segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Da série: É horrível, eu sei, mas eu gosto! - #2

Assistindo a filmes, fazendo uma mini maratona de filmes que estão concorrendo a Oscar ou outros que já estava interessada em saber se são bons ou não, parei para pensar naquelas coisas principais e cruciais para ter nos longas que me agrade 100% .
Eu não sou fã de filme romântico e nem terror e tenho como raros exemplos de suspense. Mas até assisto um ou outro destes, a não ser terror que minhas últimas experiências foram sustos e medos gratuitos. E ainda paguei para me sentir agoniada, então... Se puder evitar, no, thanks.
Sou dessas que dispensa um filme do Woody Allen, porque não tenho paciência para os filmes dele, por mais artísticos e aclamados pela crítica que sejam, por blockbusters com uns caras estourando de músculos e explosões. Se for filme de super herói com atores que eu gosto então, adiós, #partiucinema. Namorado comigo ficaria feliz: eu não ficaria naquela frescura de não pegar sessões com o Homem de Ferro, enquanto a mulherada quer ver um comédia romântica em cartaz. 

Mas, eu gosto de comédias. Eu só não tenho paciência com os American Pie da vida.
Certa vez, fui ao cinema com uma turma de amigos ver o tal do "Super Bad: É hoje!". Meus amigos rolaram de rir. Eu não abri um sorrisinho nenhuma mísera vez. Olhava o maldito relógio toda vez e fiquei pensando no sorvete que eu pedir depois que saísse da sala, antes de voltar para casa, porque olha... Que filme horroroso.
Nunca, em hipótese alguma, assisto a comédias no cinema. Foi a primeira e única. Acho dinheiro mal gasto *Manu Nonô Correia com Orgulho*. Explico o porque: a. no cinema sempre terá homens. E alguns homens quando começam a rir, não param. Não me lembro qual filme fui ver no cinema ano passado e passaram trailer de um filme brasileiro. Um animal do meu lado ria tão alto que não ouvi metade das piadas. A única que ouvi, era uma tão velha, mas tão velha que se brincar é do tempo que o Ari Toledo ainda contava as piadas dele nesses programas de auditório. O povo do cinema riu tanto, que se os trailers tivessem passado no fim do filme, o pessoal tinha feito o refrigerante todo nas calças e nos bancos. E isso me leva ao motivo b: quando riem tanto assim - e muitas vezes risadas forçadas ou de coisas sem graça - eu perco a vontade de rir junto. Não é que as coisas são boas, ou divertidas, é o pessoal que naquela escuridão quer fazer de um tudo para aparecer ou ri, mesmo que forçado, para forçar que tá divertido. Ai de você se sentar perto de adolescentes, então...
Meu motivo c é, se caso alugar o DVD, eu posso dar pause no conforto do meu lar e rir, sem perder a cena seguinte - o que acontece muito. E claro. Posso por legenda, e prestar atenção no que foi falado em inglês, para saber se traduziram mal ou não. 
Sim, sou chata nesse ponto, mas é melhor assim. Aí se for para gostar do filme, você gosta por completo.

O post da série nº 2 "É horrível, eu sei, mas eu gosto!" vai para um filme de comédia, destes que faz jus a frase. (O primeiro dessa série está neste link aqui, e foi uma música)


"As Branquelas" é tosco, mas é tosco, mas é tosco!.. 
Eu acho graça de algumas coisas, muitas por serem tão desastrosas que você acaba rindo. 
Há quem sempre guarda a frase "Ela vai ter uma ATP - Ataque de Pelanca", mas eu gosto de ficar irritada de mentira e dizer: "Segura meu poodle!"


Chega a ser vexatório, mas vá lá, é por isso que eu montei o post. Nem sempre a gente gosta das coisas mais "cult" dessa vida. :D


Rsrsrsrsrs... E aí, já assistiram?
Abraços afáveis a todos, e excelente começo de semana para nós!

2 comentários:

Ron Groo disse...

Então você não recomenda o Super Bad?

As branquelas é um filme de baixíssimo orçamento, mas que é hilário. Como aliás, quase tudo os Wayans.

Manu disse...

Eu não recomendo Groo porque achei de baixo nível. Uma cena da festa é decididamente horrorosa, hehehehe...
Mas assim, os Wayans tbm fazem filmes assim, então, é questão de estado de espírito. Não custa tentar. Eu procurei ver filmes de comédia que acharia ruins e acabei gostando. Eis caso das Branquelas. :D

Abs!