terça-feira, 7 de abril de 2015

A "novidade" sobre Nars

O fato de eu já saber pouco importa. Eu sou sincera a ponto de dizer com todas as letras: eu sabia, mas não fazia a mínima questão de saber.
E é mesmo. É só se dar o trabalho de procurar qualquer comentário meu sobre o Felipe Nars esse ano ou quando soube da contratação - ano passado. Nunca disse um "a" que torceria por ele só pelo que sei de "seu passado". 
Podem dizer que sou uma chata teimosa, mas no fundo é porque na verdade sou uma fã consciente. Ela não lamberia o chão que Kimi Räikkönen pisa como uma humilde serva. Eu gosto dele, mas não sou besta. 

Mas a novidade grande chegou em terras brasilis:


Tendenciosa em metade, a matéria é pouco informativa. A opção mais legal para apreciar Nars como piloto (ou não) é esse vídeo em língua espanhola que a Ludmila publicou (primeiro que a mídia brasileira espacializada, vale ressaltar) sobre as inspirações do novo amado dos pachecos: ver nesse link aqui, lá no Octeto Racing Team. A matéria nada fala do como Nars é grato pelo feito e admirar Räikkönen como um profissional do meio.

Ali no vídeo de algum país de língua espanhola (algum país latino americano) ele não cospe no prato que comeu.
Mas não duvidaria muito que logo ele diga a Galvão e cia que as duas primeiras corridas contra o ex-chefe foram manobras premeditadas e sabiamente executadas na F1. Ou faça comentários sobre a personalidade de Kimi de forma depreciativa, caso os toques tornem-se rotina.


Não caia nessa, Nars.

Abraços afáveis!

2 comentários:

Ron Groo disse...

Quer dizer que o Ice Man apostou no Senna ao contrário?
Gesto bonito.

Manu disse...

Legal mesmo. Mas vamos ver a que ponto isso repercute aqui.