sábado, 1 de dezembro de 2012

Meio tudo igual

Enquanto ainda não tenho o tempo certo para fazer as postagens que gostaria, deixo apenas aqui duas fotos que passaram pela minha mente no último GP desse ano.
Uma antiga, do Rubens Barrichello em sua primeira vitória. A outra recentíssima, do Felipe Massa:



Mesmo uniforme, mesma equipe, mesmo choro, praticamente os mesmos pouca-telhas...
Só mudou o local do choro e o motivo. (Motivo pela qual ainda não entendo a do Massa. Ou fiquei insensível ou realmente não era para entender)

Mas deu sensação de déjà vu, deu sim.

Abraços afáveis!

PS: Minha falta de tempo é uma batalha. Tenho monografia pronta desde agosto, mas orientadora que não tinha tempo para ler. Meu tempo foi acabando, minhas escolhas foram pro buraco. Minhas relações perderam sentido e me decepcionei com mais da metade dos envolvidos. Sofri e nada saiu como deveria. Defendo monografia finalmente corrigida na semana que vem dia 7, depois de correr com correção só porque fui sempre avisada na última hora de tudo. Com isso, estou feliz por tudo estar acabando, mas tudo o que passei foi muito surreal e não quero comentar mais sobre.
Que tudo dê certo na defesa e vamos esquecer o que teve de ruim e assim volto a dedicar tempo à esse blog, conforme merece.

3 comentários:

André Candreva disse...

Manu,

gostei da comparação tbm...

mas esse choro do Massa sinceramente tbm não entendi...

boa sorte em sua monografia...

abs...

blog POR DENTRO DOS BOXES
http://pordentrodosboxes.blogspot.com.br/

Daniel Machado disse...

O choro do Massa eu entendi. Acho que pela fase dele, a segunda metade do campeonato com pódio em casa pra encerrar o ano depois de tudo...
Não é questão de defesa ou não, é o que achei mesmo :P
Boa sorte com tua monografia Manu, espero que dê tudo certo ai. Estou na torcida.
até

Pry disse...

Taí, boa comparação. Não tinha pensado nisso...

Boa sorte, Manu. Vai dar tudo certo!

Bj bj