segunda-feira, 1 de agosto de 2016

GP da Alemanha: prós e contras

É pelo bem dos meus leitores, pela salvação da minha alma e pela minha saúde mental que... meu post virá com prós e contras sobre o GP alemão. Tudo porque escrever textos depreciativos para o campeão mundial de 2016 é como correr atrás do rabo. Se para cachorros e só para eles isso pode ser interessante, para nós humanos é apenas ridículo, uma vez que nem rabo temos mais.

Sejamos pragmáticos: tem uma galera que enxerga carisma, caráter e talento em Hamilton. Principalmente quando sentam para compará-lo ao Rosberg. Esse ciclo um tanto burro é o que categoria da F1 mais quer para ser bem sucedida nessa altura da temporada. Não há comparação. Mas isso é questão de opinião.
Foco é que há muito, a FIA estipula regras para a maioria dos torcedores acharem que a coisa é organizada. Mas na triagem das punições, só quem eles querem vão ser julgados. Não, não existe mais punição justa. Nunca houve muitas, mas desde então, para ser normal, para este ano, que nenhuma valha a pena, seja quem tenha se envolvido. Está tudo às caras: só se pune aqueles que não tem serventia nenhuma para o ritmo da corrida, ou um desesperado, ou por fim, aquele que pode ameaçar a corrida, o campeonato ou a bolha de proteção do futuro tetra campeão do mundo.

Disse no Twitter e repito: Vettel foi muito odiado até conseguir o seu tetra. Hoje, os que odiaram ele tem seu trunfo: riem até ficarem a barriga doendo com as bobagens da Ferrari e seus problemas com o carro. Nem reclamar de uma regra simples - o uso das bandeiras azuis para retardatários - ele pode mais, que logo alguém já o apelida de "reclamão", entre outros apelidos mais baixos.
Já foi a vez do Alonso, já foi a do Vettel... Quero ver quando é que poderemos ver o Hamilton passando pelos mesmos sufocos e podermos também ter as nossas barrigas doendo de dar risada. 
A maioria dos seus fãs - e claro, são fãs, portanto, cegos - se esquecem do que foi Hamilton com um carro mediano no período 2009 a 2012. Es em 2013, mudou de equipe, mas não mudou o "marasmo". Engraçado é que nem Alonso, nem Vettel, durante os tempos de crise, falaram em ir fazer outras coisas da vida (a não ser Alonso que, hoje, nas circunstâncias em que se encontra e na idade que está, fica difícil não pensar em rumar para outro caminho que não F1) Já Hamilton, quando começou a ser apenas mais um nas corridas andou dizendo que queria fazer um disco, virar cantor e até parece que tentou. ... Belo campeão. Um probleminha, "não brinco mais" e monta no beicinho. Competitividade define.

Vamos fazer como nos telejornais: "Vamos mudar de assunto...", mas nem tanto. Eis os prós e contras, by Manu:

► Motivos para ter gostado do Gp da Alemanha (não necessariamente nesta ordem)

1) É Alemanha, oras. Bons ares, boa pista, lugar bonito. Ano passado não tivemos GP alemão e o resultado pode não ter sido promissor, mas é que não se pode ter tudo na vida - nem mesmo o traçado antigo, que era muito melhor;

2) Mick Schumacher, filho de Michael Schumacher, marcou presença. E uma boa presença. Garotinho bem simpático que em breve estará na categoria. 
Vê-lo por ali, nos nutre de uma esperança feliz e uma aquecida no coração do bom fã de automobilismo. Esperança essa que temos que um dia a categoria tome uma forma mais descente, com jovens menos abestalhados guiando carros. Pena que a geração "mimimi" não nos deixa ter essa sensação boa em 100% quanto ao futuro, mas pelo menos, sendo filho de quem é, alguma coisa boa há de vir. E tomara que com ele venha uma safra de molecotes que saibam o que está fazendo e não destes que tem tudo nas mãoszinhas;

3) Essa foi a última etapa antes das férias. Embora as coisas sejam ruins até agora, praticamente um mês nos separam de Spa. Então, a gente acabou aproveitando;

4) Houveram os rádios divertidos: as sinceridades boas de Alonso e o amor incondicional do Vettel pelas "blue flags";

5) Alonso passando Massa na mesma parte do "Alonso is faster than you"... Hahahahahahaha...
Alonso is still faster than you, Massa!!!! Durma com essa! 

6) Nem só Alonso, mas muitos nem tomaram conhecimento de Massa e ele foi tomando passões. Finalmente podemos propagar a hashtag #AposentaMassa sem que seja apenas implicância.
E o mais ápice foi um rádio dele, alertando que alguma coisa poderia estar quebrada. E a Williams não conseguiu identificar nenhuma quebra. Oras, ligassem os computadores todos no Massa e teriam a resposta imediata. #AposentaMassa
Quase no fim, a transmissão viu o carro de Massa ser recolhido e falaram que a equipe tirou fotos do carro numa das paradas finais para detectar o problema. Chamaram ele para os boxes, com uma ideia de que tinham encontrado o que era, mas a Marciana "Xixi Rapidinho" Becker, não disse o que foi e  nem ele mesmo afirmou o que era e o que tinha propiciado o fim tão desastroso.
Agora é possível ver aqui, nessa reportagem do Grande Prêmio. Acho que vem daí uma  mentirinha bem das boas: se alguma Renault tinha "enchido" e entortado uma das rodas traseiras... Como é que nada disso foi detectado pelos mecânicos da Williams?
Sinceramente, existem burrices, mas essa eu acho que não pode ser o caso da equipe. Justificativa mais plausível: tiraram ele da pista porque estava vergonhoso. De novo: #AposentaMassa

7) Ricciardo e Verstappen suprindo a falta de um Kimi e um Vettel no pódio. No meu caso, feliz pela chegada de mais um pódio na conta do menino dos 1000 dentes, porque o Verstappen passou a escolher a identidade babaquinha chorão nesta corrida. Fez e aconteceu em cima do Raikkonen corrida passada, inclusive com jogadas fora da pista. Fez e assumiu. Tomou passão e jogada fora da pista do Rosberg e veio chorar no rádio? Ah menino, tenha dó! Estava achando você tão mais homem que muitos aí, e você cai na balela do "mimimimi"... Coisa feia!!! 

► Motivos para ter detestado GP da Alemanha  (não necessariamente nesta ordem)

1) Despropósito do Rosberg com as largadas. Mermão, se você vai largar na frente, mantenha-se na frente. De que jeito podemos defendê-lo contra o "evil partner"?
Mas nada é mais absurdo que o despropósito da Mercedes com Rosberg. A punição que ele tomou... E olhem só:
O mundo inteiro dá risada e ninguém fala em conspiração. Que raio de categoria máxima é essa? Que raio de punição é essa? 
E o Rosberg age como um santo, calmo a meio disso tudo. Conselho ao Rosberg: Você já é o vilão mesmo meu querido - "toca o terror"!!! Seja um Webber melhorado. O Webber quase não tinha motivos de revolta e se revoltou, você, Nico, tem muito motivo para escancarar as coisas. 
Por mais mediano que seja, Rosberg não merece ter a cabeça pisoteada dessa forma;

2) Por falar em punições, os rádios parecem liberados.  Esse vai-e-vem das decisões é que mostram na real o quão "fake" e fraca essa categoria está...;

3) Com isso, abriu-se 19 pontos de diferença entre Hamilton e Rosberg. Uma corrida e ele não só vai para as férias na frente como tem a vantagem de 19 pontos. Eu avisei que essa papinha ia azedar. A golgada na papinha foi de arrasar...;

4) Narração perturbadora. Palavra nova: "lavadeira". Gritos frenéticos. Comentários idiotas, depreciativos. Informações na horas indevidas. Puxa-saquismo para Massa e pouco para Nars. A nojeira de sempre. Ainda bem que vamos estar de férias!¬¬' ;

5) Entre os comentários, José "Idiota" Roberto falou de novo na promessa da McLaren quando viu Alonso passando Massa e disputando com outros carros. Duas coisas aí: uma que essa coisa de McLaren promessa está muito batida. Nem mesmo Button e Alonso tem tanta fé assim. Duas, que José Roberto falou em seguida, quando apareceu Magnussen passando o Massa, que a Reanult também era um equipe em ascensão. ... O quê????
O trio global pensa que engana. Eu já sei que o Galvão falou umas corridas atrás aquele mesmo discurso que ele fez quando o Massa saiu da Ferrari, e estava procurando outra equipe. De repente ele passou a elogiar a Williams e não deu outra: Massa virou titular da equipe. A confiança foi tanta que a mídia especialista brasileira comprou afirmação do Massa de que seria o campeão em 2014. 
Esse ano, Bueno já discursou logo depois do recontrato do Kimi, que Massa confidenciou que só corre por títulos e falou que na Williams não dava mais. O nome que surgiu foi a Renault, que na visão dos dois seria a mais promissora. Tá certo. A Williams está com 96 pontos, 58 são do Bottas. E a Reanult está com ... 06 pontos. Precisa falar mais alguma coisa? Olhem bem a McLaren: dois pilotos muito melhores que Massa e à duras penas eles marcam uma miserinha de pontos.
Convenhamos: A criatura chega no ponto de tomar pau dois anos seguidos do companheiro finlandês, e vem vender discurso de futuro melhor em outra equipe que está de volta este ano perdendo só para uma Sauber e uma Manor? Tá. Sei.
(Ah, #AposentaMassa, vai correr de Stock Car e leva o José Roberto junto para "narrar" por você...)

6) Ainda que rápido, a Ferrari demorou com um dos pit stops do Kimi. Quem vai ser mandado embora agora? Ah, ninguém?! Os erros já fazem parte de vocês. Entendo... o.O

7) Pelo menos uma punição podadora e injusta: check! Mimizentos de plantão: check!

8) Ameaça de chuva à menos e 10 voltas para o fim. Pra quê, eu não sei. Dar emoção? Que emoção?
Acabou tudo no mesmo marasmo que começou, sem nem disputas dos primeiros colocados e... sem chuva! Mesmo que a Marciana Becker tenha dito que estava chovendo onde ela estava, eu pergunto: Você foi ao banheiro "rapidinho", dona Becker?

Em agosto, GP da Bélgica. Pista de Spa = divina! Será um festejo!
Mas na boa? Alguém sempre está pronto para estragar a festa, espirrando no bolo. Nojento? É... Mas não tarda da temporada 2016 ficar assim de vez.

Ainda bem que NFL e a pré temporada já começa no fim de semana próximo! *Aaaaamém!*
Abraços afáveis!

Nenhum comentário: