segunda-feira, 27 de abril de 2015

Amilton Aparecido

Vocês conhecem o Amilton Aparecido? Sim, esse seria o nome do Lewis Hamilton se ele fosse batizado nas nossas terras. E olha, creio que muito falta pouco: já gosta de aparecer mais do que lhe permite, se coloca fácil em polêmicas, fala muita bobagem (como muitos de nós, inclusive umas mentirinhas) e sempre arruma oportunidade para lembrar o Senna. É brasileiro nato, só bastaria começar a falar português - e com alguns erros de concordâncias estaria mais que adequado.

Semana passada vi  que Lewis postou uma foto no seu no Twitter, numa sacada, com uma bela vista e apenas de cuecas. Alguns minutos depois houve alguns poucos sites que republicaram a foto fazendo menção ao estilo Neymar - tanto no que diz respeito ao cabelo quanto às "vestimentas". Outras, fizeram reportagens dado o conteúdo de comentários que ele recebeu sobre "a saúde".
E aí é que pensei sobre a vaidade humana que extrapola os limites da racionalidade, não concerne a mim ou a ninguém a julgar e nos faz pensar sobre liberdades. Obviamente ele sabe que a repercussão seria positiva para uma imagem como essa. O mulherio iria a loucura e ele (ainda?) solteiro, aproveitaria para dar uma inflada no ego, que já está a ponto de explosão devido as quatro poles e três vitórias em quatro etapas da temporada já conclusas. Muita gente aprovou. 
Engraçado foi procurar alguma reportagem um pouco depois. Parece que o Grande Prêmio passou longe de comentários sobre. Em outros lugares também não houve uma só piadinha nem comentário... Nadinha. O Extra, da globo.com lançou uns dizeres na manchete muito suspeita para seu público alvo: Lewis Hamilton agita na web ao publicar foto só de cueca branca Bem mais cara de EGO que EXTRA, rsrsrsrsrsrs...
Super útil para quem quer saber das corridas não é mesmo? Mas chegamos à um pouco agora com essa facilidade de informações em que tudo - TUDO - é notícia, e somos fadados a isso. A pessoa publica, você curte se quiser, mas sempre há um blogueiro/ estagiário para fazer disso, um link de reportagem. Se não for futilidade/trivialidade como ficar semi-nu numa sacada, ou passear com o cachorro em Copacabana é uma tragédia (só semana passada bloqueei 3 postagens de amigos no Facebook que publicaram corpos mutilados por assassinatos, roubos e estupros). E sabem o que é pior da interação social? É o poder de comentar essas coisas, colocar seu senso comum ou preconceito em prática. Bem sabemos o quanto "os trolls" que se camuflam na impunidade do comentário virtual nessas redes sociais por ai podem e fazem.
Eu acho ainda desnecessário ver as roupas íntimas das pessoas públicas na web, mas não liguei a primeira instância. Só achei que se só visse a foto do pescoço para baixo, não reconheceria, já que o macacão não o favorece e nem tem isto como fim. Mas pensei em outras perspectivas, como as que listei acima.

Mas vá lá, o Hamilton mostra na foto o que está para além dela: tranquilidade do contrato milionário e estável com chefes lambendo seus pés metaforizada em um quadro com uma bela vista. Ainda as pessoas elogiando sua forma física? 
Pobre de nós... Pobre de nós....

Excelente semana. Abraços sempre afáveis!

2 comentários:

Ron Groo disse...

hehehe, uma vez criei um texto em que ele incorporou um santo e começou a cantar Jorge Ben... Ele é brasileiro mesmo.

Manu disse...

Não tenho mais dúvidas!
:D