segunda-feira, 19 de novembro de 2012

GP dos EUA: Texas meia boca


Pista diferente, legal e movimentadinha.
Ultrapassagens ora apertadas, ora sem tomar conhecimento, aconteceram. Poucas bobagens, poucas distâncias. 
Pouco o que comentar: fato mais que verdadeiro.
Hamilton conseguiu uma não grande proeza de vencer no novo circuito, sem grande maestria, apenas para deixar Bernie feliz que vai levar o campeonato até a última etapa, em solos brasileiros.
Arrependi de ter torcido para que isso acontecesse, assim que vi o pai do distinto ser lá, na maior cara-de-pau se chacoalhando pela conquista do filho. Blá.
Depois pódio brega, com direito a chapéu de cowboy, a falsidade de Martin Whitmarsh com o querido que está deixando a equipe... Blá [2].

Assisti a corrida pela Sky Sports, em um link HD que não entrava em propaganda quando se dá a bandeirada final. Os narradores, apesar de falarem em inglês, não fizeram nenhum comentário pejorativo e maldoso sobre ninguém, nem fofocas alheias que não me interessam, ou jantares com "amigos pessoais" que revelou "histórias de pescador". Estou quase, abandonando conforto do sofá para a cadeira do computador novamente...

Lewis venceu, não fez diferença no campeonato. 
Webber caiu mais na tabela não marcando pontos pela segunda corrida seguida. Vettel não pode contar com ajuda meeeesmo.
Algumas pessoas falaram do Massa, que teve punição, aos olhos destes, suspeita. Eu tenho uma idéia muito, mas muito pesada sobre, e vindo dessa maldita Ferrari eu não duvido nada. Ferrari essa inclusive, que Alonso não merece. E mais: Se Massa assinou contrato de capacho, que o faça sem reclamar. O bolso enche e os puxa-sacos colocam panos para esconder. É assim desde 2007.

Vettel está agora com vantagem de 13 pontos para Alonso. E Vettel ainda está confortável, enquanto Alonso confia em uma farsa. 
Vettel está bem na matemática das probabilidades:
- Pode chegar entre os quatro primeiros no GP do Brasil, independente da posição de Alonso; 
- Pode chegar até o sétimo lugar no GP do Brasil, com Alonso, no máximo, em segundo; 
-E pode chegar até o nono lugar no GP do Brasil, com Alonso, no máximo, em terceiro. 
Se Alonso não subir no pódio em Interlagos, o título fica automaticamente com ele.
E se Alonso estiver em primeiro, Vettel só precisa não chegar abaixo do sexto lugar.
Feito isso, a maioria ainda questionará o talento do alemão. 
Caso Alonso vença, questionarão a viabilidade do campeonato. 
É aquela história, sempre tem alguém para botar defeito, nunca ninguém satisfeito...

Abraços afáveis!


6 comentários:

Eduardo De Campos disse...

Eu não sei se assisti a uma outra corrida, pois li tanta gente dizer que foi uma corridaça..., principalmente as Hamiltetes, que o consideram o novo Senna.Aff....

Também achei meia boca.O Grosjean não acertou ninguém dessa vez! :(

Sobre a manobra da Ferrari, mais uma vigarice que nem espanta mais.Tem sido assim desde a era Schumacher, sempre com um capacho Made in Brazil.

Hamilton pode comemorar muito e guardar essa na memória, pois acredito que vai passar por um loooooongo jejum ao ir para a Mercedes, a Super Toyota.

Queria que o Alonso fosse campeão, mas duvido que o Vettel vá conseguir perder esse título.

Ótima semana, Manu.Beijo!

silvio disse...

kkkkkkkkk....Grande manu...realmente a corrida inaugural[de novo] nos EUA,foi salva por L.Hamilton..pois do contrário,nem meia boca seria elogio, Pois veriamos um Vettel passeando sozinho la na frente e o restante da galera se revezando atras com os pneus e o DRS.

Cerca de 125 mil pessoas presentes anunciados [tenho duvidas]mas que seja...em se tratando de solo americana..foi até maior do que o esperado. So a terceira divisão da Nascar disputada na sexta e a noite da Truck o publico foi maior. Imagine ontem com a decisão da principal Sprint-Cup...2 ou mais vezes o publico. Então a f1 vai ter que fazer bem mais do que ontem para atrair esse publico que é sim apaixonados por automobilismo. Mas tambem por corridas movimentadas e sempre indefinidas até a ultima volta. E sabemos que esse não é o caso atual da f1. Gostei da corrida...mas achei que foi uma corrida meio que maquiada. A quebra de Webber...o que o carro do Massa andou,depois de ceder a posição do lado limpo ao Alonso. No que fez certo a equipe...melhor do que fosse em plena corrida. Mas e ai....Vettel não um probleminha se quer em seu RBR....e perdeu...adiou a a decisão para o brasil...cujo os brasileiros devem estar muito alegres com a dona globo...pois aqui é o pais da tv por assinatura....todo mundo tem]...assistir pela internet é uma maravilha principalmente por nossa internet ser das mais velozes do mundo e tambem mais barata e acessivel a todas as classes sociais. Então vai lotar Interlagos no domingo.

Quanto ao titulo....é o famoso me engana que gosto. Mas e ai? Em 2010 Alonso precisava só de um 5 lugar para ser campeão...alem da obrigação de vitoria de Vettel...e o que vimos foi Vettel vencer.....Webber abandonar e Alonso preso atraz de uma Renault em Abu Dhab. Então...pra domingo tudo é possivél...até mesmo Vettel quebrar e Alonso vencer.

No fritar dos ovos....pra correr em solo americano ao menos a f1 teve que minimizar um pouco de frescuragens. Até o chaelão preto ficou de certa forma diferente no podio.

É o que penso.

Ron Groo disse...

Respeito sua opinião Manu, mas eu gostei sim da corrida. Achei a pista meio sem graça com alguns pontos legais.

De qualquer forma, acabou ficando tudo pra cá mesmo.

Fernando Kesnault disse...

hi Manu..quanto tempo hein??? Os alonsistas estão muito chatos...parecem xiitas...hahah....choram de tudo...falam que o carro é ruim...imagine então se fosse bom...o cara chega no podio todas as vezes...se o carro fosse ruim nem ali chegaria..sei que a f-1 tem só 3 equipes e o resto..mas francamente...choram demais...o Alonso tá ficando um porre de enjoado..as meninas do Octeto não gostam que eu fale assim..mas é a verdade com certeza...

Manu disse...

Obrigada pelos comentários pessoal. Austin serviu para que eu fizesse o meu pior texto no ano, e garantir 4 comentários hahahaha...

Bom Eduardo, tbm acho que Hamilton se acostumou mal, pode ser que ano que vem pouco vejamos ele no pódio, se a Mercedes continuar assim.
Ao mesmo tempo, penso que se saiu da MãeLaren, alguma coisa ele viu de bom... É incerto apostar contra ele. Acho que será a chance dele comprovar mais talento, que por mim até hoje está no meio termo.

Silvio, faz um tempão que vc não aparece por aqui! De certa forma, vc está certo ao falar do GP norte americano.
Não me levem a mal, eu gostei da pista, mas realmente domingo não me pareceu a melhor das coisas. Imaginava que seria assim, até pq seria mais interessante que a última corrida fosse a cheia de história para contar.
No caso Groo, compartilho da sua ideia de que é uma pista sem graça mas com pontos legais. E ano que vem pode ser bem empolgante, com as manhas todas acertadas.

Fernando, vc quem sumiu!
Bom, acredito que as meninas do Octeto - que se tornaram amigas queridas nesse tempo de convívio virtual - tem todo o direito de se rebelarem e sofrerem por seus pilotos favoritos. Esse é o propósito do blog delas. Elas são mais competentes assim que muito jornalista renomado por aí. Só quem torce por algum específico sabe e admite que uma desmedida sobre a torcida para o piloto se dar bem, as vezes sofre um grau de exagero.
Mas acho que nesse caso a Tati, torcedora do Alonso, está coberta de razão. Maldita seja a Ferrari e suas bizarrices! Não tem como não ficar reclamando ou "p" da vida.
E compartilho c/ ela e c/ o Eduardo acima, que Alonso só aparece no pódio porque é Alonso. Fora isso, dificilmente veríamos a Ferrari tantas vezes no pódio. É só comparar com a Red Bull - que custou a se ajeitar bem no campeonato - e já tem Vettel com 5 vitórias sobradas. O carro da Ferrari é aquém do esperado já faz alguns anos. E les parecem ter se acomodado nos pilotos não promovendo melhorias internas.
Mas, cada um com sua perspectiva. Aqui mesmo temos o Eduardo torcendo pelo Alonso mesmo detestando a Ferrari. Temos o Silvio... que torce pra quem hein Silvio?
O Ron Groo que está apostando no Vettel e eu em cima do muro hehehehehe...
Acho que no fim, independente do rosto do piloto vencedor, quem ganha é o esporte.

Daniel Machado disse...

"Acho que no fim, independente do rosto do piloto vencedor, quem ganha é o esporte."
Só definiria assim pelo Vettel, já que o que a Ferrari fez antes da corrida foi colocar o esporte em si no último lugar.
A corrida foi boa, os duelos do Kimi contra Massa e Button e Vettel contra Hamilton foram bem interessantes.
Estou realmente torcendo mais do que nunca pelo Vettel, mas do que já tava, depois do que a Ferrari fez. Não é proibido pelo regulamento, mas algo que não é esportivamente moral.