sábado, 31 de março de 2012

Entrevistas com Leitores: Ron Groo

Alguns dias atrás estava olhando as abas aqui do blog e percebi que a muito não fazia entrevistas com leitores. Alguns simplesmente nem foram entrevistados ou contribuíram com opiniões por aqui. Então resolvi abrir uma nova etapa e entrevistas, começando hoje com meu amigo blogueiro Ron Groo.




Ron Groo é um blogueiro, conhecidíssimo de todos nós, que escreve ótimos textos no Blig Groo, com muita competência e humor.
Eis então a entrevista que fizemos, para abrir essa nova etapa de participações:


1- Quem é Ron Groo? Fale-nos sobre você. 
Bom, ninguém sabe falar sobre si, eu não sou diferente... Sou bloqueiro, professor, sócio no PodiumGP, tenho 38 anos (com corpinho de 37) Apaixonado por F1 e música. Baterista e pretenso escritor.

2- Quando a F1 passou a ser costume diário?
Em 1983 quando sentei com meu pai pra ver Piquet ganhar o GP da Italia em Monza naquele ano. 

3- Qual o seu maior ídolo de todos os tempos?
Não tenho ídolos, mas admiro muito Jack Kerouac, artífice da geração Beat da literatura americana. E na F1, Piquet e Jim Clark.


Jack Kerouac - escritor norte-americano
Nelson Piquet, campeão da F1 em 1981, 1983 e 1987
Jim Clark, campeão mundial em 1963 e 1965


4- Sua(s) equipe(s) favorita(s)?




Williams, sempre Williams.

5- Na temporada atual, qual o piloto pela qual torce? Existe um segundo favorito?
Eu não torço por pilotos, embora pra escrever demonstre simpatia por alguns... Mas minha torcida é pelo Vettel.


Sebastian Vettel, campeão dos anos 2010 e 2011


6- Qual a melhor e a pior temporada que já acompanhou?
Eu não sou saudosista não... A melhor pra mim é sempre a que estou vendo, mas assim... As temporadas de 86 até 99 foram muito boas.


Temporada de 1999


7- Se você tivesse o poder de escolha, qual (quais) seria(m) a(s) mudança(s) que faria para melhorar a F-1 (se caso ache que necessite)?
Voltaria com circuitos clássicos... Austria, Portugal, Hocken velho... estas coisas.

8- Comentar sobre F1 tem seus prós e contras no “país do futebol”, quais foram no seu caso?
Eu não me importo com futebol, apesar de santista. Prós: todos. Contra: gente chata. Mas são minoria.

9- Qual a melhor e a pior coisa da temporada de 2011?
A melhor foi o título da Red Bull, a pior foi a temporada da Williams.

10- O que espera da temporada de 2012? (E está agradando até o momento?)
Espero que a feiúra dos carros iguale as performances... De resto, espero que a Williams volte a ser considerada grande. E Parece que ta indo.


***

É isso pessoal! Espero que tenham gostado como eu. Agradeço mais uma vez Groo, pela amizade e pelos costumeiros comentários e conversas esporádicas via facebook! :D Obrigadão por ter aceitado o convite!

Estou preparando mais algumas entrevistas, mas não se sintam envergonhados em pedir para responder as perguntas. Vcs viram que são coisas bem simples, basta me mandar um aviso pelos comentários ou entrar em contato pelo email do blog (na aba "contatos").

Abraços afáveis!

quarta-feira, 28 de março de 2012

Legendando fotos de um GP: Malásia

Desta vez o cotovelo não doeu pelo Button, mas talvez pelo Alonso.


"Pode vir tsunami que eu não derreto"

"Hey, Schumi!!!!Como vai a família? Saudades das nossas brincadeiras quando criança...!"

"Não enche Rob, eu sei o que tenho que fazer... Não preciso de pente."


"É Felipe, e nem ele..."

É de manga?

Não sou totalmente inútil. Sei amarrar minha sapatilha. SOZINHO.

Um dos poucos que estava achando tudo uma festa...

"Hum, cadê meu Magnum...?!"

Imagens no celular? Tenho um palpite:


Conselho? Sim, olhe para todos os lados antes de de fazer ultrapassagens que furem seu pneu. Assim vc evita de ouvir m*rd* por suas atitudes.

Abraços afáveis!

PS: Todo conteúdo desse post é apenas uma brincadeira. Longe de querer ofender, maltratar ou coisa parecida. É apenas para ser engraçado. Todos são uns amadinhos. ^^

segunda-feira, 26 de março de 2012

Contando alguns pingos de chuva da Malásia

Malásia chove. E corridas lotéricas acontecem naquela "bat lugar" todo ano. 
Eu não concordo muito. Não digo que é sempre sorte quem faz bom trabalho, mas a chance de algo cair no colo de algum piloto, além da chuva, é muito mais provável na Malásia do que em qualquer outro GP. 
O circuito não é lá essas coisas e a chuva sempre tenta testar as habilidades dos concorrentes. Mas, na boa, ela na verdade testa é a paciência de todos. 
Desta vez, tudo foi muito bem pensando e com grandes talentos a coisa não ficou tão chata assim. Mas se a chuva (e consequentemente Safety Car) ajudou o pessoal usar os neurônios, ajudou também que alguns talentos ficassem fora da festa no fim, por conta de erros.
Esses foram Jenson Button e logo após Sebastian Vettel. O primeiro tinha a corrida nas mãos, mas cometeu o erro de tocar Karthikeyan e quebrar parte da asa dianteira, ir para os boxes e perder um considerável tempo, terminando a corrida 14º. Sebastian, mais tarde furou o pneu em toque com uma Hispania (que agora não me recordo ser era mesmo o Karthikeyan mas possivelmente sim). Reclamou horrores, deixando claro que parece que esses pilotos não sacaram ainda que essas pequenas equipes são mais lentas, e enquanto ninguém se posiciona para resolver o impasse, a paciência com eles deve ser a única postura. Com tempo para chegar aos boxes e trocar o pneu, Vettel terminou a corrida sem pontuar em 11º.
Button foi o que vi que reconheceu um imprudente erro. Numa chuva as coisas poderiam ser facilmente justificadas eu nem acho que os erros de Button e Vettel foi tão grandes. 
Além da Hispania havia alguém bem lento à frente. Esse era Felipe Massa quando Button tocou em Karthikeyan. A desculpa do piloto brasileiro ainda se mantém na falta de rendimento dos pneus. Eu me pergunto porque ninguém pega no pé dele agora chamando-o de desmotivado?! E quando todos conseguiram passar a Mercedes de Rosberg que estava com rendimento muito baixo a vez de Massa pareceu um erro primário ao ainda continuar atrás do alemão perdendo contato logo depois. Rob Smedley disse que a chance era dele pelo rádio, para atacar Nico, e visivelmente frustrado fez sinal negativo quando viu a falha de seu piloto. 
Pois ao que fez Alonso, podemos dizer seguramente que o carro pode ser ruim, mas se tivermos estratégia, basta dizer ao piloto que o mesmo faça das tripas, coração para que tudo corra de forma mais positiva possível. E "tcharãm", o mais detestado que amado Fernando Alonso, fez seu trabalho desde a largada, contou com o problema de Button no meio do caminho, paradas muito bem feitas da Ferrari e ficou na ponta. Carro ruim? Sim, mas nem por isso impossível pois ele se manteve ali fazendo o seu trabalho de pelo menos manter a posição. 
Talento que sobra em Alonso, se perdeu um pouquinho em Hamilton, uma vez que fez uma corrida mediana, ficando com um bom terceiro lugar sendo que pouco se ouviu seu nome. Teve tudo para ser o primeiro, mas alguns problemas em suas paradas ficou só com terceiro. Vantajoso sim, mas nem tanto quando se fala em Sergio Pérez.
Eu disse que a dupla da Sauber é um dupla muito legal. E Peréz com certeza fez uma corridaça! O que dizer mais sobre? Não tem porque fazer longas construções sobre sua corrida. É isso e pronto, ele foi ótimo.



E se o post poderia terminar aqui falando das grandes estrelas do domingo, peço permissão para continuar. Ainda há alguns comentários a fazer.
Primeiro, sobre os que merecem lembrança. A Mercedes está precisando de ajudas sinceras. Ter dois bons pilotos não está sendo o suficiente para a equipe, terminando mal a segunda corrida do campeonato. O único ponto que Schumacher garantiu na Malásia só ocorreu pela retirada na última volta de Maldonado (de novo?!) com problemas no motor. Fora isso, seguramente ele faria companhia a Rosberg, sem marcar pontos.
Não podemos ficar na sombra e dizer que tudo está bem na Lotus. Ela corre com Kimi, que fez a volta mais rápida da corrida, 1:40.722, na volta 53. Atrás apenas de Schumacher (com 76) e Alain Prost (com 41) Kimi é o terceiro piloto com mais voltas rápidas na história , contando com essa na Malásia chegando ao total de 36 voltas rápidas.  Mais 6 em 18 corridas e pode passar a ser o segundo nesse ranking.
Porém Kimi ficou apenas com o quinto lugar, um pouco frustrante pela propaganda desenfreada que fazem do carro da Lotus - Renault. Grosjean, mais uma vez ficou pelo caminho. Um erro bobo logo na primeira volta, sendo dessa vez não com Maldonado, o problema foi com Schumacher. Boto fé que o carro é bom, mas não sei até quando, uma vez que se as oportunidades de ter um piloto da Lotus no pódio parecem distantes, a gente se frustra rapidamente.
Se Maldonado acabou forçando a barra demais de sua Williams, Senna conseguiu ficar atrás de Kimi, com o sexto lugar, garantindo 8 pontos ideais para levantar a moral dele e da equipe. Um trabalho muito legal e que sinceramente acho muito vantajoso para ambos, Senna e Williams.
Webber agiu de forma semelhante a Hamilton, ficando com um mais ou menos quarto lugar, que não fez alarde, não ficou nem quente e nem frio.
Completando os marcadores de ponto Vergne, Di Resta e Hulkenberg guardaram felizes no bolso alguns pontinhos. A Force India mais uma vez mostra que é boazinha.


O segundo ponto de comentário é algo chato, mas que preciso chamar a atenção: Malásia é um saco por causa da chuva e dos atrasos. Não porque eu sou impaciente. Estar impaciente tem um motivo que não é a chuva, nem a indecisão da comissão do GP. O motivo chama-se Galvão Bueno.
Sei que faz parte suas pérolas sendo vomitadas ao vivo, sei que ele faz isso a 30 anos ou mais, mas simplesmente me deixa de saco cheio. E eu não sou homem para usar essa expressão.
Ele deu um belo coice no Carlos Gil (que por mais ruim que seja ao menos informa as coisas e não é que nem aquela pastel da Mariana Becker) sobre o fato de terem acionado a primeira bandeira vermelha por engano na corrida e depois remediou com a palhaçada que fez dizendo que estava usando de "bom humor". Aviso: eu não achei graça da sua brincadeira, senhor Galvão. Muito menos gostei da rasgação de seda que foi ao falar de Ecclestone - Opinião muito desnecessária. Achei muito menos graça, dos comentários afetados em relação ao Grosjean e seu mal desempenho, crucificando o piloto da Lotus quando na verdade pouco foi merecedor. Fiquei muito mal pelo Grosjean e com pena. Foras atrás de foras, a historinha sobre o Luciano Huck com Peter Sauber não precisávamos saber. Chamar Nico Rosberg de Keke Rosberg mostrou o quanto gagá ele está. As pausas de assunto para falar que Stock Car é uma categoria com qualidade de concorrentes de nível tão alto que é a melhor categoria DO MUNDO!! (Whaaaat??) Tudo só pq tem filhos lá. E os seus comentários dedicados ao Massa que foram totalmente apagados quando este tentando ultrapassar Rosberg, nem chegou perto da façanha e foi sumariamente substituído por torcidas gritantes ao Bruno Senna? Fora que ele mandou literalmente o Senna partir para cima do Kimi e ao perceber que Bruno perdera contato com o finlandês soltou a frase que o "Homem de Gelo não é flor que se cheire"... É mesmo, o Kimi sempre foi sujo com seus adversários e tiraria o Senna da jogada em questão de segundos... Ora faça-me o favor!!!
Para finalizar, a torcida camuflada, mas visível, de Bueno para Pérez tirar Alonso do caminho, foi de dar nos nervos. A dor de cotovelo corrói as pessoas e foi bom que o Reginaldo lembrasse a todos - embora ele possivelmente Galvão tenha ignorado - que Pérez já foi cogitado como substituto de Massa na Ferrari. Com essa corrida que o mexicano fez, só subiu as chances dele. (Sem falar no carinho na qual Alonso tratou Pérez no pódio... Coisas de minha cabeça hehehehehehe...).
Assim uma corrida que tem a pausa por causa de chuva forte, abre brecha para Galvão não controlar o bom senso. 


Respirando fundo, a gente retorna na China daqui a duas semanas, na então terceira etapa do campeonato, que mesmo com os percalços está interessante, admito.


Para o GP da Malásia deixo a trilha:


Abraços afáveis!

quarta-feira, 21 de março de 2012

Pérolas de Kimi Räikkönen

Nele, vcs vão ler 15 das frases e situações ocorridas com Kimi e jornalistas que rendem de risadas a críticas.
Definitivamente Räikkönen não é tipo fofo e afável que qualquer mãe adoraria como genro. Se fosse um dos amigos do filho dela, dificilmente seria aquele que ela gosta de chamar para almoçar junto em um domingo.
A criatura não nasceu para sorrir e agradar jornalistas com suas perguntas desnecessárias. Que dirá aquelas mães que se ofendem fácil. 
O que alguns chamam de sinceridade, outros de grosseria, eu chamo de humor sarcástico. Se vc não é capaz de rir e se ofende, é porque é verdade. Duvido um pouco que ele seja assim com quem não merece. 
Toda vez que leio alguma coisa eu penso o tanto que sou "mosca morta" e raramente consigo dar cortadas como ele. As vezes elas são necessárias.
Toda vez também que leio essas pérolas dele, penso numa professora de português muito rígida que tive no ensino fundamental, e que tinha a boa (ou má) fama de dar respostas a esse nível. O lema dela era "se me faz uma pergunta idiota, terá uma resposta mais idiota ainda". Uma excelente professora, mas a ponto de praticamente ninguém gostar dela e rir de humor quase britânico era uma dessas que a gente lembra pelo resto da vida.
A dona Cleide então levou, certa vez em uma de suas aulas, uma sequencia de piadinhas cujas perguntas eram as mais ridículas possíveis. Uma delas, era uma charge, onde o namorado oferecia flores para a namorada e a mesma, toda feliz, dizia:
- Flores, meu amor?
E o namorado respondia;
- Não, querida, são cenouras.


Abraços afáveis!

terça-feira, 20 de março de 2012

A temporada começou!

Eis que estou muito atrasada. Mas desde sexta não consegui acessar a internet, e só ontem antes de uma aula, percebi que estava normalizado. Depois de tanta reclamação via telefone para a empresa da internet, hoje faço meu breve comentário sobre o GP da Austrália, só para cumprir tabela.



Foi uma corrida boa, suficiente para matar a saudade e particularmente para mim, empolgar com alguns acertos de primeira que fiz no post passado.
Falei bem do Kobayashi e do Perez e eles fizeram uma corrida muito, muito boa. Para mim os grandes  destaques.
Parece que esse ano o cerco está mais largo quanto a punições. Ano passado, a situação entre Grosjean e Maldonado daria problema para alguma das partes, possivelmente para o lado do Pastor. Uma pena Grosjean ter saído da corrida tão depressa. Daquela posição poderíamos perceber como comportaria o carro da Lotus em posições mais próxima das grandes. Em todo caso, Pastor fez um corrida sem medo de ser feliz, perseguiu o tempo que pode, o Alonso. Mas a poucos metros do fim, bateu deixando pedaços do carro pelo caminho. Um destes foi logo que Rosberg passou furando o pneu e deixando uma sofrida oitava posição para uma nada boa décima segunda. Prejuízo total para Mercedes que já tinha Schumacher com tudo bem  feitinho desde o treino, mas um erro lhe custou a corrida toda, com problemas no câmbio.
Prejuízo quase equivalente foi da Williams, que teve a graça de Maldonado até a última volta, mas não teve o sucesso do Senna. Se atracou no meio do caminho com ninguém menos que Felipe Massa. A cordialidade de Senna foi mostrar acidente de corrida logo após ter recolhido o carro. Mas como estive sem internet e me baseio pelos comentários do trio global (uma derrota como sempre) não sei o que disse a outra parte brasileira prejudicada. Massa não manteve ritmo algum, apesar da boa largada. 
Assim como foi uma pena para Williams, não tão pena para Ferrari que teve Felipe recolhendo o carro e gestos negativos de chefe de equipe, teve Alonso em um fatigoso quinto lugar. Pouco para ele, mas sinceramente muito para mim, levando em conta os comentários negativos que o carro teve. 
Houve os sortudos da vez, e esse foi Räikkönen que aproveitou bem do problema de Rosberg e conseguiu ficar entre as Saubers que faziam um trabalho muito bom. Pulando do possível nono ou décimo, ficou com o sétimo. E vou ficar nisso, porque não quero acusações de puxa-saco novamente. 
Limito agora a falar das estrelas do domingo. Webber podia muito ter ultrapassado Hamilton no fim, se houvesse algumas voltas a mais. O inglês acabou perdendo o fio da história, logo na largada. Hamilton, largou na frente mas não largando bem, poderia ter mantido o ritmo. Mas a destreza e a sutileza de Button tomou distância. Além disso soube poupar pneus, calcular esforços, ou seja ministrar uma corrida. A cara de Jenson. E sumariamente merecida vitória. 
Grandes feitos também se rendem a Vettel que como campeão que é, usou de sua esperteza para aproveitar a chance de se manter perto de Hamilton e assim sendo, quando o Safety Car deu as caras quando Petrov havia deixado sua Caterham impossibilitada de continuar, lá estava o alemão na posição de Hamilton.
Isso não deixou o inglês nada feliz, mostrando uma cara de péssimos amigos no pódio. Um doce de pessoa. Calma, senhor, é apenas a primeira corrida. Cara feia para mim, é fome.
Mas o que as vezes gosta de fazer uma cara não muito feliz quando fica em segundo, foi Vettel que fez festa com Button, deixando o clima entre os 3 com cara de que o complicado era mesmo o Hamilton. 
Eis então a música de abertura do campeonato:


Que venha Malásia. Abraços afáveis!

quinta-feira, 15 de março de 2012

Previsões 2012

Em 2011 eu não errei quase nada e as principais apostas foram na mosca: Vettel seria bicampeão e Button se destacaria (tanto que foi vice). Nem queiram que eu me gabe. Até que não foi muito cabuloso chutar palpites em 2011. Com aquele ano, perdi o medo de olhar na bola de cristal paraguaia que tenho. 




Mas, esse ano de 2012 é diferente e não está lá muito fácil. Tudo está meio nebuloso, rsrsrsrs...
Começarei debaixo para cima, pensando assim, do mais fácil ao mais complexo.


 
Esse é o novo capacete do Kovalainen. De acordo com o site Tecmundo (link aqui), a Rovio decidiu patrocinar o piloto da Caterham e este vai utilizar um capacete do pássaro vermelho de Angry Birds.
E não é apenas a pintura que foi feita para deixar o capacete parecido com o personagem, até mesmo o desenho e a aerodinâmica foram modificados para que os traços do pássaro fiquem mais fiéis, sem atrapalhar o desempenho do corredor. (Além do capacete de Heikki Kovalainen, a parceria vai gerar uma série de itens para venda, que incluem miniaturas e até mesmo um jogo online de Angry Birds e Fórmula 1.)

Eis então que estou abrindo alas para as equipes menores. Heikki é um cara legal, piloto mediano, que tem a sina de estar na Caterham. Pode ter a chance de evoluir mais que o ano passado. Mas possivelmente a equipe ficará apenas com a glória de ser a melhor dentre as menores. Creio que esse ano, poderia ser a chance dela ser melhor que Williams, mas não dá para afirmar com essa certeza. Tanto ela como a Williams tem alguns problemas de confiabilidade.
Sobre os pilotos, seguramente diria que era uma equipe tranquila, com Kova e Trulli. Mas a maré nos empurrou da Itália para a Rússia, com a retirada (judiada) de Trulli para a Petrov, tomando o posto. Eu gosto mais do Kova, torço por ele, e infelizmente não posso compactuar com a forma com que Petrov entrou na equipe. Já expliquei minha postura sobre e é chutar cachorro morto se voltássemos a isso.

Passamos então para as outras duas equipes anãs, que comento juntas, pois não há muito o que dizer:

O que esperar da Hispania? Nada. 
Da dupla então, vamos supor que pela experiência, De La Rosa se destaque. Mas esses carros em todo o caso, são verdadeiros castigos. Forçam a barra pois acabam sendo a curva de rio, quando andam lentos e atrapalham as equipes grandes, os fominhas, os esquentadinhos... Claro que não é culpa dos pilotos ou quem trabalha para colocar a equipe no tom ao menos razoável. Mas sempre será essas as acusações. 


Fazer qualquer consideração pela Marussia é chover no molhado.
Glock se mantém na equipe, um dos pilotos medianos que por falta e possibilidades talvez perdeu chances de mostrar a que veio. Sobre esse Charles Pic pouco posso opinar por motivos óbvios: mal sei quem é.
Pela experiência na equipe possivelmente Glock continue a ser o mais razoável da dupla, mas grandes evoluções dessa equipe é difícil de apostar fichas. 

Seguindo, vamos à Williams:

Parece que agora investimentos possam melhorar a situação da equipe. A tarefa não ficou mais fácil, mas ter sangue novo na equipe pode dar novos rumos, positivos a Williams. Senna pode não ser tão novo assim, mas está com vontade de trabalhar e suar, assim duvido que ficará só nas promessas e vamos perceber mesmo que de leve esforços por parte dele. E tem largas chances de ser bem melhor que Maldonado.


A Toro Rosso quis de todas as formas chutar fora seus dois pilotos, Sebastien Buemi e Jaime Alguersuari, mesmo ambos não fazendo tão feio em 2011. Ambos chutados, trocaram o "charmoso" Buemi pelo "mais charmoso ainda" Ricciardo que insistem dizer que é um pilotaço. Ainda não vi nada. 
O mesmo que disse sobre Charles Pic digo sobre Vergne. Não dá para falar muito sobre eles, então, passo.





Os carinhas felizes da Sauber são talentosos. Sem mais.
Se a Sauber der uma evoluída eles podem surpreender.






Paul di Resta se mostrou muito competente no ano de estréia, em 2011.
Por problemas de implicância antigos, Adrian Sutil não fará falta, uma vez que Nico Hulkenberg também fez um trabalho muito honroso quando esteve na Williams. Assim creio que é a dupla que mais será interessante ver trabalhar junta, uma vez que são igualmente novos, rápidos e motivados.



Considerada a quinta melhor equipe do grid, alguns palpitam que pode competir diretamente com a McLaren, tirando a Ferrari do páreo. É complicado falar isso assim rapidamente. De uma coisa falo com convicção que Kimi superará Grosjean. Vcs sabem porque e vão rir disso, mas se eu não esperar isso, quem vai?
O carro parece bom, razoável, mas nutrir muitas expectativas positivas acaba com os nervos. Limito a dizer que qualquer grande feito será lucro. E pensando que a Lotus - Renault esteve no pódio ano passado, vale acreditar numa aparição do Rei de Spa entre os 3 primeiros.


Complicado conversar sobre a Mercedes, que tem tudo para ser "A" equipe. Falta sabe-se lá o quê. Eles tem carro com nome que já dá um crédito, tem um heptacampeão mundial que parece que não está servindo para nada a não ser garoto propaganda, e tem Nico, que não teve medo de superar o hepta, mas não sai do lugar mesmo assim.
A situação entre a dupla tende a continuar assim, Nico superando Schumi e fazendo a corrida deles entre as grandes e antes da medianas, fazendo o duro jogo do cima do muro. Mas que o casamento entre o piloto e o carro precisa de terapia, isso precisa.


Situação semelhante a da Mercedes, a Ferrari talvez esteja em situação muito mais crítica que a flecha de prata. A Ferrari promete evoluir e na verdade parece esperar que todos se ajoelhem aos pés deles, por serem os grandes e supremos e deixem de trabalhar nos seus carros. O problema, é que ninguém mais ajoelha, não espera e não liga botando mesmo a mão na massa. E a Ferrari ou começa tarde a fazer o maldito carro, ou fala demais e age de menos, ou na real está que nem filmes em preto e branco: clássico, mas obsoleto.
Para piorar há crise interna. Alonso tem vontade, mas não é burro em saber que vai ter que rebolar com o carro de 2012. Seria muito mais fácil se tudo fosse como na teoria de que é a melhor equipe de todos os tempos. Mas não é. Nem precisamos sugerir, que dirá afirmar, que ele é o piloto da Ferrari, e se me permitem, será mais um ano que parecerá o único.
Massa pode, ao meu ver, ir trabalhando a mente, pois será seu último ano na equipe, a não ser que ninguém mais seja cogitado para a vaga. Opinião, que ninguém precisa concordar.


Possivelmente a McLaren continuará em seu posto nem lá nem cá como ano passado. Duvido que Hamilton volte a fazer suas atrações circenses, da forma exagerada que faz. Mas escorregadas, haverão, pois há sempre. E não vão ser as críticas que fará ele sossegar. Faz parte de sua personalidade, quer queiramos ou não.
Por isso, ainda creio que Jenson tem mais a agradar a McLaren, tem mais a nos dizer. Por muitas vezes para fazer bonito, só precisa de ser bem feito, nem sempre apoteótico. Se a equipe optar pela simplicidade, pode rivalizar diretamente com a Red Bull.


Toda equipe que acaba o ano como a Red Bull em 2011 é promessa. Não vou dizer que vou mudar time que está ganhando (e possivelmente a Red Bull está longe de pensar isso).
Um tri para Vettel parece ser uma coisa cabulosa. Mas não é impossível. E é o que pode ser que aconteça. Webber continuará sendo o suporte que por vezes larga mal para caramba. Se isso mudar, já é bom.

Não tenho pretensão nenhuma em acertar. Se escorregar feio nos meus tiros, nada vai estar como ferida aberta.
Mas de uma coisa levo até o fim: desde 2007 quem venceu na Austrália - sendo essa a primeira corrida do ano - venceu o campeonato. Eis:

Ano: 2007.
Primeira corrida da temporada: Austrália - Melbourne
Vencedor: Kimi Räikkönen
Campeão de 2007: Kimi Räikkönen;

Ano: 2008
Primeira corrida da temporada: Austrália - Melbourne
Vencedor: Lewis Hamilton
Campeão de 2008: Lewis Hamilton;

Ano: 2009
Primeira corrida da temporada: Austrália - Melbourne
Vencedor: Jenson Button
Campeão de 2009: Jenson Button;

Ano: 2010
Primeira corrida da temporada: Barein
Vencedor: Fernando Alonso
Campeão de 2010: Sebastian Vettel;

Ano 2011
Primeira corrida da temporada: Austrália - Melbourne
Vencedor: Sebastian Vettel
Campeão de 2011: Sebastian Vettel.

Essa profecia não tarda em se cumprir mais uma vez. Quem sabe não é em 2012 que muda?
Abraços afáveis!

terça-feira, 13 de março de 2012

F1 2012: Impressões por trás das fotos

Ainda é cedo para fazer a minha previsão do que eu vi na minha bola de cristal paraguaia. Quem sabe deixarei para quinta ou sexta, dependendo do decorrer da minha semana.
De uma coisa não temos como fugir; o campeonato começa já nesse fim de semana. E o interessante é que passou mesmo, voando! Para muitos nem passou assim tão depressa; estão ansiosos a ponto de estar arrancando tinta da parede por sentir uma falta danada das corridas.
Mas a espera acabou, as feridas podem ser fechadas. 
E para comemorar isso, selecionei 3 fotos para mostrar minhas impressões sobre elas, quase como um post de intermédio (com brincadeiras, ok? Não se ofendam, por favor!) para mandar ver mais tarde num assunto mais sério: as minhas expectativas reais sobre esse campeonato de 2012 com algumas novidades.

Foto 1: Capacete de Lewis Hamilton




Foto 2: Kimi Räikkönen numa propaganda da Rexona




Foto 3: Felipe Massa e o papi




Impressões -
Foto 1: 
O cangurizinho ali do capacete tem toda uma explicação lógica. Além da Austrália ser o país da abertura do campeonato, é um bicho típico da fauna australiana, sempre é desenhado como um lutador, usando luvas de boxe e tudo, pois os movimento de defesa desse animal lembra os atletas do esporte. Assim Lewis junta a fome com a vontade de comer: homenageia o país com o desenho e avisa os adversários que está pronto para luta.
Até aqui parece parágrafo de um jornal conservador sobre o "novo" capacete do Hamilton. Pensei em reprogramar o parágrafo em tom de jornal sensacionalista:
O canguru símbolo de animal bonito - mas violento quando ameaçado - da Austrália, estampa capacete de Lewis Hamilton na primeira corrida da temporada. Instintivamente, Lewis mostra a que veio, prometendo esquentar o campeonato, trocando as bolas no fim das contas, deixando de ser piloto para ser um lutador, chamando todos para briga. Round 1 na parte traseira do capacete é um aviso a Felipe Massa, que vai ser deixado para trás na primeira briga dos dois na pista. A briga marcará as permanências da categoria.

Foto 2:
O que realmente é: Um comercial para Rexona, patrocinadora da Lotus Renault que foi gravado em Jerez quando ocorriam os testes de off season. O comercial ainda não foi divulgado.
O que eu vi: que cabelo é esse todo trabalhado no gel, Kimi? Como deixou isso acontecer, homem? 


Olha aí que tenso. Lá se vai a camada de Ozônio... ! 
PS extra 1: o que pensei também é que ele cortou o cabelo. Estava mais comprido que um tempo atrás. Possivelmente ele cortou sem motivo especifico, mas se foi por conservadorismo da Lotus ou mesmo da F1 seria o ó. É só um cabelo, people. Uns tem, outros não hahahahaha...

Foto 3: 
O que parece: Titônio Massa conversa com o filho preferido e mais rico na Austrália, a poucos dias da temporada de 2012.
O que a minha mente produziu: 


Volto logo que puder.
Abraços afáveis!

sábado, 10 de março de 2012

Iceman's Club

Para quem ainda não sabe participo do clube de fãs do Kimi Räikkönen promovido pela Ludy do Octeto Racing Team chamado Iceman's Club.
Muito bem, essa semana ela está postando as trilhas sonoras escolhidas pelos membros, para esse retorno do Kimi à categoria, uma música significando o nosso pessoal sentimento sobre e a segunda escolha, aquela que poderia combinar mais com o piloto.

Eis que minhas escolhas estão nesse link: Iceman's Clube - trilha sonora para o retorno de Kimi (por Manu)

Abraços afáveis a todos (e desculpem a remota ausência, mas agora sou um ser produtivo - estou trabalhando na minha monografia. o.O )

quarta-feira, 7 de março de 2012

As legendas escolhidas!

Volto, como prometido com as legendas enviadas pelo pessoal sobre essa foto:




Os diálogos montados pelo pessoal foram muito bons. Eis cada um:

Ron Groo:


"Repórter pergunta para Massa: -Por contrato, quantos títulos você tem que ajudar o Alonso ganhar?

E ele responde com os dedos...

Enquanto Bruno Pensa, que inveja, ele tem que ajudar a ganhar título e eu a ganhar dinheiro pra não falir..."

Já a Dayse Nascimento imaginou o seguinte diálogo:

"Felipe Massa: Acredito que em 4 anos conseguirei ganhar o meu primeiro campeonato pela Ferrari.
Bruno Senna: Ahan Cláudia, senta lá!"

A Carol M. lembrou as pequenas briguinhas entre o Massinha e o Hamilton no ano passado:

"Repórter: Massa quando foi a sua primeira briga com o Hamilton?
Massa: Algum tempo atrás, no quarto "4".
Senna: Uiii, bambi!"

xD E não paramos por aí apenas. Marcos Antônio mandou essa:

"Repórter: Massa de 1 a 4 quais suas chances de ser campeão pela Ferrari.
Bruno Senna pensa: sim, e eu vou ser tricampeão mundial como meu tio. "

E quanto ao diálogo imaginado pela Julie??

"Repórter: Massa, de 1 a 4, quais são as chances de ser enxotado pela Ferrari na metade da temporada...
Bruno Senna: Não vem não, que a Williams não tem lugar!"

Fábio Mota pensou na realidade da relação entre Massa e Alonso:

"Repórter: Massa quantos décimos de segundo tu toma do Alonso em cada corrida mesmo???
Massa:(resposta óbvia)
Bruno:Esse é o tempo q passo sem quebrar o carro!!"

Fernando Kesnault arriscou outro palpite, cuja a situação de ambos não estaria fácil:

"O repórter pergunta:
_Qual será a sua melhor colocação nesta temporada??
E então ele responde com os dedos por vergonha...
O Bruno Senna, pensa:
"se eu conseguir terminar umas 4 corridas já me realizei e vou ajudar a mamãe na empresa..."

Agradeço muito ao pessoal que se deu o trabalho de mandar uma legenda para o blog. Vcs foram muito legais! Obrigadão mesmo à Ron Groo, Dayse, Marcos Antonio, Fábio, Julie, Carol e Fernando! Ao pessoal que prometeu acompanhar, aqui está o resultado. Espero que gostem tanto quanto gostei.

Quando eu peguei a foto, também montei um diálogo então para fechar o post, aqui vai o meu:




*Repórter ácido pergunta:

_ Massa, quantas vezes esse ano você controlou em não reclamar da Ferrari, nem do carro, para não ficar mal para você, só nesse início de ano?
Massa visivelmente incomodado, responde com os dedos.
Bruno Senna pensa: _ Ótimo, pense bem antes de responder qualquer coisa sempre então, e que isso vire um hábito!*

Abraços afáveis como sempre!

quinta-feira, 1 de março de 2012

Escolha uma legenda para essa foto

Queridíssimos e queridíssimas,

ontem, fiquei olhando a foto a seguir, que surgiu na minha dashboard no tumblr, (vindo de um dos blogs que sigo) e fiquei pensando: o que acontece nessa foto? Não havia nenhuma legenda, nenhum comentário, nem uma tag de informação que não fosse os nomes dos envolvidos. 
Salvei a foto. E agora reproduzo ela aqui afim de passar a bola para vcs:



A bola então está com vcs. Quero que façam uma legenda, uma historinha, uma charge, o que quiserem, contanto que o que for feito possa sugerir o que a foto representa. Todas que surgirem nos comentários, ou pelo email: emanuellegg@gmail.com (os que mandarem por email, deixem indicado nos comentários, o envio) serão publicadas, nos dias 6 ou 7  de março. 
Vamos brincar um pouco, pode ser?
Conto com vcs!
Abraços afáveis!