quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Diário de Bordo (parte 5): Home Sweet Home!

Enfim, o show tinha acabado.
Saí do Via Funchal com minha irmã e marcamos um ponto de encontro com meu amigo e logo ele já estava lá no meio da multidão vestidos de preto.
A sensação era boa. Mas uma maior que essa era aquela de voltar lá dentro na esperança começar tudo de novo.
Andamos um pouco, conversamos como tudo tinha sido agradável. Íamos procurar algo para fazer depois do show, mas decidimos repor energias e conversar um pouco no hotel mesmo.
Ríamos e mostrávamos as fotos que tínhamos tirado e meu amigo contava os mais detalhes de como ele ficou pertinho do palco.

Era mais de meia-noite quando decidimos ir dormir para, no dia seguinte, estarmos prontos para 9 horas de viagem de volta.
Dormi e nem sei se sonhei algo. Mas dormi como se tivesse em nuvens. Pelo cansaço talvez. Pela cama macia, poderia ter sido. Pela satisfação dos bons momentos, com certeza.
Eu acordei do mesmo lado que dormi. Eram 8:30 da manhã e tinha que tomar banho, trocar de roupa e já guardar tudo. Depois do café da manhã nossa estadia seria na rodoviária!

Encontramos o meu amigo e pegamos o elevador... Em algum andar eis que entra um cara e meu amigo distraído saiu pensando que já havia chegado no térreo. A porta fechou e ficamos, eu, minha irmã e o cara a gritar "volta"e meu amigo se tocou quando a porta decidiu fechar...
Olhei para minha irmã e para o moço e comentei: "coitado, ainda está com sono..." O cara riu sem graça, olhando para os pés e daí eu vi: a camisa do cara era da banda de abertura do show, Libra. Olhei bem para o cara: ele era o guitarrista do Libra!

É... Daí eu percebi uma coisa que Deus me deu e isso me dá muitos problemas: a timidez. Quando fui dizer: "cara vocês tocam bem ao vivo, adorei a banda..." e tudo mais, o elevador abriu e ele fez o gesto para a gente sair e já dei de cara com meu amigo dizendo "cheguei primeiroooo". Quando vi o moço já tinha ido e contei para minha irmã e amigo: "era o guitarrista do Libra" e meu amigo "bem que vi que conhecia ele de algum lugar..." *Escândalos!* Minha irmã no hall, super chique, com altos executivos engravatados a nossa volta, parou olhou para mim e disse "porque vocês não avisaram?Eu teria falado com ele...!"

Ok fofis, agora já "elvis"! Rumamos, entres os engravatados, para o café da manhã...

Aaaaaaaaaaaaaaaah o café da manhã!!!! Meu Deus, que paraíso divino! Suco, pãozinho, bolo, frutas... Duas mesas enormes com tanta coisa e eu reclamando "não tenho apetite pela manhã..." Que apetite o quê????????? Eu fiquei mesmo com fome ao ver tudo aquilo. Hoteis que sempre fico tem tantas poucas opções... Dobrei a segunda mesa de comidas e do outro lado estavam o baterista, o guitarrista e a baixista comendo...

Meu amigo curtiu a baixista e tal, lógico. Mulher no ramo do metal causa sempre boa impressão na ala masculina. Mas daí atrapalhar o café da manhã eu achava besta e desconfortável. Saí de casa com a educação que "mamis" me deu, e com ela que permaneceria quieta sem alardes. Se fosse alguém di Nightwish, eu teria sentado no chão do quarto do hotel e chorado de raiva por não ter ido falar com eles, mas antes manter-se discreta do que ser mal-tratada por celebridades. Eles não são celebridades chatas, mas na hora do café da manhã? Dá um tempo...

Saímos de perto e sentamos um pouco longe, mas dava para vê-los.
E tome café da manhã divino! Lindo! Magnífico! E eu deliciando! Meu amigo querendo mais e minha irmã falando do pessoal do Libra.
Quando meu amigo foi resgatar uma melancia, olhei e vinha chegando o Libra. (É...o cara, o vocalista tem o codinome de Libra...) Ele estava com uma moça muito bonita. Logo vi que era uma possessiva namorada.

O cara é muito bonito. Parece melação, mas é a pura verdade. Mas assim, sem maquiagem e frufrus extras ele é mais apresentável. Tem belos traços.
A namorada também era muito bonita. Casal interessante a desfilar pelo hall do café!^^
...E os malditos vão e sentam atrás de nós!!!!

Eu não vi Libra depois que decidimos subir para os quartos. Libra não estava na mesa. Ao passar pelo hall mais um pequeno tumulto de executivos e ... olha curva do corredor... e dei de cara com Libra! Alí tirei a conclusão que a criatura era bem melhor sem artefatos de photoshop entre outras cositas e era bonito por que mesmo com o momento "inchado depois de acordar" o cara chamava atenção.

Sou baixinha. Estive pouco abaixo de seu ombro, mas a olhada dele foi mais tímida que a minha. Pensei: "você está pior que eu nessa vida de ostra"...

Novamente vociferei um "dammit" silencioso por não ter parado ele e falado que eu tinha gostado da banda. Ok, isso é só mais uma dos meus foras que a timidez me proporcionou. Ela ainda vai me custar caro.

Voltamos para os quartos. Pegamos nossas coisas. Fizemos check out, e chamamos um táxi. Entrei no carro do táxi e vi Libra entrenando numa van com o resto da banda.


Era hora de dizer adeus a boa parte de São Paulo. Chegamos rapidamente no Terminal Tietê. Andamos um pouco por lá. Meu amigo queria comprar um presente para namorada e paramos numa livraria. Escolhi um livro para mim sobre mitologia nórdica. Agora esqueci totalmente qual livro que meu amigo decidiu comprar para sua namorada. Lembro-me de ter dado duas dicas: Marley & Eu e A Menina Que Roubava Livros . As dicas forão bestas. Li Marley & Eu muito rápido, mas pensei que era bem cara de presente para namorada. Mas no caso, como mulher eu prefereria A Menina Que Roubava Livros, que até então não havia lido e estava com muita vontade de ler. Mas era apenas dicas e não imposições.


Estávamos atrasadinhos quando saímos da livraria. Meu amigo embarcaria para a cidade dele, à 20 km da minha, uma hora antes de mim e minha irmã.
Embarcamos ele, e nos despedimos com pesar. Queríamos passar mais tempo nos momentos de muita risada, mas ele tinha compromissos na segunda e eu também. Ambos tínhamos que voltar rápido para a ativa na faculdade.
E foi assim uma hora depois que eu e minha irmã nos despedimos do fim de semana maravilhoso. Sentadas a espera do ônibus vimos um casal exótico em que a mulher parecia ter 50 anos e o cara 20, gente correndo para todo lado. Compramos lanche, embarcamos e algum estrangeiro a bordo que falava espanhol perguntou a minha irmã informações do número do banco e por sorte ela sabia falar espanhol e ajudou ele. Se fosse eu talvez não conseguiríamos comunicar já que para mim o inglês seria mais imediato.
Do lado de nós era um absoluta certeza de que estava alguém que falava apenas inglês. Quiz puxar papo com o cara durante toda a viagem, mas me faltou coragem e ainda um senhor hipócrita sentado do lado dele falava absurdos durante mais da metade da viagem.
Saí de lá detestando tudo que o senhor falou todo o tempo. Ele sujou o ônibus com migalhas de pão e se dizia conhecido do presidente Lula. Mal sabia falar e se portar em público e vendia a imagem de homem importante.
Cheguei em casa estafada e com vontade de chacinar um velhinho.

Dormi e comecei minha semana não querendo esquecer o tal fim de semana, apenas esquecer o velho chato.

*Agradeço a quem teve paciência de ler e comentar aqui. Desculpe se andei displicente. Voltarei em breve com assuntos mais agradáveis e menos egoístas.Obrigada pessoal! ^^

7 comentários:

Camilla disse...

Tá sumiiiiiida!

=(

Análise F1 disse...

"...Ele sujou o ônibus com migalhas de pão e se dizia conhecido do presidente Lula. Mal sabia falar e se portar em público e vendia a imagem de homem importante..."

Se portando assim é bem capaz de já ter conhecido "nosso" presidente mesmo! rsrsrs.

Abração!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Cristiano do Popolog disse...

Hora, hora!!!

Manu está de volta e o velho MC tb!!!

Uma dica para amenizar a timidez... teatro, participe de algum grupo de teatro amador. Claro, se tiver tempo e amigos!!!

Alias, muito boa esta história. Se eu fosse você, poderia escrever um livro - como sugeriu o Kesnault. Eu até que venho pensando nisso, mas...

deixa pra lá!!!

Até mais...

manu disse...

Hehehehe! Agradeço pessoas!
Camila estou mesmo sumida mas logo voltarei a estar mais frequente.

Análise: é verdade, sendo "amigo" do Lula não se podia esperar outra coisa! O cara me irritou de verdade!

Mc... nem há o q comentar p/ vc, né? bem vindo de volta!^^

Cristiano: escrever um livro, talvez mas não seria grande sucesso. Mas vc tem mais chances q eu. ^^ Leve a idéia a adiante! Tem meu apoio!

Abraços e bjos!

Análise F1 disse...

Olá Manu, acesse este post no Análise F1!

http://analisef1.blogspot.com/2009/02/premiado-e-premiando.html

Ab!

Análise F1 disse...

Desculpe pela invasao mas...tem mais um selo pra vc!

http://analisef1.blogspot.com/2009/02/premiado-e-premiando-ii.html

Ab!