrevi "Oras, isso explica muita coisa!" 3 vezes. 
Desde 2007 essa coisa de placares era a coisa que eu mais ouvia das transmissões do trio Global. Era insistente. Em 2007 ouvi algumas vezes até que Felipe Massa passou a não render como o esperado e apenas o seu companheiro finlandês ter chances de disputar o título com as McLarens. Hum em 2008 e 2009 ouvi direto e ininterrúptas vezes esses placares fominhas.
Esse ano eu confesso que não ouvi nenhuma vez. Pelo menos não da boca do Galvão, não sei qual infeliz corrida foi, mas Reginaldo fez o placar... com as Red Bulls. Não havia necessidade. E dos nossos brasileiros? Nem do Rubinho fizeram para ver o tanto que se preocupam com o coitado. Dos demais foi uma lavadinha que nem merecia falar. Ah mas se fosse o contrário estavam humilhando sempre que pudessem.
Isso, explica, muita, coisa.
 
Primeiro item para o kit de 2011 antes da temporada iniciar?
Um potinho de paciência.
 
Abraços afáveis!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Uêba! De volta!

Cá estou! Here I am!!!! Eccomi qua!!!!! etc... xD
Não que minhas obrigações da faculdade tenham acabado, mas agora já posso respirar aliviada porque já terminei praticamente tudo. Uma das professoras enrolou para contar a nota da primeira avaliação o que me deixou sem saber muito o que fazer. Fiz um trabalho excelente e minha nota foi suprema na tal avaliação e agora estou tranquila mesmo.
Por enquanto só mais alguns detalhes e férias! Que não serão bem as férias que deveria. Passarei meu tempo lendo coisas para a monografia por que será preciso adiantar.

Mas isso é 2011! E hoje eu tirei o dia para ver coisas velhas na internet, comer um Magnum e tomar coca-cola. O momento Kimi Räikkönen tem o motivo básico de "descanço".
Sabe quando vc não está nem aí para nada e sua vontade e fazer da sua tarde a coisa mais inútil da semana? Pois bem, estou me dando esse "presente".
Procurando músicas novas para ouvir, selecionando algumas coisas para um arquivo pessoal e vendo vídeos no youtube.com. (As vezes eu penso que euzinha não sobreviveria tanto tempo sem o youtube). 
Lembrei-me inclusive, nessa tarde, depois de receber a notícia da minha irmã por email com o seguinte título: "Com a volta do Kers, Williams exige que Rubinho emagreça"... de um vídeo legal, que pretendo comentar hoje aqui.
Aaaaah, a minha infância! Já contei que em dias de corrida eu escrevia na minha lousa os nomes dos pilotos quando tinha lá meus 7 ou 8 anos e sempre botava o pobre Rubim em último? Eu adorava escrever, embora escrevesse pouca coisa que desse para entender e minha letra fosse uma derrota, se tinha corrida as minhas irmãs assistiam. E eu certa vez fiz isso para sacanear minha irmã do meio, a Michelle, com a ajuda da minha irmã mais velha escrevi todos os pilotos na lousinha e o Rubim ficou em último. Nem lembro que ano foi, mas eu deveria já ter passado dos 7 anos.
Eu sempre fui mais apegada à ela do que com minha irmã mais velha (que sempre foi do contra e muito autoritária). Óbvio que desde nova tinha a filosofia do "perco a irmã mas não perco a piada". A Mi acompanhava o Rubim desde a Fórmula 3... sabe Deus o que era isso na época. Eu fazia as piadas bem estilo Casseta e Planeta com relação ao Rubim e adorava catchup. O que isso tem a ver com o assunto? Oras, tudo!!! Rubim tinha como patrocinador a Arisco, e eu uma criatura inocente sempre guardava as caixinhas do produti com as fotos desse ser humano para a Mi. Presenteava ela com isso, coitada. Fico pensando onde estariam essas coisas... (se é que ainda existem...) Enfim. Hoje já não coloco catchup em tudo e Arisco nem existe mais...
Pois bem... o vídeo! É esse, de 1990:


Eu tinha 3 anos. Nem lembro disso não, claro, mas revi a um tempo atrás, pelo idolatrado youtube.
Quero que reparem em algumas coisas: 
-  A cara de nervoso do Rubinho, e o Galvão já com sua mania de deixar as pessoas pouco a vontade;
- A risada do Senna quando o Rubinho está falando que tá emocionado; (chorar sempre foi com ele mesmo).
- A CAMISA DO RUBINHO!!!!!!!!!! Senhor, que coisa mais retrô! E a blusa pulôver do Galvão??? Uma blusa que hoje seria GLBT - tem as cores da bandeira gay alí... o.O
- Outra coisa "interessantíssima": o Galvão tentando transformar a entrevista num trem dramático e o Senna nem aí pra ele. (Falta piloto brasileiro frio assim naquela F1 de hoje viu? Falo isso direto e comento aqui, já que é o caso. Essas bobagens do lambe-lambe na imprensa e nas entrevistas é "soda". Nesse ponto parece que o sobrinho leva jeito - fala mesmo sem medo, isso quando alguém da Globo se dá o trabalho de ir atrás dele. Geralmente eu não sou flores com o Di Grassi, com o Massa então nem se fala. ... Bom, isso é outro caso...)
No final, é a melhor parte: "Boa sorte pro campeão e pro futuro campeão". Galvão e suas previsões erradas, como sempre. Pelo jeito com o passar dos anos ele não aprendeu muito.

O que dá para ressaltar mais aí, pessoas?
Dicas de vídeos, querem comentar algum? É só dizer. Vcs têm meu email e o contato pelo blog. Mande email e eu posto aqui. 
Abraços afáveis para quem fica! ^^

    sábado, 4 de dezembro de 2010

    Um crédito, por favor

    Preciso decididamente de um crédito.
    Agradeço quem desejou boa viagem p/ mim. Fim de semana passado foi até divertido, mesmo que cansativo. 
    Na segunda comecei a maratona do completa semestre. Estou finalizando trabalhos e estou organizando tudo p/ não depender de nada nem ninguém para entrar de férias dignamente. 
    Por isso quero créditos. Essa semana ainda não conseguirei retomar atividades aqui, a não ser na quarta a tarde talvez.

    Amanhã tiro o dia de "folga". Vou ao cinema assitir Harry Potter pq parece que sou a única que ainda não foi. Isso é um absurdo para quem leu todos os livros e viu todos os filmes na estréia. o.O

    Estou planejando umas coisas para o blog. Só posso dizer que:



    Rally também devo dizer... É complicado quando não se tem muito o que dizer quando estamos na off season não? Daí minha criatividade vai para as cuncúias...
    De qualquer forma, volto em breve.
    Abraços afáveis e bom fim de semana a todos!

    sexta-feira, 26 de novembro de 2010

    Riscando da lista aquilo que já fez

    Hoje a noite vou com a turma da faculdade para Brasília - DF. Será um passeio mais que rápido. Ida e andaremos todo o sábado com pausa só para almoço e voltamos entre 18 ou 19 horas. Queria mais tempo, pois assim poderia marcar com minha amiga Andreia para nos vermos. Porém acho impossível que consigamos essas proeza.
    Como no post anterior ainda estou sem vontade de ir, mesmo podendo descer do ônibus na minha cidade ao invés de seguir p/ Uberlândia (sairemos de lá).
    Desanimada é pouco.

    Bom, o post é para ser um brincadeira. É para riscar as coisas mais idiotas que já fez. Encontrei isso num site faz um tempo. Acrescentei algumas coisas e fiz uma lista. (Até segunda não pretendo retornar ao blog, então até lá):


    RISQUE AS COISAS IDIOTAS QUE VOCÊ JÁ FEZ:

        1. Fingir que Tic Tac é cápsula de remédio.
        2. Apostar corrida com o locutor da tele-sena no comercial falando os números sorteados.
        3. Desenhar um relógio no braço.
        4. Tampar o ralo do chão do banheiro pra fazer uma piscininha.
        5. Comer Trident com papel porque “papel de Trident é comestível”
        6. Fazer a proeza de enfiar o dedo no próprio olho sem querer.
        7. Ficar entortando aquele lápis verde, e quebrar.
        8. Apostar corrida de gotas na janela do carro quando tá chovendo. (esse absolutamente era meu passatempo favorito e faço isso até hoje no ônibus!)
        9. Sonhar que foi pra aula pelado, ou sem uma parte da roupa. (serve de pijama?)
        10. Apagar tudo que estava escrevendo, quando vê que a outra pessoa está digitando alguma coisa no MSN.
        11. Tentar equilibrar o interruptor de luz no meio, entre aceso e apagado.
        12. Tirar uma nota melhor que o Nerd da sala sem ter estudado.
        13.Abrir uma nova guia na internet e esquecer o que ia fazer. (sempre!)
        14. Fingir que está fumando aqueles palitinhos salgados “Stiksy” da Elma Chips. (não estes, mas os cigarrinhos de chocolate da PAN, sim)
        15. Ficar mordendo o copo de plástico depois de beber o que tinha dentro, depois rasgar em várias tiras pra fazer um sol.
        16. Deixar sempre o volume do rádio/tv em um número redondo ou múltiplo de 5.
        17. Ficar com preguiça de colocar um rolo novo de papel higiênico no lugar e deixar ele solto na pia.
        18. Ficar desconfortável quando está assistindo TV ou um filme com os pais e começa uma cena de sexo.
        19. Falar mal de alguém para outra pessoa e descobrir que era um parente/amigo dela.
        20. Responder algo para alguém que está na sua frente e descobrir que a pessoa não estava falando com você.
        21. Tirar o recheio de todas as Trakinas do pacote pra depois comer tudo de uma vez.
        22. Esquecer o Twitter e ou Tumblr aberto por 15 minutos e quando voltei tinha 100+ posts pra ler.
        23. Sentir a necessidade de apertar uma tecla sempre que passa perto de um teclado ou piano.
        24. Sonhar que está tentando correr e mesmo assim se mover vagarosamente.
        25. Desligar o plugin do MSN que mostra a música que você tá ouvindo para ouvir musicas toscas escondido. (hahahahahahaha... isso era segredo!)
        26. Gritar “Aeeeee” quando a luz acaba.
        27. Quando era pequeno, fingia que estava dormindo quando chegava de carro em casa, pra ser levado no colo pra dentro.
        28. Ficar falando coisas obscenas ou besteira quando um amigo está falando com os pais no telefone.
        29. Abrir o freezer e ficar feliz ao ver o pote de sorvete, abrir e ver que é feijão congelado.
        30. Colocar caixinha vazia de Chiclets Adams/Clorets no dedo indicador.
        31. Na hora de digitar a senha errar uma letra e apagar tudo só pra ter certeza.
        32. Escrever uma risada gigante no MSN mesmo sem estar rindo.
        33. Gritar "alô mãe" quando o celular de alguém toca.
        34. Dar umas 5 chineladas em uma aranha. Ela nunca morre na primeira, começa a se retorcer, e vc tem que acabar logo com o sofrimento.
        35. Estar assistindo algo super legal na Tv, e mudar sem querer tentando aumentar o volume.
        36. Ficar se coçando com uma caneta e só depois de um tempão ver que se riscou inteiro porque a ponta tava pra fora.
        37. Falar a mãe do seu amigo, que estava sem fome, mas estava com muita fome.
        38. Tentar cortar um pedaço de carne com uma faca ruim, quando finalmente consegue, o pedaço sai voando do prato junto com o arroz.
        39. Achar que está ganhando de alguém no videogame até descobrir que a sua tela era a de baixo.
        40. Se molhar inteiro quando tenta lavar uma colher.
        41. Se olhar no espelho no final do dia/aula e perceber que ficou o dia inteiro com o cabelo bagunçado, ou com alguma coisa na cara.
        42. Querer digitar “!!!!!!!” e aparecer um “1” no meio!!!!!1!!
        43. Levar mais tempo procurando o controle remoto do que levaria para simplesmente levantar e ligar direto na TV.
        44. Colocar o braço perto da TV só pra ver levantar os pelinhos do braço.
        45. Tentar pegar uma coisa que está caindo e derrubar outra.
        46. Quando a vida tá muito complicada, querer voltar no tempo, quando as únicas preocupações eram ganhar presentes e acompanhar Família Dinossauro.
        47. Quando era pequeno, acordava cedo, pegava um cobertor e ia para a sala assistir desenho
        48. Ficar com raiva de si mesmo quando queima a língua.
        49. Quando tem alguém concentrado contando alguma coisa, ficar falando números aleatórios, só pra confundir.
        50. Quando pequeno, queria ter uma entrada para o quarto igual do Nino do Castelo Rá-Tim-Bum.
        51. Achar que a prova/teste foi fácil… até receber a nota.
        52. Ter vontade de engolir o Bubbaloo vermelho.
        53. Roubar dinheiro no banco imobiliário. (nunca mais alguém vai jogar comigo depois dessa... xD Foi só uma vez!)
        54. Se sentir FODA quando abre o livro na exata página que o(a) professor(a) pediu.
        55. Colocar o celular no silencioso quando pedem pra desligar. (nunca toca mesmo...)
        56. Contar quantas pessoas têm na sua frente pra saber qual questão você vai ter que responder pro(a) professor(a).
        57. Zoar um professor substituto junto com a turma inteira.
        58. Fazer uma lista mental de todas as cagadas que você fez nas últimas semanas, quando o pai/mãe fala:”Precisamos ter uma conversa”.
        59. Ficar na tensão quando alguém vem e fala: “Preciso falar com você..”
        60. Gostar quando acontece uma cagada enorme mas no final tudo fica bem, e você ganha uma história boa pra contar pra todo mundo.
        61. Ir dormir Domingo esperando a próxima Sexta-feira ou feriado. (sempre...)
        62. Ficar muito feliz quando tem uma pergunta no teste, que dá a resposta para outra.
        63. Derrubar gelo no chão e chutar pra de baixo da geladeira, pra não precisar pegar.
        64. Antes de ir dormir, contar quantas horas vai ter de sono até ter que acordar.
        65. Dançar sempre que passa um carro de som na rua ou um celular musical tocar em reunião.

    Contribuições para a lista são bem vindas. 
    E vcs? Qual dessas tbm fazem parte das suas vidas?
    Abraços afáveis e bom fim de semana!

    quinta-feira, 25 de novembro de 2010

    A angústia da semana

    Acabei chegando na semana inicia daquela correria de fim de semestre na universidade com uma angústia tremenda. Eu queria entender que quando os outros fazem as coisas erradas sempre sou eu que pago o pato.
    Já vi gente bicuda, ouvi bobagens, engoli sapos. Desde terça nada me deixa bem. Principalmente pelo que recebi de email de minha orientadora e coisas das aulas. De bom? Boas notas nas provas da faculdade e de italiano... Mas era óbvio que teria boas notas. É isso que acontece quando se estuda.
    Mesmo assim, quando tudo parecia flores: "pufff" ... Murcharam e ficaram marrons num piscar de olhos.
    E o pior, numa hora, quando eu disse FOD*-SE acabei sendo injusta. E depois quem se "fu" foi eu.

    Tô angustiada. Muito. Nenhum dos meus colegas de sala - que partilham comigo de um trabalho a ser apresentado na quarta-feira que vem - vão me entender. Alguns sim, e justamente serão aqueles que menos tenho amizade. São boas pessoas. Eu os adoro. Acho que exatamente que por não dividir tanto tempo com eles, os conheço pouco, mas o suficiente para saber que são boas pessoas.
    Quando se cria certa aproximação a única coisa que vc recebe é desaforos. Eu queria entender por que isso aconteceu comigo... 
    Eu espero mesmo que quem eu mais conheço possa entender o meu lado. Até saber isso vou remoer a angústia até amanhã pela manhã. É bem provável que vou ouvir coisas que não quero tbm. Mas daí eu não posso fazer nada. Cansei de ser pisada.

    De fato nessas horas é que mais sinto falto dos meus amigos de longo tempo. Como gostaria que eles estivessme comigo em qualquer lugar e eu com eles. Ao menos não chegaríamos a esse ponto mesquinho, tenho certeza. Porque nunca chegamos antes. É como disse, não sei como foi acontecer comigo.

    De início, amanhã à noite devo ir à Brasília com a minha turma da faculdade. Vamos na sexta a noite por volta das 23:30 e voltamos ao sábado ás 19 horas chegando aqui de madrugada. Até semana passada estava tudo bem, até que percebi que vai ser um cansaço, um tempo com um monte de gente que só quer curtir,ou mesmo nem isso, talvez só incomodar... Bateu uma vontade imensa de ficar em casa como faço sempre.
    "Vá, faça algo diferente..." Depois de tanto, botei na balança e ficar em casa vendo minhas versões extendidas do Senhor dos Anéis e passando a tarde de sábado no computador é sim rotineiro... Porém... do jeito que estou é melhor que eu sinta-me bem onde eu quero estar.
    Só eu não iria. Até amanhã vejo se posso parar na estrada, ficar em Araguari ao invés de seguir para Uberlândia. Se isso puder acontecer, eu vou. Se não, não. Não tenho onde ficar em Uberlândia e voltar de madrugada para casa está fora de cogitação.
    Pode parecer que estou fazendo uma básico drama feminino. Já digo que não sou disso. Se algo que detesto é tempestade em copo d'água. Minha irmã bem disse ontem que eu estava parecendo ela, colocando obstáculos em tudo. Logo depois lá estava eu fazendo piada de alguma coisa. É quando eu fico sozinha que eu fico assim. É quando eu sento em frente a tv e sinto um vazio no estômago que não é fome. Eu reclamo, gesticulo, confesso, desabafo, mas em seguida continuo normal, afinal quem está perto pouco tem a ver com isso.  
    Eu só queria um antídoto para não me sentir assim, mesmo quando eu não fiz nada de errado. É aí que é o ponto. 


    Eu quero férias. Isso se oficializa dia 20 de dezembro. ¬¬' 
    Eu quero mesmo deixar de ser chata, por isso peço que vcs compreendam o texto desabafo. Espero deixar de lado essas frustrações e viver mais sem me preocupar tanto com essas coisas pequenas e inúteis. Isso acaba comigo. 
    Acho que estou ficando velha...

    Torçam que amanhã eu fique melhor. Obrigada por lerem o texto chato até aqui.
    Prometo a antiga Manu aqui amanhã com a resolução da viagem e alguma coisa mais bem humorada.
    Abraços afáveis!

    segunda-feira, 22 de novembro de 2010

    Uma trilha para esses figurões

    Numa manhã em que se está com sono, a caminho de suas obrigações, mas uma conversa chata num ônibus de estudantes sobre campeonato brasileiro 2010 não permite que você pague suas dívidas com Morfeu, opitei por respirar e ouvir coisas que me interessam. Música matutina e água por todos os lados lá fora, tive a idéia de atribuir uma pequena trilha para a temporada de Fórmula 1 para alguns pilotos, os principais claro.
    Uma pena que não pudesse atribuir uma musiquinha para cada, mas daí meu limite de criatividade passa longe de conseguir essa proeza. Apenas uma lembrança carinhosa aos meus "amigos" quase sempre do fundão: Heikki Kovalainen, Jarno Trulli, Nick Heidfeld, Kamui Kobayashi e o recente Nico Hulkenberg que mostrou que pode sacudir as estruturas - tem fibra!

    Buenas... Primeiro o menino Sebastian Vettel que acabou vencendo o campeonato. Eu não sei bem, mas aos que o criticaram talvez agora preponderem. Eu acho que sempre que alguém vence assim como ele fez de uma forma assim tão surpreendente e ao mesmo tempo tão interessante, possa fazer com que reavaliem sobre ele.
    Bom, a música que acabei atribuindo a ele, ouvi agora e prestando a atenção na letra acabou soando romântica demais. Outra que busquei na memória soaria óbvia. Entre uma e outra, fico com a diferente:


    A letra pode ser conferida aqui --> Ari Koivunen - Fuel For The Fire

    Sobre o Fernando Alonso acabou sendo uma música sugerida por alguém que gosta do cara. Na hora bem que procurei tanto algo que desse essa cara de Nando. Mas aí é que está. Eu gosto muito da letra e sabemos o gêniozinho que é o senhor Alonso ficaria muito florido. A escolha era "Tente Outra Vez" do Raul Seixas. Para os fãs, fica essa a opção, mais bonita, pomposa, emocionante, filosófica.
    O negócio tinha que ser mais hard, nem bom nem ruim. Obviamente a música é da minha banda favorita, mas de forma ampla, vc sente o ódio da música. Acho que aí é o ponto, afinal o Alonso deveria ferver com os comentários sobre ele. Fora isso ele deve chutar o cachorro em casa, mas na frente das câmeras ele faz cara de "tudo bem". Eu não conseguiria.


    A letra pode ser conferida aqui --> Nightwish - Slaying The Dreamer

    Lewis Hamilton. Tanto ele quanto Jenson Button fizeram um trabalho muito igual dentro da equipe, coisa que confesso, nem imaginaria que acontecesse com tanta calma. Button não se abateu e Hamilton não foi tão mais superior. Um equilíbrio muito perfeito, embora eu tenha deixado de achar legal qualquer coisa que a McLaren faça, porque seu que se cerco fechasse, as fichas eram todas para LH. Isso não aconteceu, caso encerrado. Depois de vai e voltas, só Hamilton teve chance de chegar em Abu Dhabi com remotas chances de ganhar. Button ficou sem o doce... Músicas, maestro:

    De qualquer forma a letra serve para os dois:


    A letra pode ser conferida aqui --> Helloween - Sole Survivor

    Especifico para Button, que ainda pode estar "vivo":


    A letra pode ser conferida aqui --> Stratovarius - I'm Still Alive


    Ah, o Mark Webber. Pobre Mark. Eu não consegui pensar em mais nada que não fosse essa:




    Para o Felipe Massa... Pode até parecer muito pesado da minha parte. Mas foi essa que veio a cabeça. Sabemos (ou melhor deveríamos saber) que ele não precisava fazer essa temporada mesquinha e sem sal que fez. Muito complicado, não? Se fez de morto depois do GP da Alemanha. Visivelmente se tornou um tapete destes de entrada de casa. "Pise e limpe os pés". Capaz que ele ainda agradeça. Mas de qualquer forma, foi bom para que ele percebesse que há mais nesse mundo do que a vidinha dele. Pura e simplesmente espero que ele tenha percebido e que mude de postura, que se dê valor porque acho que os torcedores brasileiros já estão de saco cheio de pilotos mais ou menos.
    Como tantos fãs de F1 tem as suas implicâncias na F1, obviamente o Felipósvsky tornou-se um dos meus desafetos, mas ao contrário disso, digo e repito que não me afeta em nada mudar de opinião e reconhecer caso alguma vez ele faça por onde como profissional. Já o defendi quando ele precisou de defesa, faria isso em nome da justiça. Mas de antemão a música pode ser pesada como disse, porém nada mais que uma brincadeira.


    A letra pode ser conferida aqui --> Edguy - Judas At The Opera

    Tem aqueles que estavam alí em busca de algo. Se o Massa está aqui eu ressalto duas pessoinhas (não comparando, claro!) Robert Kubica e Nico Rosberg. O primeiro que é sempre aquele que faz, mas só não chega por falta de equipamento. Imaginem o que fará com algo melhor do que uma Renault nas mãos?
    (podemos esquecer a parte romântica, claro... )


    A letra pode ser conferida aqui --> A-Ha - Hunting High and Low

    O Rosberg fez um bom trabalho. Foi infinitamente melhor que Schumi o que era uma dúvida no início do ano, e tornou-se o cara da equipe, embora Schumi fosse a figura mais exaltada. Prometeram um grande carro, e não se cumpriu... Quem sabe ano que vem?
    Música, sim... Mas com  umas coisas aí de "Nico-Britney", acho melhor finalizar por aqui certo? xD

    Abraços afáveis!

    sexta-feira, 19 de novembro de 2010

    Nome? Para quê?

    Eu queria pedir que compreendam minha remota ausência essa semana. Juro que eu queria fazer igual a blogs de amigos com puro conteúdo interessante mas como essa semana várias coisas me desanimaram, acabei sem encontrar forças.Fim de semestre para que cursa faculdade é assim mesmo.
    Ainda pretendo falar de F1. A off-season será terrível. Acho que não mais que a do ano passado, mas quando as coisas ficaram mais legais: puff, acabou! ¬¬'

    Falando então do mais novo campeão mundial, Sebastian Vettel. Alguns que acompanham a F1 já devem saber que o garoto coloca nomes puramente afáveis (ou não... depende do ponto de vista) em seus carros. Nada de nomes comuns, mas nomes femininos cheios de significados peculiares.
    Para terem essa noção o carro de 2008 da Toro Rosso que ele pilotou se chamava Julie:


    Em 2009, na Red Bull tivemos a Kate. Meigo até aí, não? Pois o chassi foi trocado e daí veio a Kate's Dirty sister... Hum...


    Por fim, esse ano de 2010 as coisas estavam intensas, inclusive para o nome das "moças": primeiro "Luscious Liz"... Depois de Espanha e Mônaco, veio a "Randy Mandy". xD

    Existia um vídeo da qual ele falava da "Kate" para David Coulthard  da BBC se não me engano. Eu tenho o vídeo salvo em um dvd, porém no youtube.com não tem mais... (Como sempre algumas coisas somem de lá, num piscar de olhos).

    Eu mesma tenho a mania, tudo que ganho tem nome. Comprei minha guitarra faz quase quatro anos. Seu nome é Sam. E não é "Sam" de Samantha ou Samila ou sabe-se lá qual mais... Guitarra é feminino, carro é masculino, e como Vettel eu troco mesmo os gêneros. No meu caso, o nome da guitarra é masculino. Vem de Samwise - personagem de Senhor dos Anéis, companheiro de Frodo. Simples. Tenho um unicórnio rosa de pelúcia que deveria ter nome de menina mas se chama Atreyu. Dois pinguins Kimi e Mano Kobalwsky. Duas corujinhas: Edu e Edu Jr. Uma estrela-do-mar: Billy... E assim vai.

    Eu acabei na espera de saber qual o nome da próxima "moça" do Vettel ano que vem.
    Eu poderia sugerir meu nome que é bem bonito, modéstia parte. Mas pensando bem... melhor não.
    Hahahahahaha...

    Abraços mega afáveis!

    PS - Ron Groo e Nelson: a minha resposta dos comentários do post anterior está lá ok?

    terça-feira, 16 de novembro de 2010

    Abu Dhabi e a crítica do campeonato

    Se me perguntassem qual a minha pretenção em escrever esse post hoje eu responderia que é nenhuma. Eu queria ter feito ontem, se eu tivesse como. Queria ter feito logo depois da corrida se eu tivesse a liberdade para isso. Mas não fiz. No fim das contas eu tenho a remota ilusão de que escrevo melhor quando um tempo passa. 
    Remota não, tenho a plena ilusão. A ficha só cai quando eu clico para ver a postagem publicada e penso melhor.
    Quase nunca arrependo do que escrevo, mas nunca acho mesmo que minha opinião é sumariamente importante. Por isso penso antes e depois de escrever qualquer coisa.
    Mesmo assim insisto. Gosto de escrever. É onde treino meus discursos. Não quer dizer que sou boa nisso, mas uma hora serei um pouco melhor do que agora, de tanto que faço.

    Abu Dhabi não me reservava nenhuma surpresa. Aquele circuito! Bem sabemos que não reserva nada do que um visual chamativo que enche os olhos e mantém sua atenção por talvez cinco minutos? Por aí.
    Não vejo sequer vantagem alguma para um circuito como esse ser palco de decisão de campeonato, mas enfim... Era lá que aconteceria a decisão, então voltamos nossa atenção para lá.

    A corrida foi chata, como de esperado. Eu não sei por onde exatamente começar a fazer uma análise profunda do que aconteceu em minutos arrastados alí. Fato é que isoladamente a corrida foi um porre. Fora o incidente entre Liuzzi e Schumacher que me fez abrir a boca em tom de "essa foi por pouco" nada mais depois me voltou a não ser as pequenas idiotisses de percurso que nem vou comentar. Só fiquei melhor quando vi Vettel sendo campeão. 
    Além disso, a Mclaren fez um belo trabalho nessa corrida, com o Button sinceramente mostrando que não é um mero cara educado e justo, mas é um belo profissional que ao contrário do que eu imaginei não se abateu pela presença do queridinho da equipe, Hamilton.
    Se é para falar de personalidade, está alí o cara exemplar, esse Button. Obviamente ele não te m absolutamente nenhum crédito por isso, a não ser em momentos raros de devaneios aqui e alí.
    A Ferrari teve o que mereceu. Não falo do caso da Alemanha. Falo da má administração. Ainda me pergunto se Fernando precisava mesmo passar por essa. 
    ...Ai, sobre Petrov. Achei engraçado o tom pretencioso do russo que até então não era nada além de um cara novo que estava mais passeando atrás do Kubica nesse temporada do que tudo. Teve os "15 minutos de fama" ( tecnicamente bem mais que isso) numa situação que eu não gostaria de estar nem pagando. Da para imaginar o quanto lembrarão disso por eras. E da mesma forma que ele não estava errado enquanto corria, Alonso não foi errado em reclamar. O povo esquece que com cabeça quente bobagens brotam do nada. Um gesto é o de menos.
    Mas uma nuvem negra no céu sempre é sinal de tempestade. Daí vem trio global falar esportividade. Eles esquecem dessa palavrinha quando se fala dos queridinhos.
    Passado!
    Passado assim como era para Mark Webber já na classificação. Ainda é, claro. Ele mesmo acha que não é aúltima chance de ser campeão. Que tempo foi gasto tentando uma nota de confiança da equipe e no fim todos olharam para ele com aquele ar de "se tivessemos dado crédito à vc, teríamos vencido assim?" . Foi a queda para ele. Eu sempre achei Vettel melhor. Não vejo nada de enormemente absurdo nas atitudes do garoto. Ele só faz tudo na cara de quem quer ver. Os outros ocultam seus momentos de meninos mimados. Mas eu não achei que era a vez de Webber mesmo. Poderia ser, como havia muitas possibilidades.
    Não o culpo em ter buscado ajuda. Era inédito o que a Red Bull queria, essa hosnestidade na decisão. Querendo ou não eles planejaram muito bem feito que ficou parecendo que já sabiam. Conseguiram o que queriam e achei mesmo que foi justo. (Digam o que quiserem, mas eu achei justo)

    10 poles

    Que se danem minhas pomposas narrativas anteriores aqui no blog. Desde o início do ano eu torci pelo Vettel e para o Button. Porque?  Não tinha Kimi. Ficar assistindo a corrida para ouvir o trio global não é meu passatempo favorito de fim de semana. Revoltar com as bobagens deles, muito menos. Para mim eram duas opções: Vettel ou Button. Não acreditava no Tri do Alonso, porque não acredito mais na Ferrari.
    Eu podia escolher e escolhi. Um venceu ano passado, e o outro foi vice. Só não botei todas as minhas fichas no Button porque eu bem sei quem manda na McLaren.
    Tudo por apenas mais um dos recordes de precocidade conquistado por Vettel desde sua estreia na F-1: Foi no circuito de Monza, em 2008, que o alemão se tornou o mais jovem piloto a vencer uma etapa do Mundial de F-1, debaixo de um temporal e pilotando um carro da Toro Rosso. Em 2006, ele se tornou o mais jovem piloto a participar de um treino, no GP da Turquia. Em 2007, o mais jovem piloto a marcar pontos e a liderar uma prova. E, no ano seguinte, o mais jovem a conquistar uma pole. Em Monza. 
    Pois o "Baby Schumi", como era chamado se tornou um bebê mesmo na imprensa, porque era "mimado demais". E os jovens nunca são? Eu já fiquei várias vezes com raiva quando perdi em algum jogo. Então tenho absoluta certeza que na F1 eu seria a criatura mais chata que se pode imaginar. Imagino que muita gente seria assim, como muitos alí são.
    10 poles em 19 corridas. Ele disse que ia fazer e acontecer. E fez. 
    Por mim, justo. Mais que isso, satisfeita. Foi um campeonato muito legal, o melhor depois de 2007. Sincero, como 2009.
    Se Webber tivesse seguido o que disse... E feito, no caso, vencido: também teria sido justo. Mas ele não fez.  Quando mais precisou, ele não fez.
    Se Alonso, como disse que iria para Abu Dhabi apenas com um segundo lugar e já feliz. Excelente, teria sido justo, aos moldes ou não da Ferrari, justíssimo.
    Sem mais X, Y ou Z. Apenas isso. 
    É o que tenho para dizer por agora. Personalidade não vence campeonato. Carros e pilots não são 50% - 50% para cada. Carro ajuda, mas não é tudo. Quem mais dependeu de carro, mais sofreu e perdeu. Quem fez por onde, chegou lá.


    "Quando você está certo, ninguém se lembra. Quando se engana, ninguém esquece." (Paulo Coelho)

    Abraços afáveis!