sexta-feira, 31 de maio de 2013

Duas notícias

Selecionei duas notícias para hoje.

Uma delas é essa, do Grande Prêmio: Hamilton rebate críticas de Vettel por comparar Mercedes à um ônibus e diz que rival tem "vida fácil" (ver reportagem completa aqui)

Diálogo:
Vettel - “Estou um pouco surpreso pelo ritmo tão lento [das Mercedes] nas primeiras voltas. Normalmente você espera duas flechas prateadas, mas eles foram como ônibus que estavam passeando”, alfinetando Hamilton e Rosberg
Hamilton - “Ele vem tendo o carro mais rápido durante os últimos quatro anos, então é fácil para ele dizer isso”, insinuando que Vettel tem vida fácil na pista desde que deu as caras por ali.


É. O Vettel não sabe o quanto é difícil ser moldado por uma equipe desde criança, para ser exatamente um piloto de F1 quando crescesse. É realmente muito triste passar muita dificuldade até chegar na mesma equipe pequena, que quase ninguém torce, que não tem nem nome conhecido, na categoria máxima, com todas as pedras no caminho, um empresário carrasco que não é membro próximo da família, e um chefe de equipe que não é uma mãe, mas uma madrasta. Mais difícil ainda que essa equipe tenha andado na linha seguindo certinho o regulamento, com nenhum tipo de escândalo no ano da sua estréia como piloto. Complicado foi lidar com um companheiro de equipe era uma cara turrão, não aceitou um certo circo montado.
Muito difícil essa vida! Inclusive bastou ela ficar complicada nos anos seguintes e Hamilton deixou a casa. Deveras complicada. Quem pode julgar o conforto do Vettel, que por sinal teve começo semelhante? 


Pelo menos, Vettel tem uma desculpinha que pode vender quem estiver apto a comprar: estreou na F1 pela BMW sendo opção de piloto de testes e substituindo um oficial, em uma corrida. No ano seguinte, foi para a "filial" da Red Bull, a Toro Rosso, que seguramente não era melhor do que hoje. Se era faxada, fingimento ou afim, pelo menos foi dois anos de construção do caminho para a tal equipe mais rápida do grid, que por sinal, ninguém imaginava na época que seria o que é hoje.
Difícil, né?


Segunda notícia: Helio Castroneves chama pilotos de F1 de mimados (ver reportagem completa aqui)

Trechos destacados. Primeiro:

"F1? É muita política. É tudo política", reclamou. "Bem, todos os esportes têm política, mas não é tanto. Na F1, eles não ligam se você é bom, não se importam se é uma boa pessoa. Parece um negócio de Hollywood e é exatamente o que é. Política é, com certeza, o problema."

Certíssimo. Não poderia concordar mais. Caráter não vence corridas na F1, caso assim fosse, talvez, (eu reforço TALVEZ) alguns nomes não seriam conhecidos. Só discordo de uma coisa: tudo hoje é política. Tudo. Então, de certa forma, precisamos acostumar na marra.

Segundo trecho:

"Hoje eu respeito provavelmente apenas cinco pilotos de lá. Acho que [Fernando] Alonso, Felipe Massa é um amigo meu, [Michael] Schumacher. Schumacher não corre mais. Diria Sebastian Vettel. Até Mark Webber é um bom piloto. Eu só gosto de alguns pilotos que você pode contar nos dedos, é isso. O resto é um grupo de garotos mimados.", afirmou.


Discordo desde a primeira aspas, até a última. Primeiro que "acho" em uma frase não pode entrar em entrevista como afirmação. 
Segundo que a F1 é uma categoria cara, muito cara. São todos uns almofadinhas, de fato. Queria que eles fossem generosinhos? Como diz aqui em Minas: "cê besta?"
Fora que os citados, por ele são os primeiros a botarem a boca no trombone quando são batidos ou criticados. Então, certos ou não, tem a carga de mimadinhos mesmo, de brigarem e dizerem: "tal coisa não é certa, tal coisa é injusta". Esse ano o Webber deu seu chilique. E se fosse bom piloto, teria vencido campeonatos. Se a Red Bull não propiciou que ele vencesse, então Helinho precisa rever conceitos de mimados. Muitos ali pisam nos calos dos "políticos" e sofrem para conseguir lugar em pódios.
Schumi podia não ser daqueles que falava demais, porém mais à frente Button é duramente criticado por Hélio, na reportagem. Sob a perspectiva do piloto da Indy, JB venceu um campeonato, mas agora parece ser um cara que desaprendeu correr... 
Uma coisa não tem nada a ver com a outra! Ele não sabe o que ele encara de dificuldades na McLaren hoje. Seria o mesmo que dizer que Schumacher desaprendeu também. Um heptacampeão se adaptaria a qualquer desafio, se fosse realmente fácil.
Felipe Massa é um mimado não só na pista, mas com a família. Tenho dó do irmão e da irmã desse cara, pois os pais, fazem tudo girar em torno do umbigo dele. A maior crítica de gente que não assiste F1 sobre o Massa é "que figura mais mimadinha, mais fresca". Não foi uma pessoa só que ouvi dizer isso. 
E o critério de inclusão do Helinho é a coisa mais incrível: ele é amigo, portanto é digno de respeito.

Fã como sou do Räikkönen, acho que ele não faz parte da parte política porque realmente é um rebelde. E faz certo, ele não é sem rebelde sem causa. Se afasta disso porque tem personalidade. No íntimo ele pode até ser mimado, mas na capa, é o menos mimado daquele grid. 
Porém não acuso Hélio de mandar uma "afirmação" dessa e o não o crucifico por não dizer que Kimi é digno de respeito. 
Primeiro que todo o discurso soa como recalque. 
Segundo que o critério dele é péssimo para analise de comparação. 
Terceiro e último (e mais importante!), que opinião é que nem bunda. Cada um faz o que bem entende dela.

Abraços afáveis!

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Momentos para partilhar - Semana 3

Anteriores, aqui.


Semana 3 - Coisas para se fazer no calor...




Tomar sorvete

Não há muito o que fazer no calor, até porque não gosto da estação. Fico muito mais preguiçosa e indisposta. Mas quando o calor vem, gosto de sair e ir em uma sorveteria específica da minha cidade, onde tem um montão de sabores à self-service. Vou lá, e geralmente metódica, me sirvo dos mesmos: uva, cereja e limão, mais uma cobertura de uva, e muita cereja em calda.

Usar roupas frescas e claras

Não há nada pior do roupa quente demais no calor. É por isso que também sai comprando roupa mais clara, para dias de calor. Assim, evito as senhoras "pizzas". 

Tomar muito suco

Se não tenho garrafinhas de água pra onde vou, tem um copo de suco me seguindo. Se o desespero for grande pela sede, ataco uma coca-cola mesmo, apesar de não ser saudável, sou viciada confessa.

Lavar o cabelo

É a melhor sensação do mundo ter a cabeça fria nessa época ... :D

Comidas leves

Sanduíches frios, com patês essas coisas. Nem para comer tenho vontade nessa época...

Abraços afáveis!

segunda-feira, 27 de maio de 2013

GP de Mônaco: troféus e categorias

Tenho algumas categorias que eu mesmo montei e vou distribuir prêmios para os participantes do GP de Mônaco.
Sim, porque muitos merecem receber algum crédito além do que foi recebido. Então vamos à eles!!






► Prêmio "Sono Monstro" 

Pra mim, no início da corrida. Estava muito difícil aguentar a vontade de continuar assistindo, quando voltas e voltas já completadas e a fila continuava praticamente idêntica ao da largada. Por fim, quase dormi, se não fosse por um outro premiado do domingo...

► Prêmio "Melhor Presença"

Esse troféu vai para o Safety Car. Uma senhora presença de pista, que deu uma certa calma aos ânimos exaltados para os pilotos (porque só eles mesmos para gostar dessa pressão desgramada de Mônaco, tudo muito colado e claustrofóbicamente falando, apertado) e deu uma geral no ambiente, que foi bagunçado por Massa primeiro, depois por Maldonado e Chilton que detonaram de vez a pista (sem exageros, é verdade!) e depois por Grosjean (que estava tão dócil esse ano, mas acabou montando mais sujeira na pista, batendo em Ricciardo).

► Prêmio "Hora do Chá"

Vai para Max Chilton, o primeiro piloto a receber o prêmio de hoje. Ao fechar Maldonado na volta 46, o acidente foi tão descomunal que uma parte de espuma de proteção foi parar no meio da pista quando Maldonado a atravessou. Só assim a corrida parou mesmo e os pilotos puderam descer do carro e esticar as perninhas. "Momento Hora do chá" foi proporcionado por esse evento. 
É preciso mencionar que Chilton ainda ficou na pista, e depois, levou um drive through pela colisão, e Maldonado, provou do próprio veneno.
OBS: Mesmo assim, ainda acho Maldonado uma pessoa formidável, em vista de outros por aí...

► Prêmio "Suspeito"

O troféu suspeito vai para Felipe Massa. Como ele conseguiu bater praticamente do mesmo jeito, no mesmo local, dois dias seguidos? Muito suspeito...
Apesar da colisão forte, a segunda do fim de semana, o de menos são as dores musculares e talvez de pescoço e coluna. O importante é que nada mais grave aconteceu (nem a ele nem a turma que também se acidentou de forma peculiar - como Maldonado, Chilton, Grosjean e Ricciardo).

► Prêmio "Dono do Mundo"

Mesmo com uma certa ajuda do Safety Car, esse caneco vai para Nico Rosberg, que em grande parte da corrida segurou os afoitos, inclusive o companheiro de equipe,  no início da corrida, ditando o ritmo (mesmo que fosse lento), mas seguro de si, venceu a corrida que significa muito para ele e para o pai, Keke. 
Estava mais que na hora, que as coisas dessem certo para Rosberg, depois de três poles seguidas.  \o/

► Prêmio "Calma e Cautela" 

Esse prêmio vai para a dupla da Red Bull, que suficientemente foram calmos e coerentes em manterem um ritmo adequado, fazendo dobradinha sem muito estrelismo, mas - especialmente no caso de Vettel - guardando pontos significativos contra rivais, Alonso e Räikkönen que estavam mais atrás sem grandes possibilidades de ultrapassagens.

► Prêmio "Sentíamos saudades, só que não"

*Abrindo envelope* E o prêmio vai para: Romain Grosjean! 
Estava tão sóbrio nas corridas anteriores que realmente demorou para cometer um deslise. Ainda que muita gente detone Grosjean, acho que não preciso fazer isso. A única coisa que seria de bom grado que ele fizesse depois de ficar mais calminho era que ele ajudasse mais a equipe e as coisas não ficassem apenas nas costas de um (de Räikkönen). Mas nem uma coisa, nem outra, e ele voltou a ser o Grosjean que já esperávamos.
Tenho uma defesa pra ele. *Pausa dramática*




Infelizmente, Mônaco é um saco por isso: os afoitos serão sempre mais desastrosos naquele ambiente. E eles sempre, sempre levam inocentes para o buraco. Dessa vez foi Ricciardo... 

► Prêmio "Incoerência"

Vai, como sempre, para os comissários. A regra é clara: toma punição quem provoca ou causa colisão grave. Max Chilton bateu em Maldonado de forma que fez do acidente um estardalhaço. Ganhou um "drive through" de presente, quando se manteve na pista, mesmo depois do acidente. Grosjean não recebeu nada pela colisão com Ricciardo, porque também não colheu bons frutos do acidente. Não terminou a corrida, mas deve estar de sobre aviso.
Agora Button, Alonso e Räikkönen tiveram as suas disposições, um certo "cara" que tentou ultrapassagens no mesmo lugar sempre, em um mesmo lugar onde não cabia chance de defesa. Para evitar bater no "estúpido", os três atacaram a chicane. Alonso e Button, tiveram de devolver uma posição que nem era do "ser".
Provocar colisão é errado e o piloto recebe uma punição qualquer. Evitar colisão também é errado, e a punição é tirar posições daquele que em tese, é o correto.



►  Prêmio "Arrojo"


Não. Nunca. Jamais esse prêmio não vai para Sérgio Pérez. Esse troféu vai para Adrian Sutil. 
Sim, é daquele jeito que um certo arrojo, é feito. É daquele jeito, limpo que se dá algum tipo de emoção na corrida. É ele quem mereceria palmas por ultrapassagens naquele aperto todo pelo simples fato que ele não arrancou pedaço de ninguém, não prejudicou ninguém. Fez o que tinha de fazer e pronto.

► Prêmio "Recuperação"

Depois de um pneu furado (que se fosse a primeira vez, diria que era lance comum de corrida) por Pérez, Kimi Räikkönen estava a sete voltas para o fim da corrida com um quinto lugar, discreto, mas o mais alcançável no momento. 
Pneu furado e ele foi para os boxes e teve duas voltas para ultrapassar Chilton, Van der Garde, Gutierrez, Bottas e Hulkenberg, e marcar um único ponto para manter viva sua sequência de 23 GPs com pontos marcados. 
Qualquer coisa que eu escrever aqui sobre isso, será muito, mas muito protecionismo. Tirem vcs as conclusões desse ato.

O mais premiado da noite é Sérgio Perez, não só porque ele acabou com a corrida do Kimi, que tirou dele a chance de ganhar 10 pontos e ficar um pouquinho mais próximo a Vettel e não à 21 pontos. Não só porque ele usou do mesmo jogo sujo de ultrapassagem contra o próprio companheiro de equipe, e contra Alonso. Ganhou as posições dos dois que, pelo amor ao bom senso que ambos tem, evitaram bater e atacaram a chicane por falta de espaço. Porque ele tentou novamente com outro, o mesmo jogo que muitos intitularam "lance de corrida" e tanto forçou a barra a ponto de furar pneu do adversário. A confusão estaria muito mais formada, pois pelo excesso e pouco neurônio, ele também não levou nada com isso. Absolutamente nada!
Tão sábio, terminou a corrida com zero e os demais, Button, com 08, Alonso com 06 e Räikkönen com 01. 
Os prêmios entregue ao Sérgio Perez são:

► Prêmio "Martin Whitmash Mandou";
► Prêmio "Sou o bom, faço o que eu quiser";
► Prêmio "Desrespeito sim, e daí?";
► Prêmio "Babaca Mor da Corrida";
► Prêmio "Não tenho Amor pela Vida";
► Prêmio "Acéfalo";
E o mais importante: Já que pela sapiência, ele acredita que o acidente entre o Räikkönen e ele deveria ter sido evitado pelo finlandês. Dedico esse maior prêmio à ele:




► Prêmio "Cara de Pau do Ano"...

Abraços afáveis!

sábado, 25 de maio de 2013

Treino de Mônaco em fotos e pequenos comentários

Selecionei algumas fotos para partir para alguns comentários de hoje. 

Fruta com potássio. Resultado:
Três, e vamos ver se dessa vez, a Mercedes tem capacidade de ter um ritmo de corrida descente. Bora Nico, é a sua vez de dar as caras no pódio, já que seu companheiro já te roubou esse doce.
Vettel em pose de modelo. Se assim era, poderia ter arriscado um desfile no Amber Fashion!

Foto e legenda auto explicativa.

E ele usou uma espécie de adesivo no treino livre da manhã. Mas no treino oficial, arrancou fora.
Se Bernie ficar "dolorida", sugiro que ele olhe pros lados. Lauda apareceu na tv, a propaganda ambulante. E Ron Howard, o diretor do filme, com o boné do filme, circulou pelo paddock. 
Ou seja, dorme com essa, maracujá de gaveta!

Desejo uma boa corrida a todos p/ amanhã. Farei meu comentário segunda pela de manhã, como costume. 
Ah, e para mais tarde, ainda hoje: Go Bayern!!!!  :D

Abraços afáveis!

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Era uma vez um inocente capacete...

Essa semana Bernie Ecclestone procurou um jeito de reforçar o porque ele é um dos maiores babacas do mundo.
É algo notável. Sugiro um prêmio Nobel para babaquice nos próximos anos e tenho certeza que ele ganharia mais de uma vez.

Ano passado, em Mônaco, Kimi homenageou James Hunt no desenho do capacete. 
Novamente, em Mônaco, esse ano, ele mandou esse desenho super, deveras melhor que ano passado, pois contém mais detalhes:





A minha opinião despida de qualquer interferência é que capacetes diferentes em Mônaco são legais: se explora a criatividade, deixando um pouco de lado a rotina. Alguns fazem ótimas apresentações, com desenhos realmente novos, outros, mudam um detalhezinho e a coisa fica meio sem graça. Mas cada um faz uso daquilo que quer. Sinceramente, protegendo a "cachola", que é o mais importante (e parece que o pessoal se esquece facilmente do óbvio) acho que está ok.
Não sou muito favorável, inclusive que se faça isso apenas em Mônaco. Mas como lá é tudo muito cheio de frufru, é vida que segue. A gente curte um, dois ou três capacetes e partimos para a corrida, que é (de novo!) também o que mais de fato interessa.
Até agora, vi o de Kimi, do Hamilton, do Alonso e do Vettel. O do Hamilton é até legal, com ele, a namorada e o cachorrinho em um carro em forma de cartoon meio grafitado. Achei legal. O do Alonso, também ficou bacana.

Mas o que rola por aí é que Bernie Ecclestone acordou essa semana para encher o saco do Kimi. De acordo com a fofoca de plantão, Bernie, o Babaca, quer vetar o capacete novo de Kimi alegando ser uma propaganda gratuita ao filme "Rush", que tem a direção de Ron Howard, contando a temporada de F1 de 1976 e a rivalidade entre Nikki Lauda e James Hunt, que estreará em setembro. 

Propaganda gratuita?? Que raios!!! 
O bolso dele não está cheio com a homenagem. Esse é o fato! ¬¬'
A palhaçada não termina aí. Caso esse "véio" caquético não entenda, Kimi volta e meia se refere à Hunt, inclusive ano passado, no capacete, com um grande nome do piloto. Época também em que o filme já estava sendo rodado, e eu humilde admiradora de cinema, já sabia da existência da produção. 

Só chamo mais uma atençãozinha, à um detalhe do capacete do Vettel, que achei legal, engraçado, mas olhem bem:




Propaganda gratuita não, mas peitinhos tá liberado?
Nem ligaria, sério, se Ecclestone botasse fogo na lenha, mas agora se quis perturbar, digo: feministas afloradas não gostam dessa imagem feminina. Por simples fato, mulher objeto é desrespeitoso.
Não acho que essa seja a intenção de Vettel, ele é molecote mesmo, e beleza, sob esse aspecto, não ligo.
Sou partidária do usar o que quer e o que deve. 
Embora eu achei essa imagem aqui como figura do capacete do alemão safadinho, creio que ainda assim, uma mocinha sensual dá muito mais pano pra manga do que uma homenagem singela, sem fins lucrativos. 
Tanto é que o filho de Hunt, Tom adorou a homenagem ao pai. De novo: eis o que mais importa!

Se acharem mesmo que todos os argumentos acima são infundados, mando mais um para os insatisfeitos:
Propaganda gratuita do filme? Então Nikki Lauda não poderá aparecer em nenhum canal de tv, nem trabalhar na Mercedes enquanto o filme não sair de cartaz. E quando for lançado o DVD também ele que nem ouse dar as caras. Afinal ele é um propaganda gratuita, viva, ambulante e de carne e osso, que ainda pode ousar falar sobre 1976 como testemunha ocular, auditiva e palpável.


Abraços afáveis!

PS: acabo de ver no blog do meu colega Jaime Boueri que o capacete do Vettel tem uma tinta especial. Confiram na postagem dele de quarta-feira a respeito: O casco.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Manchetes de Mônaco

Vamos à elas:

ECCLESTONE DEFENDE PNEUS DA PIRELLI: “PILOTOS TÊM QUE USAR O CÉREBRO” 
(ver aqui)

É mesmo? Jura? Mesmo? Certeza? Nossa, que novidade!!!! #sarcasmo


Honesto, Räikkönen diz que precisa “pilotar um pouco melhor” para brigar por pole em Mônaco
(ver aqui)

Façamos um exercício: quem, em sã consciência, consegue nomear um cara que admite as coisas na humildade, mais que esse cara aí, que atende pelo nome de Kimi Matias Räikkönen?



Vettel faz apenas nono melhor tempo e destaca dificuldades com pneus supermacios: "Ritmo foi pobre"
(ver aqui)

Vettel, na boa fófis, vamos maneirar. Já estamos de saco cheio dos "mimimi" da Red Bull. Se vc reclamar sempre que o ritmo foi ruim, ameno e pobre, eu vou te mostrar o que é pobre (a minha carteira) e o resto vai dizer para vc se virar e comprovar porque é tricampeão... Sabe como é, o povo fala, o povo fala mesmo.



PIRELLI AMEAÇA DEIXAR A F1 CASO TIMES NÃO MANIFESTEM INTERESSE EM RENOVAÇÃO 
(ver aqui)

Ai. Que saco. 
Só posso ter uma manifestação à respeito:


Abraços afáveis!

terça-feira, 21 de maio de 2013

Kimi chegou à Mônaco...


Para quem não estava lá, eu mesma fiz a recepção dele.
Fiz um vídeo da recepção para compartilhar com vcs, já que uma imagem vale mais que mil palavras:


Abraços afáveis!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Sobre os pneus na F1...

Evitei (confesso!) em fazer comentários sobre os pneus da Pirelli, sobre o que disse Bernie Ecclestone sobre eles na última corrida e sobre, finalmente, o medinho que atacou subitamente os fabricantes de perderem o posto de fornecedores, e vão modificar a porcaria.

Li um monte de coisas a respeito. 
Comentários excelentes, outros muito técnicos e altamente explicativos, e protestos das quais concordei. Mas li muita coisa sem graça também, como era uma possibilidade.

Minha primeira reação ao ver que a Pirelli decidiu que vai mesmo replanejar os pneus, com a temporada em andamento, já para o Canadá, foi essa:


Se não é suficiente, minha opinião a respeito será um básico "copia-cola" das frases que o Eric Boullier disse a respeito da mudança:


"Não são muitos esportes em que mudanças fundamentais são feitas no meio da temporada", disse o comandante da Lotus. "Imaginem por um momento que, por causa de um time de futebol que não consegue correr tão rápido quanto os rivais, as dimensões do campo sejam alteradas na metade do jogo", completou. "Há mudanças que acontecem que são um pouco frustrantes, mas sempre espero que não sejam extremas. Mas está claro que a Pirelli se encontra em uma situação difícil e está sob grande pressão".
(...)
"No ano passado, quando estávamos criando o nosso carro de 2013, cada equipe recebeu os dados da Pirelli e tentamos fazer o melhor trabalho possível em cima disso. Nós ainda andamos com alguns pneus de 2013 no fim do ano passado, para ajudar no desenvolvimento dos carros e, tal como acontece em todas as temporadas, algumas equipes fazem um trabalho melhor que outras. Alguns pilotos se adaptam melhor que outros", disse. 
"É frustrante quando você desenvolve um conjunto de especificações de pneus que estão disponíveis para todos, para então ser dito que tudo isso vai mudar no meio da temporada", afirmou. 

Fonte da reportagem completa, aqui

Em tese é exatamente isso. Eles sabiam o que estava fazendo. Não deram conta de fazer a tempo do campeonato começar, digo: se virem, vcs não são quadrados.
Porém, com o mal feito, feito, não adianta chorar as pitangas. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. 
E sarcasmo ainda não mata, nem está fora do regulamento. Então, para finalizar minha opinião sobre, faço uso novamente de alguém do pessoal da Lotus.



A Lotus soltou a seguinte foto no twitter, hoje:




Acho que é só.
Abraços afáveis!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Momentos para partilhar - Semana 2

Continuando, os momentos partilhados (ver primeiro, aqui).

Semana 2 - Eu nunca...



... maltrataria animais

Pelo simples fato que não há razão para fazer esse tipo de coisa. 

... viajei de avião, nem sozinha

Um dia, quem sabe?! Ainda não precisei ir à lugares que fossem muito longe que precisasse de ir de avião. E realmente viajar sozinha, ainda não houve oportunidade. Sempre há uma companhia, o que torna os momentos da viajem mais fáceis de serem divididos. 

... pintei o cabelo

Os cabelos brancos estão aí, mas não tenho paciência com cabeleiros, não tenho também de ficar comprando tintas em loja de cosméticos e ainda fazendo cara de análise com aqueles exemplos de "se você usar essa cor, ficará assim"... o.O  Cansa, antes mesmo de começar a pensar em tingir. 

... falei mais de 5 minutos ao telefone

Se há algo que não sou fã é de telefone. Eu concordo com o aparelho para buscar notícias e assuntos rápidos. O tal negócio de sentar e contar todo o seu dia para alguém por horas através de um aparelho estranho é a coisa mais estranha do mundo pra mim.  Talvez porque ainda não fiquei longe das pessoas em que precisasse conversar muito. É muito impessoal e difícil saber se alguém do outro lado da linha não está fazendo careta, ou prestando atenção em outra coisa que não na sua conversa (eu pelo menos, divago rápido quando a conversa tende a ser longa). Celulares com mensagem para mim é uma das coisas mais boas do mundo. 
Telefonemas de aniversário então são a minha derrota. Se alguém que conheço faz aniversário, ganha email e mensagem de celular. Se eu faço aniversário e me ligam eu atendo, mas ficar repetindo, "obrigada" e "amém" faz com que eu me imagine em meio a culto de igreja evangélica...

... achei graça no seriado Chaves ou Chapolin

Tem gente que morre de amores, e é uma coisa que nunca entendi. Quando criança não me causava o mínimo impacto. Talvez, quando criança fizesse algum sentido assistir, mas hoje, ao encontrar um bando de adultos se dizendo fãs, que ainda riem das mesmas coisas repetidas e manjadas do seriado, me dá uma certa tristeza... Por eles. 
Mas cada um gosta do que quer, não é?

Aviso: Aos leitores  que quiserem participar de uma brincadeira, minha e do Ron Groo, basta acessar a postagem de ontem, abaixo ou no link direto aqui. Participem!!!

Abraços afáveis!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Lista dos "Coxinhas"

Eu e o Ron Groo, depois dessa postagem aqui, elaboramos uma brincadeira, para montar uma lista dos

'Maiores "coxinhas" que temos por aí'

A situação vai funcionar da seguinte maneira: O pessoal que por ventura se sentir disposto a participar, pode entrar em contato comigo ou via email do blog, ou via facebook (alguns serão marcados nessa postagem, para se quiserem, participarem da brincadeira) para mandar o nome de um "Coxinha" e porque ele ou ela é um, na sua opinião.
Vcs podem mandar quantos nomes quiserem, desde que venha com justificativa por email do blog ou mensagem no facebook, pra mim ou para o Ron Groo.
Quem não foi marcado e quiser participar, pode curtir a reportagem. Aos leitores que não tem a mim ou Ron Groo na rede social, cabe o recurso do email e um aviso nos comentários: "quero participar!!!" Assim podem mandar por email, as suas sugestões, pelo email de cada blog. ***
***Não coloquem os "coxinhas" nos comentários, ok?***

A lista completa será publicada no blog do Ron Groo, assim que tivermos um bom número de nomes.

Imagem retirada do link abaixo

A reportagem da Folha neste link aqui, pode ajudar na elaboração da ideia de quem é um "coxinha" para aqueles que ainda não se adequaram ao termo. 
Podem mandar nomes de apresentadores, músicos, ator ou atriz, esportistas, escritores, ou seja qualquer um, do Brasil ou de fora... Mandem também a(s) justificativa(s) para a(s) escolha(s). 

Aguardamos as manifestações! 
Abraços afáveis!!!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Legendando Fotos no GP da Espanha

Ah, imagem é tudo!!!
Fazemos pole, temos motorhome com o logo da equipe brilhando, mas nas corridas, estamos precisando mais que polimento...

Que povo sorridente não? 
E essa cara de paquera do Massa pro Kimi:

Foi só eu, ou imaginei Alonso girando a bandeira enlouquecidamente? 

Fãs do Kimi na Lotus, correm felizes pois o freezer está reabastecido com Magnum...

 Kimi "forever alone"...

Não precisa de mais legendas...

Juuuuraaaaando... 

- E aí Loeb, quer vir pra cá também e ensinar alguns como é que se faz?
- Hehehehehehe... tô pensando... :D

Aviso importante: Nova mudança para 2014 divulgada pelo Bernie Ecclestone!!!! Exclusivo:

No ano que vem as corridas só serão permitivas se forem assim:


Abraços afáveis!

segunda-feira, 13 de maio de 2013

O jeito é acostumar

Enfim, a quinta etapa se foi, ontem.
Reclamamos porque era na Espanha, e o circuito trazia uma mesmice à caminho para a corrida.
Mas o plano da mesmice tenha se retirado com umas ultrapassagens e algumas estratégias que muitos não se agradam, a corrida não foi lá o supra sumo, mas foi melhor do que as expectativas desastrosas.
Se pudéssemos, faríamos muita coisa ficar diferente. 
O problema é poder mudar. Eu mesma já mudaria uma série de coisas na minha vida em questão de segundos.
Em termos de F1, ultrapassagens forçadas e fáceis mais estratégia de pneus dão o tom do campeonato. Não podemos mudar.

Acho sinceramente que o grande ápice da corrida das Ferraris se deu grande parte pela largada bem executada de ambos. Alonso não só venceu por ter ultrapassado Räikkönen e Hamilton rapidamente na primeira volta. Sem asa, sem nada, apenas com a rapidez de perceber que a Lotus não estava rápida o suficiente e Hamilton não sabia se ia ou se ficava. Isso lhe garantiu o pódio. O primeiro lugar foi garantido pela vontade do espanhol em vencer a corrida no país dele.
Para Massa era exatamente possível acompanhar, mas a desculpa seria a posição de largada, o tráfico... Dessa vez, sim, os torcedores, narradores e comentaristas podem falar o que for. Menos falar mal de quem faz o trabalho melhor. #ficaadica Mas não adianta, ele pode fazer as corridas mais incríveis do mundo, mas algo vai sempre faltar. Sorte dele que o carro da Ferrari é realmente um carro rápido, caso não fosse, o trabalho duro só teria frutos, se o nome fosse sempre do espanhol.
Vencer em casa é picnic em domingo fresco de primavera. E assim foi pra ele.

Por mais que falamos mal da Lotus, por isso, por aquilo e aquilo outro, não é só por saber poupar pneus e ter um carro equilibrado para isso, que Kimi é a terceira vez no ano o segundo colocado, que à 22 corridas vem pontuando seguidamente, e claro, que em cinco etapas tem quatro pódios para contar pros filhos.
É a constância e a paciência. Me julguem, mas isso pra mim, como humilde torcedora é o mais que suficiente. 
Não dava para alcançar Alonso, sim. E podem ter certeza que ele está frustrado por isso.
Mas quem duvidava que o domingo seria do espanhol? Ele já havia dado a deixa, de que suas preocupações não eram as Mercedes e sim Vettel e Räikkönen. Por mais que se fale mal do cara, ele usa o que tem na cabeça e trabalha com ela. É isso que faz, talvez, ser um dos grandes diferenciais do ano. Usar a cabeça. 
Esse talvez não tenha sido o melhor dia para Vettel e a Red Bull fazer, e com isso, o quarto e quinto (de Webber) lugares parecem apagados, em vista do que a equipe procura mostrar. A Mercedes é mesmo um fogo de palha. Ao menos, Rosberg pontuou, depois da pole. Já Hamilton ficou sumariamente apagado durante toda a corrida. 

O que dizer mais? Realmente não sei. 
Teremos que ter a mesma paciência de Kimi. De aguentar corridas mais ou menos, cuja a emoção é dada, mas muito volátil. 

Vamos ver no que dá tudo isso.


Abraços afáveis!

sábado, 11 de maio de 2013

GP da Espanha - treino classificatório



Vamos ver se dessa vez, Rosberguito manda ver em um pódio, já que ele tem ensaiado a algum tempo por isso. A Luane do Octeto está em comemoração pela segunda pole do loirão da Mercedes hehehehe... Lembranças à Lu! \o/

O que pode acontecer amanhã, só Deus sabe. A prévia é que pista da Espanha, quem larga na pole, tem muita chance de vitória.
O que a gente quer é que não seja chata e arrastada como promete ser. Talvez, ela seja mais boazinha que outras vezes. 

Eu só queria que uma vez na vida a gente tivesse narração de gente normal e menos recalcada.
Não sei se eu estava dormindo ainda, mas a pseudo narração do Galvão pela manhã estava muito empolgada, sem motivo. Cortou os comentaristas um punhado de vezes, para falar coisas sem necessidade, como apresentar o presidente da Ferrari. 
É, ninguém sabe quem é!!!
Teve torcida ferrenha por uma pole do Massa. Give me a break, please! Isso além de tudo, acaba gorando o desempenho do cara... que coisa chata!
Deixa as coisas fluirem e quando acontecer aí sim, comemora litros, porque será um direito garantido!
Porque se não, depois eu, vou olhar a classificação e descubro que o Massa não vai largar em sexto, mas em nono. Se tivessem narrado, não seria necessário eu procurar o motivo da mudança nas reportagens, ainda mais que a punição se deu por atrapalhar uma volta de alguém. 
Ah, detalhe: criticaram o Gutierrez por ser novato e ter feito o mesmo com Kimi. E agora, como fica?

Eu tinha mais comentários venenosos para fazer, mas vou ser sucinta neles:

1) Hamilton hein? Foi pra Mercedes, e está quase sempre no pelotão que luta por vitórias. A McLaren abandonada, enquanto isso, sofre horrores. 
Vai ser sortudo hein? E claro, confortável, e ganhando muito bem, mais que o Vettel, não digo que tem direito de reclamar... 
Depois o mercenário é... o.O Deixa pra lá.

2) E aquele repórter babaca voltou? Não, tenham dó!! 
E o que se deu para escolherem Burti e Rubim e isolaram total o Reginaldo? 
Burti, aprende com o Rubim, por obséquio, que a corrida não gira em torno do Massa e sim, que tem mais 21 caras por ali... #ficaadica

Abraços afáveis e boa corrida a todos!