segunda-feira, 13 de junho de 2016

GP do Canadá: breve

Serei breve quanto ao meu comentário do GP do Canadá.
Com não houve transmissão da tv aberta (ainda estou para tentar entender porque não largam de passar de vez) não sofri a acompanhar a minha mãe no aniversário/almoço de minha tia.
Em casa, fui assistir Eurocopa. Não procurei de fato, saber que quem tinha vencido a corrida. Pela pole, era de se esperar que tudo já está sendo arquitetado para o tetra estúpido do Amilton Aparecido.

A gente quer ver novela cujo final vazou antes da hora?
A gente quer ir ao cinema ver filme que te contaram o final sem querer?
Não né?

Então, aqui vai a postagem mais curta (a primeira, das muitas que a Globo não irá transmitir em tempo real):

É preciso, urgente, que alguém aprenda que os caras da Mercedes não largam bem. O Rosberg não ouso dizer, mas Hamilton, nunca largou essas maravilhas. Ao passo que eu digo para aprenderem isso, me lembro que não adianta se tudo já está meio que caminhando para um final óbvio.
Se não me engano é pela segunda vez esse ano que a Ferrari "ferra" (com o perdão do trocadilho) com a corrida do Vettel. E o mais legal disso é que dessa vez, viraram as costas totais para o Kimi. E pensar que essa semana li declarações que davam sentido à terem a melhor dupla possível (inclusive fazendo propaganda por manter Kimi em 2017). Tá...Sei...

Vettel não conseguiu, por conta de uma estratégia digna de castigo no milho aos envolvidos, a chegar no Amilton Aparecido. 
Completando o pódio, o companheiro do Massa, o Bottas, fazendo jus ao fato da TV aberta não estar passando: eles não teriam como ficar falando mal do coitado do finlandês (mas suponho que o pessoal da SporTV não deve ter perdido a oportunidade).

Por um lado, corrida chata assim a Globo até dá risada por não ter passado. Mas a saber que trocou por filme ridículo de Jackie Chan e um jogo clássico de campeonato brasileiro (é isso?), cujo o time queridinho deles é "roubado" (será? hum...), posso dizer que quem dá risada sou eu, rsrsrsrs...
(Ainda mais a saber que a "selecinha" apareceu e também foi "roubada"... Rindo aqui para esquentar!)

De resto, parece que voltamos ao modo "boring" das corridas. Hamilton, faz o que quiser, depois de tudo, como bem sabemos. Pode cortar fora da pista e pode sim, fazer umas jogadas de carro contra os adversários... Who's going to stop? 



Sem pontos legais para mim. Sem motivo para assistir ao compacto.
Me chamem quando a corrida voltar a ter competição e gente na pista e fora dela saber o que está fazendo.

Abraços afáveis!

Nenhum comentário: