sexta-feira, 5 de junho de 2015

Temporada de F1 no Passado: GP do Canadá

E olha que o Verstappen mirim deu uma cutucada excelente no bocudo do Massa ontem, na coletiva. 
Assim como ele, acho que o culpado do acidente entre Massa e Pérez ano passado foi culpa do Massa. De qualquer forma, ele esbravejou periculosidade dos companheiros e dessa vez, acusou a idade como fator para abrir a boca e comentar sobre o acidente de Max com Grosjean. Falante do que não sabe, achei satisfatório que pela primeira vez alguém teve peito de falar na cara algo que adoraria dizer para ele. Acho que Max não tem pouca maturidade nesse ponto, respondeu sem se alterar, coisa que o Massinha já gaguejou um bom tantinho com sua vozinha mínima na coletiva. Verstappen foi sagaz, apontando que opinião sobre o que fez é o que mais tem, e colocou Massa no lugar devido. E eu só acho que devem falar em punição, os caras que raramente se envolvem em acidentes. E olhe lá, pois mesmo assim pouco resulta em comentar sobre as corridas dos outros que não a sua própria. Já diria sábio Kimi: "I don't care".

É que nem o trio da Globo. Falou "bem" do Kimi na corrida da Espanha porque queriam que ele passasse o Bottas a fim de que o companheiro do Massa não o ultrapassasse no campeonato. Em Mônaco decidiram falar mal do Kimi, pedindo para aposentar inclusive, assunto que perdurou até na corrida. Deu para entender livremente: Räikkönen, mesmo fazendo corridas amenas, já está na frente até do Bottas no campeonato. Enquanto o Massa ficou sem empreguinho chinfrim da Ferrari, eles não tem porque atacar mais o Alonso lá penando na McLaren porque ele também já "pinicou" de Maranello e foi (e é) bem mais maltratado pela antiga equipe que o protegido. Agora é a vez de falar daquele que substituiu o nosso amado. Aí os rumores pouco fortes do Bottas na Ferrari se concretizam e pobre coitado do Bottas...
Que povo chato. 
E olha que estou alheia a F1 esses dias... Mas volta e meia, lembro dessas absurdidades e volto a ficar incomodada. 

Chega de papo, vamos aos antigos casos do GP do Canadá, em resumo.

GP do Canadá no Passado:



2007 no Canadá foi marcado por forte batida de Robert Kubica (BMW). Foi tão tenso que desde então não como mais brigadeiro enquanto assisto corrida. Simplesmente, naquele dia, não digeri bem de nervoso. Mas, apesar do susto, Kubica ficou bem.
Foi a primeira vitória de Lewis Hamilton na categoria. O estreante começava a mostrar suas asas e na sexta corrida do ano acabou vencedor. No ano seguinte ele mostraria seu verdadeiro lado de piloto fenomenal. 

Pole Position 2007: Lewis Hamilton (McLaren)
Vencedores de 2007: 1º Lewis Hamilton (McLaren), 2º Fernando Alonso (McLaren) e 3º Nick Heidfeld (BMW)

Céu e inferno para dois pilotos: em 2007 Hamilton teve seu trunfo maior e Kubica se acidentou de forma muito violenta - céu para um, inferno para outro. Em 2008 os papéis se inverteriam: Hamilton procurou o inferno, batendo na traseira de Räikkönen quando o sinal dos boxes estava vermelho e o finlandês parado por conta do Safety Car. Ali ele mostrou que não é atento a nada que acontece na corrida - se não fazem por ele, danou-se. Já Kubica alcançou o céu que com isso, venceu a corrida de forma fácil. 
O GP de 2008 foi marcado também pelo último pódio de David Coulthard (RBR) que ao fim da temporada se aposentou. 

Pole Position de 2008: Lewis Hamilton (McLaren)
Vencedores de 2008: 1º Robert Kubica (BMW), 2º Nick Heidfeld (BMW) e 3º David Coulthard (RBR)

- Não houve GP do Canadá em 2009.


Nada de relevante em 2010...

Pole Position de 2010: Lewis Hamilton (McLaren)

Vencedores de 2010:  1º Lewis Hamilton (McLaren), 2º Jenson Button (McLaren) e 3º Fernando Alonso (Ferrari)
 GP do Canadá foi marcado por várias pausas por conta da chuva e que durou mais de quatro horas no total. Tanto que nós, brasileiros não vimos o final da corrida por conta daquele campeonatinho que chamam de Brasileirão.

Pole Position de 2011: Sebastian Vettel (RBR)
Vencedores de 2011: 1º Jenson Button (McLaren), 2º  Sebastian Vettel (RBR) e 3º Mark Webber (RBR)


GP marcado pela disputa estratégica entre Vettel e Hamilton e Hamilton teve só o trabalho de administrar a corrida assim que obteve vantagem. Pérez completou o pódio e pareceu talento do piloto mexicano, mas não só isso; a Sauber sempre se deu bem no Canadá - vide a vitória e os pódios dos pilotos de Peter Saubr: Heidfeld e Kubica.

Pole Postion de 2012Sebastian Vettel (RBR)

Vencedores de 2012: 1º  Lewis Hamilton (McLaren), 2º Romain Grosjean (Lotus) e 3º Sérgio Pérez (Sauber)

 Nada seguramente relevante em 2013.

Pole Position de 2013Sebastian Vettel (RBR)

Vencedores de 2013: 1º Sebastian Vettel (RBR), 2º Fernando Alonso (Ferrari) e 3º Lewis Hamilton (Mercedes)

GP marcado pela primeira oficial (já que na Austrália foi desclassificado) vitória de Daniel Ricciardo, superando até o tetra campeão e companheiro, Vettel. Primeira vitória de um carro que não era da Mercedes nesse ano. Hamilton teve problemas de freios e não marcou pontos e Nico continuou bem no topo da grade.
Massa, que era o campeão de 2014, acabou  se envolvendo com um acidente com Pérez. 

Pole Postion de 2014: Nico Rosberg (Mercedes)

Vencedores de 2014: 1º  Daniel Ricciardo (RBR), 2º Nico Rosberg (Mercedes) e 3º Sebastian Vettel (RBR)

2015 está aí. Aguardaremos!
Abraços afáveis!!

Nenhum comentário: