sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Hamilton essa semana e no México

Ontem, tentando me distrair um pouco verifiquei o Twitter por alguns minutos. E por lá vi os tuítes da F1 oficial sobre a coletiva lá no México.
Hamilton incomodava muita gente. Hamilton tri incomoda muito mais.
Duvidam? Acompanhem, se puderem.

Momento Hamilton #1:



A pose do Alonso! Certeza que ele rezava para essa coletiva ter logo um fim: O ego do Hamilton estava já tomando conta de toda bancada. 
Imaginem esse ego aí regado à champagne + tequilla? 



Momento Hamilton #2:



"I don't think we need to"? "Nós" quem, cara pálida? ...
Tradução disso é simples: "O meu tá garantido, colega, que o loiro lá se vire!"



Queria ver se fosse o contrário, ah se queria! Ai teria pedidos suplicantes de ajuda. Rosberg tem paciência demais. Sei que ganham muita grana, mas meu orgulho nessas horas fala que pisoteações como essa não tem preço que pague.

Mas né, de acordo com a máxima da vez - parafraseando aquela jornalista de quinta categoria -: "Piloto bom é piloto egoísta"





Momento Hamilton #3:

Reportagem: "Não foi adulto", diz Hamilton de boné atirado pro Rosberg (ver aqui)

"Não é o que se espera de adultos", disse ele...

Vamos falar então de maturidade? Então vamos! 
Mentir para comissários, para a lei, ser irônico quanto à circunstâncias de corrida, mentir mais um pouco, publicar telemetria em rede social, fazer beicinho quando perde uma boa luta de posições... Tudo coisa de gente adulta. #QuemNunca?


Mas bato o olho de novo e releio a resposta de não ter sido coisa de adulto. Ainda diz que não lhe afeta!


Isso porque o acontecido no pódio de Mônaco foi a coisa mais adulta que já vimos na face da Terra.


 Momento Hamilton #4:


Hamilton entra no clima do México e vira lutador de WWE (ver aqui)


Aparece mais, cara. Tá pouco ainda.

Abraços afáveis!

Nenhum comentário: