sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Carros da F1 para 2015 - parte 1

Com aquela boa empolgação (#sóquenão) decidi já fazer os posts com uma foto de cada carro que já apareceu nos sites especializados e mídias sociais. Para quem acompanha F1 como eu, já sabe as formas e cores que as equipes escolheram e enfim, pouco dá para falar sobre, até mesmo quando os tais carros forem para a pista nos testes de pré temporada.
Ainda não surgiu nenhum carro muito bonito. A grande vantagem é que por enquanto nenhum bico feio e inadequado para crianças apareceu. Mas não significa que melhoraram nesse ponto. Há esquisitices e apelidos depreciativos novamente.
Como disse e acrescento: não há empolgação, muito menos surpresas, que dirá ansiedade para que essa temporada comece logo. Mas destacarei além de carros, fatos noticiados que eu tenho que protestar ou comentar antes que fique ultrapassado demais para criar descontentamentos.

O primeiro carro que apareceu para nós foi o da equipe Williams. As brincadeiras giraram em torno dos fãs da equipe de que Frank e sua trupe não mudaria de jeito nenhum a pintura bonita do carro. E pelo visto, não foi só uma piada, e sim um fato consumado. Eis o FW37:


O que mais me deu vontade de largar de vez essa categoria é que com a Williams apresentando um carro primeiro, todas as manchetes do dia aqui em "terras brasilis" foram "anagramas" que usavam as seguintes palavras: Carro - do - Massa - é - apresentado - primeiro. Em alguns casos usaram também "Felipe", "2015", "temporada" e "Williams", mas em nenhuma dessa frases teve "Valtteri" ou "Bottas".
Não sabia que a Williams ia correr só com um piloto...  



Por essa razão - e confesso que não quis perder meu tempo, depois de clicar em 3 manchetes brasileiras a respeito da imagem do novo carro da Williams - eu acabei sem saber a informação de quem é o piloto de testes deles, já que Nars foi cantar em outro palco. Quem souber, grita o nome aí, beleza?

Mais um carro meio prateado na parada. Dessa vez é a Force India. Gostava mais da pintura do ano passado. Sou uma besta fã da F1: gosto de carros que explorem o preto nas cores deles. E como eu odeio esse tanto de propaganda: Outdoor de rodas. ¬¬' O tom prateado vai fazer muito narrador gagá e tosco não fazer a menor ideia de quem está nos boxes ou quem saiu da pista, até porque não tem brasileiro nos carros com tons prata e aí eles não decoram nem por decreto a cor do capacete. Eis o VJM08:


Bonito. Até agora o mais ajeitadinho. A Force India mantém seus pilotos da temporada anterior: o bom - mas desprezado - Nico Hulkenberg e o meio descompassado, Sérgio Pérez. 
Na última quartá-feira, a Force India indicou ter optado por não participar dos testes de abertura em Jerez, em fevereiro (dos dias 1 a 4), pois estão trabalhando no carro dessa temporada. Eles iriam para os testes com o carro de 2014, mas esse também será utilizado pela equipe de mecânicos para análise na formulação completa do VJM08. Justo. Devem dar as caras nos treinos de Barcelona (dias 19 a 22 de fevereiro e dias 26 a 1º de março).

Na seqüência, a equipe que está naquela de fazer um senhor evento das suas coisas: a McLaren. Esta, vem para 2015 com o retorno de Fernando Alonso e novos motores; agora motores Honda. A aposta é voltarem a vencer a qualquer custo. Mas por incrível que pareça, não usarão aquela pintura que todos esperavam que fosse. O MP4-30:


Meio apático não? Mas o que importa de fato é que esses infelizes funcionem bem, sejam carros de corrida. O mesmo se aplica para aquela equipe lá, a Ferrari. De que adianta contratar campeões mundiais talentosos, se eles não correm sozinhos? Não é?
A McLaren decidiu recentemente que manteria Jenson Button como companheiro de Alonso e o inglês é já experiente de casa e de Honda (venceu 2009 por conta deste motor). Com isso, desceram Kevin Magnussen à piloto de testes. O garoto não curti,u mas deve ter em mente que é jovem ainda e tem muita estrada para percorrer.

Próximo, a Sauber! Antes mesmo de saber sobre o C34 já tinhamos uma "novidade" sobre a equipe Sauber: que a coisa não estava boa para eles e  contariam com os investimentos de seus pilotos para o desenvolvimento do carro. Novidade não? 


Dois pilotos pagantes: Marcus Ericsson e Felipe Nars. Ano passado quando esse último talzinho assinou com a equipe, o nosso amado Galvão Bueno encheu a bola não só dele, como da equipe também. Foi como se Nars tivesse ganhado um Nobel, um Oscar e uma faixa de Mister Universo (sim, porque no tom do puxa-saquismo do pseudo narrador ele era inteligente, gente fina e bonito... ¬¬').
Na realidade ele tinha assinado com a Sauber, uma equipe ruim das canelas e agora ruim das pernas. Já era de imaginar que boa coisa não viria. Foto do C34? É pra já:


Olha que primor, que obra prima! #SarcasmModeOn
Feio. Pintura de desenho infantil. Mas vá lá. Que que eu tenho com isso?!
Mas o repeteco foi sutil, mas houve: As palavras da manchete eram: Sauber, brasileiro, Felipe Nars e carro. 
Não é pagante, é patrocinado. Hum-hum, sei. Eu vejo bem a diferença, mas na prática é bem diferente: quando é piloto de fora é pagante, quando é piloto brasileiro, é patrocinado.
Ai, ai, ai, ai... Banco do Brasil...


E a última, até agora, foi a apresentação da Ferrari, hoje. O SF15-T:


É isso aí. O de sempre, vermelho, apoteose, muita pompa e no fim, decepção. Essa coisa aí que vão usar para tentar conseguir ficar entre os 10 primeiros na temporada 2015. Agora é chuva de acusações pelos anos perdidos com Alonso, exaltação dos pilotos, até eles começarem a patinar na pista com um carro aquém dos talento deles. Já vi esse filme e já vi com os mesmos atores e agora, temos as novas contratações. E pelas caras do Kimi nas fotos da apresentação oficial do "carro" não estava nada legal. Tudo bem que ele não é do tipo que passa nenhuma emoção, mas né? A gente já sabe que vem bomba aí. Não precisa gastar neurônio com isso.
Ah, os pilotos: Mantém Kimi, recebem Sebastian Vettel (coitado...), tem Esteban Gutierrez como piloto de testes e Jean Eric Vergne para ocupar o posto do simulador. 

Empolgação tendendo a zero. Mas vamos indo. Domingo acaba a NFL e apesar do Super Bowl ruim para uma torcedora do Broncos, vou ficar órfã desses jogos empolgantes até meados de agosto. Ô tristeza! #jácomsaudades

Abraços afáveis!

6 comentários:

Ron Groo disse...

é triste constatar que só a williams fez carro com bico feio.
Até o Ferrari é bonito.

Ah, a sauber não conta. Aquilo é um lixo.

Manu disse...

É feio mas nem tanto né Groo?
Melhor que aquelas bizarrices do ano passado.

A Sauber é uma derrota... :D

Abs!

Patryck Leal Gandra disse...

Manu,

Veremos se essa temporada terá mais um domínio de uma só equipe.

Abraços.
Participe do Super Quiz:
Primeiro desafio

Manu disse...

Tomara que não Patryck, hehehehe...
Seja bem-vindo por aqui! ;)

Nelson disse...

A Williams tem Susie Wolff como pilota de testes e Alex Lynn como piloto de desenvolvimento, mas não anunciaram que é o piloto reserva/terceiro piloto, faltam fazer igual a Lotus em 2013.

Das pinturas, acho discutíveis essas combinações de prata e preto, a Force India ficaria bem legal se combinasse preto e laranja, a McLaren acabou ficando uma Force India invertida, sem sal, se fizessem uma reprodução de 2005 ou 1998 ficaria bem melhor, a pintura da Williams ainda é a mais bonita de longe (assim como o capacete branco do Vettel é espetacular).

Confesso não gostar dessa pintura da equipe vermelha, com detalhes em preto, mas o que importa para mim é esse carro andar.

Eduardo De Campos disse...

McLaren e Force India, se estiverem no mesmo enquadramento da TV, parecerão um jogo Vasco X Ponte Preta.

Olhando de frente, a Ferrari parece ser o carro mais agradável de se ver.Mas também não gosto das partes pretas.Ficaria muito mais bacana com o topo branco, como já foi usado nos anos 70 e repetido em 1993.

A Williams continua linda, mesmo com aquele bico meio estranho.

Não gostei do tom do azul da Sauber.Ficaria mais bonito se usassem um parecido com o que a Williams usava antes das temporadas, antes da apresentação oficial.

Uma correção: o motor com o qual o Button ganhou em 2009 foi Mercedes, não?A Honda deixou somente o projeto do carro com o Ross Brawn.