quinta-feira, 12 de março de 2015

Pilotos e equipes 2015

Well, é iminente o começo da temporada nesse fim de semana próximo.
Vamos à um papo sobre cada dupla, cada equipe?


Dupla da Ferrari: Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen

Uma dupla legal e os dois se dão bem. O grande lance é que as picuinhas ferrarísticas podem ferir essa boa relação, bem sabemos. Um carro ruim, pode fazer surgir, em um dado momento, que um peça mais vantagem sobre o outro. Kimi não abre a boca a não ser se extremamente necessário então sabemos já para quem vai todas as poucas prioridades. Vettel é para a equipe um novo Schumacher - a cobrança já está aí - e a Ferrari tem (de má fé, como sempre) - cutucado insistentemente a má fase de Alonso na equipe. Antes, Vettel era o inimigo, agora é o salvador. A Ferrari é assim, dá úlcera nervosa até em quem não tem.
Quem se sairá melhor? Em termos de empolgação, Vettel. Depois de 2014, é difícil esperar muita reação de Räikkönen. 


Dupla da Mercedes: Nico Rosberg e Lewis Hamilton

A dupla que protagonizou a cena do ano passado parece que vai continuar na mesma.
Aparecido mais que tudo, Lewis está recebendo uma grana violenta. Nico pode fazer todos os exercícios e trabalho duro, e se no fim ainda continuar à frente como ano passado, no meio do campeonato a maré muda de lado e o Hamilton vira rei novamente. Sejamos pragmáticos: parece chato? E é.
Agora se Nico tiver forças, acho legal aproveitar: quando Lewis está nessa fase de aparecer muito, aprontar em outras áreas (quer ser cantor! Aff...) e largou da peguete... Aproveite que o psicológico dele está no ponto alterado necessário para tudo ir por água abaixo. Se tomar muita dianteira, talvez a Mercedes não terá o que fazer para que ele vença o campeonato.
Quem se sairá melhor? Em termo de escolha, prefiro Rosberg. Mas sabemos que isso não é preponderante, nem nunca foi.




Dupla da Mclaren: Fernando Alonso e Jenson Button

Mal Alonso chegou na McLaren e já tem problemas. Um suspeito acidente já deu tanto assunto nesse tempo de últimos treinos e pausa para começo de temporada que já estou cansada antes mesmo das corridas começarem. Primeiro as causas: rajada de vento, descarga elétrica e Alonso teria passado mal enquanto pilotava. Depois consequências: concussão grave/leve, perda de memória, recuperação longa. Aí as badernas jornalísticas: ele acordou falando italiano e se dizendo piloto da Ferrari (Ron Dennis não curtiu isso, mas o pessoal da Ferrari gargalhou de maldade), que o espanhol acordou em 1995 se dizendo piloto de kart e sonhando em ser piloto de F1. Achou pouco? Por aqui li que ele não iria mais voltar a pilotar um F1... Oras, oras. Apesar da ironizada do próprio Alonso no Twitter, eles acharam pouco, e a nova agora é pois o carro da McLaren é tão ruim que ele estaria nessa para não voltar a correr. Tocante.
É, exatamente isso: o carro é pior do que aquele infeliz que ele dirigiu ano passado, e com medo de manchar sua carreira ele teria feito tudo isso de propósito. E há quem compre a notícia. ¬¬'

Enfim, esta é a minha segunda dupla favorita, acho que pode dar certo, claro, se a direção permitir. Button quis ser companheiro de Alonso, então sabe que há alguma facilidade em lidar com ele. Isso se esse chato de galochas que a imprensa desenhou da personalidade do Alonso, realmente exista e deixe Button dialogar.
Nessa primeira etapa o espanhol começa atrasado: para evitar novo impacto em menos de 20 dias, ele inicia a temporada na Malásia. Agora, será substituído pelo antigo dono do posto, Kevin Magnussen.
Quem se sairá melhor? Na Austrália, Button. Mas na temporada, deverá ser Alonso.


Dupla da Red Bull: Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat

Sai Vettel, entra o russo Kvyat. A dupla mais sorridente? Pela foto sim, mas o sisudo russo não vai mostrar todos os dentes que nem o gente boa Ricciardo assim tão fácil. Por sinal, Ricciardo além de riso solto, deu trabalho ano passado, não tanto, mas o suficiente para surpreender. Talvez a única boa coisa daquele fatídico ano...
Quem se sairá melhor? Escolho Ricciardo. \o/



Dupla da Force India: Sergio Perez e Nico Hulkenberg

Mesmo line-up de 2014 a Force India é umas daquelas equipes que a gente olha e fala "Ah, podiam vencer uma..." É de se esperar a boa apresentação deles (é a pintura de carro favorita dessa que vos escreve); ano passado Hulk fez uma consistente temporada, mas acabou perdendo o fio da meada no fim do ano. Que esse ano sobre um pódio para o alemão, por que é um dos pilotos mais injustiçados dessa categoria, na minha opinião.
Quem se sairá melhor? A briga pode ser boa, agora que Pérez se adéqua ao segundo ano na equipe. Mas claro, isso, se não for afoito "demás"...




Dupla da Sauber: Em tese, Felipe Nars e Marcus Ericsson. 
Depois do dia 9 de março passou a ser: ?? e ??

Hahahaha... Então, parece que a Sauber fez caquinha.
Mas não vou dizer mais nada para não dizerem que é implicância com o "recém-chegado". Mas os repórteres da Globo caíram o bico: fizeram pauta da off season inteira com os dois Felipes e agora, há a iminência da troca sumária de um deles pelo Van der Garde. 
O holandês está em causa judicial para ter vaga de piloto titular. Ele pode ser lento e tudo o mais, porém não há nada de diferente nele do que em Nars ou Ericsson. Os 3 são pagantes, os 3 são inexperientes, os 3 não são lá essas coisas, os 3 não tem perfil de campeão, nem pilotando um foguete. 
Para tudo isso, eu só "Lalá": Só "lamento".
Quem se sairá melhor? Ainda é preciso saber quem vai ficar na equipe de Peter Sauber. Se Nars pirulitar, vou rir da carinha de insatisfação do Galvão Bueno na transmissão, ou seu tom de voz digno de velório, e ficar nervosa com a galera pintando Van der Garde como o novo Darth Vader do Império Brasileiro. 




Dupla da Toro Rosso: Max Verstappen e Carlos Sainz Jr.

Não sei nem o que dizer. Mas todos já tem discurso quando Verstappen fizer bobagem. 
E esse Carlos aí, faço pouco caso e não vou dizer nada do cara, até porque não tenho nada a dizer. Novatos as vezes dão medo. Mas não vou gastar tempo procurando sobre porque conheço especialistas daqueles fervorosos que nem sabem escrever o nome desses caras, então, porque eu deveria? 
Só dou graças por esse Júnior não ser o irmão da Sandy.




Dupla da Lotus: Romais Grosjean e Pastor Maldonado

Lineup fixo e até que para piloto pagante Grosjean perdura, hein? Quem diria? E Maldonado também, mesmo com o país dele em beira de ruínas e picuinhas tão velhas que até enruga a pele automaticamente, lá está ele.
E olha, depois da saída do Kimi de lá, não dava tanto tempo para a Lotus. Com a saída do Boullier então, achei que morria com as nanicas fácil no fim do ano passado...
Quem se sairá melhor? Acho que Grosjean... Mas não subestimo o poder de Maldonado! 



Por fim, mas não menos importante:


Dupla da Williams: Felipe Massa e Valtteri Bottas

Duas coisas: piloto de testes mulher para representar a classe (será que agora terão mais espaço efetivamente?) e segundo e bem importante é *abram bem os olhos*: 
GO BOTTAS, GO! #muahahahahahahahaha...


Aguardo os comentários de vocês para o começo dessa temporada. Eu estou quase esquecida do que é empolgar para ver no que a nova temporada vai nos oferecer. Como no cálculo, meu limite está tendendo a zero.

Abraços afáveis!

4 comentários:

Ron Groo disse...

Go Bottas, go... Mas se o massa ganhar eu também não vou achar ruim.

Também Falo Disso disse...

Adorei o post!
Queria muito ter feito um nesse estilo, mas não deu tempo!
Que seja uma temporada melhor que a passada!

Beaj
GISA

Manu disse...

Vou ficar só no "Go Bottas, Go" mesmo Ron Groo. Não posso trair o movimento hahahaha...

Tomara Gisa, tomara que 2015 seja menos horrorosa que a passada. Já é uma vantagem.

Abraços!!!

Eduardo De Campos disse...

Go Massa, Go!
Go Bottas, Go!!
Go Williams, Groo!!!
Hahaha...