sexta-feira, 24 de maio de 2013

Era uma vez um inocente capacete...

Essa semana Bernie Ecclestone procurou um jeito de reforçar o porque ele é um dos maiores babacas do mundo.
É algo notável. Sugiro um prêmio Nobel para babaquice nos próximos anos e tenho certeza que ele ganharia mais de uma vez.

Ano passado, em Mônaco, Kimi homenageou James Hunt no desenho do capacete. 
Novamente, em Mônaco, esse ano, ele mandou esse desenho super, deveras melhor que ano passado, pois contém mais detalhes:





A minha opinião despida de qualquer interferência é que capacetes diferentes em Mônaco são legais: se explora a criatividade, deixando um pouco de lado a rotina. Alguns fazem ótimas apresentações, com desenhos realmente novos, outros, mudam um detalhezinho e a coisa fica meio sem graça. Mas cada um faz uso daquilo que quer. Sinceramente, protegendo a "cachola", que é o mais importante (e parece que o pessoal se esquece facilmente do óbvio) acho que está ok.
Não sou muito favorável, inclusive que se faça isso apenas em Mônaco. Mas como lá é tudo muito cheio de frufru, é vida que segue. A gente curte um, dois ou três capacetes e partimos para a corrida, que é (de novo!) também o que mais de fato interessa.
Até agora, vi o de Kimi, do Hamilton, do Alonso e do Vettel. O do Hamilton é até legal, com ele, a namorada e o cachorrinho em um carro em forma de cartoon meio grafitado. Achei legal. O do Alonso, também ficou bacana.

Mas o que rola por aí é que Bernie Ecclestone acordou essa semana para encher o saco do Kimi. De acordo com a fofoca de plantão, Bernie, o Babaca, quer vetar o capacete novo de Kimi alegando ser uma propaganda gratuita ao filme "Rush", que tem a direção de Ron Howard, contando a temporada de F1 de 1976 e a rivalidade entre Nikki Lauda e James Hunt, que estreará em setembro. 

Propaganda gratuita?? Que raios!!! 
O bolso dele não está cheio com a homenagem. Esse é o fato! ¬¬'
A palhaçada não termina aí. Caso esse "véio" caquético não entenda, Kimi volta e meia se refere à Hunt, inclusive ano passado, no capacete, com um grande nome do piloto. Época também em que o filme já estava sendo rodado, e eu humilde admiradora de cinema, já sabia da existência da produção. 

Só chamo mais uma atençãozinha, à um detalhe do capacete do Vettel, que achei legal, engraçado, mas olhem bem:




Propaganda gratuita não, mas peitinhos tá liberado?
Nem ligaria, sério, se Ecclestone botasse fogo na lenha, mas agora se quis perturbar, digo: feministas afloradas não gostam dessa imagem feminina. Por simples fato, mulher objeto é desrespeitoso.
Não acho que essa seja a intenção de Vettel, ele é molecote mesmo, e beleza, sob esse aspecto, não ligo.
Sou partidária do usar o que quer e o que deve. 
Embora eu achei essa imagem aqui como figura do capacete do alemão safadinho, creio que ainda assim, uma mocinha sensual dá muito mais pano pra manga do que uma homenagem singela, sem fins lucrativos. 
Tanto é que o filho de Hunt, Tom adorou a homenagem ao pai. De novo: eis o que mais importa!

Se acharem mesmo que todos os argumentos acima são infundados, mando mais um para os insatisfeitos:
Propaganda gratuita do filme? Então Nikki Lauda não poderá aparecer em nenhum canal de tv, nem trabalhar na Mercedes enquanto o filme não sair de cartaz. E quando for lançado o DVD também ele que nem ouse dar as caras. Afinal ele é um propaganda gratuita, viva, ambulante e de carne e osso, que ainda pode ousar falar sobre 1976 como testemunha ocular, auditiva e palpável.


Abraços afáveis!

PS: acabo de ver no blog do meu colega Jaime Boueri que o capacete do Vettel tem uma tinta especial. Confiram na postagem dele de quarta-feira a respeito: O casco.

4 comentários:

Ron Groo disse...

This is F1. Enjoy it...

Manu disse...

É, não adianta enlouquecer...

Octeto Racing Team disse...

Babaca! Só isto que tenho a dizer sobre Ecclestone!

bjs, Ludy

Manu disse...

Mas beleza, ele vai usar e desobedecer.
E nós vamos rir! :D

=*